Ver mais

Finanças descentralizadas – Empréstimos DeFi

13 mins
Atualizado por Airí Chaves

In Brief

  • O empréstimo DeFi é um serviço financeiro que possui taxas atraentes e produtos inovadores
  • Os empréstimos DeFi costumam oferecer retornos muito melhores quando comparados aos mercados de empréstimos tradicionais
  • Além disso, os empréstimos DeFi têm múltiplas vantagens para todas as partes envolvidas

O empréstimo DeFi é um novo serviço financeiro que explodiu em grande parte devido às suas taxas atraentes e produtos inovadores. As plataformas de finanças descentralizadas que oferecem empréstimos ajudam qualquer pessoa a tomar emprestado ou emprestar fundos, e os detentores de criptomoedas podem ganhar uma renda passiva. Tudo isso sem ter que passar por todas as verificações demoradas exigidas nas finanças tradicionais.

A tecnologia Blockchain abriu as portas para um novo mundo descentralizado – o mundo das finanças descentralizadas (DeFi).

Neste artigo vamos explicar o que é DeFi, como funcionam os empréstimos DeFi e como eles melhoram os sistemas financeiros tradicionais. Primeiro, vamos dar uma olhada rápida em como funcionam os mercados financeiros tradicionais.

Neste artigo:

Como funcionam as finanças tradicionais?

O sistema financeiro tradicional se refere a instituições, bancos, corretoras de investimento e todas as outras entidades envolvidas no ecossistema financeiro fiduciário. O principal objetivo do sistema financeiro é intermediar e facilitar o fluxo de dinheiro em toda a sociedade.

O sistema financeiro movimenta dinheiro e apóia os investidores, fornecendo-lhes fundos colocados por terceiros. Grande parte dos investimentos, senão todos, exige que as empresas cooperem com atores do sistema financeiro tradicional para evoluir. Quando se trata de financiamento, grandes e pequenas empresas geralmente pedem empréstimos para um banco, e esse processo leva tempo e nem sempre pode ser bem-sucedido.

O sistema financeiro tradicional é comumente dividido em três áreas principais:

  • 1. Finanças públicas: todos os sistemas e serviços que dizem respeito ao governo
  • 2. Finanças corporativas: a gestão de ativos e receitas de uma empresa
  • 3. Finanças pessoais: todas as decisões financeiras de um indivíduo

À medida que o sistema financeiro tradicional evoluiu junto com nossa sociedade, ele enfrenta muitos problemas, alguns deles sendo taxas de juros negativas e inflação.

Juros negativo

Ao pedir dinheiro emprestado a um banco, as pessoas pagam juros sobre o empréstimo. Essa taxa de juros é o custo efetivo do empréstimo.

Mas em tempos em que os consumidores seguram dinheiro em vez de gastá-lo, a economia enfrenta um declínio na demanda e os preços despencam. Isso é chamado de deflação e é um sinal de uma economia enfraquecida.

Para equilibrar os efeitos da deflação. Os bancos centrais precisam estimular o crédito e os empréstimos de dinheiro. Um método incomum é que eles oferecem juros negativos e pagam aos tomadores de empréstimos para que tomem um empréstimo para estimular o investimento e recuperar a economia da recessão.

Impressão ilimitada de dinheiro

Até 1971, o dólar americano era lastreado em ouro. O papel-moeda tinha um valor lastreado em ouro e qualquer pessoa poderia trocá-lo por uma quantidade equivalente de ouro. Mas isso não é mais o caso.

Com isso, a moeda fiduciária deixou de ser respaldada por outra coisa senão a palavra do governo. É usado como convenção, mas não há nada que impeça os governos de imprimir mais dinheiro. Se apenas a quantidade de dinheiro aumentar, mas todo o resto permanecer o mesmo, então as pessoas terão mais dinheiro perseguindo os mesmos bens, o que fará os preços subirem, causando inflação.

Os bancos centrais precisam lidar com a inflação e a deflação com cuidado para garantir que a economia global funcione adequadamente. Os dois podem nem sempre ser devidamente tratados, pois as entidades centrais responsáveis podem enfrentar pressões externas para inclinar a balança.

As deficiências do sistema financeiro tradicional são parcialmente resolvidas pela indústria emergente de DeFi e pelas economias descentralizadas em geral.

O que são as finanças descentralizadas (DeFi)?

DeFi significa finanças descentralizadas e foi introduzido pela primeira vez pela rede Ethereum, graças aos recursos de contrato inteligente da rede. O ecossistema DeFi permite que os usuários se beneficiem de operações financeiras sem intermediários ou terceiros, como no caso dos bancos do setor financeiro tradicional.

No DeFi, a rede pode ter praticamente incontáveis ​​aplicativos descentralizados (DApps) que podem realizar operações e permite que os usuários gerenciem seus ativos digitais, independentemente de sua localização ou status. Tudo isso é possível devido à tecnologia blockchain e sua rede sem permissão, que é transparente e de código aberto.

Os contratos inteligentes permitem que esse setor financeiro digital descentralizado tenha um desempenho semelhante aos serviços tradicionais – mas sem a necessidade de intermediários. Um contrato inteligente é um programa de computador especial implantado na blockchain que é acionado apenas quando as condições predefinidas incorporadas são atendidas.

Muitos aplicativos DeFi são implantados na blockchain Ethereum. Outras redes que permitem contratos inteligentes e podem ser consideradas uma alternativa ao Ethereum são Cardano, EOS, Solana, mas existem mais.

O que são empréstimos DeFi?

O empréstimo DeFi, ou empréstimo de finanças descentralizadas, é semelhante ao serviço de empréstimo tradicional oferecido pelos bancos, exceto que é oferecido por aplicativos descentralizados ponto a ponto (DApps).

Nas finanças tradicionais, as pessoas abrem uma conta de poupança e depositam fiat para receber os juros de seu depósito. Mas, para o DeFi, os investidores de criptomoedas podem bloquear seus fundos ou usá-los para fornecer liquidez a pools de liquidez e receber juros.

Além disso, com o trading de criptomoedas, nenhuma entidade central existe para garantir liquidez suficiente de ambos os pares sendo negociados. As plataformas descentralizadas dependem e incentivam os investidores de criptomoedas a usar seus fundos para fornecer essa liquidez.

Valor total bloqueado no DeFi: DeFi Pulse

O mercado de empréstimos DeFi aumentou substancialmente desde 2020. O Valor Total Bloqueado (TVL) nos protocolos DeFi é de mais de US $ 80 bilhões, aumentando mais de 20 vezes no último ano.

Notavelmente, as taxas de DeFi são muito maiores do que as oferecidas no espaço financeiro tradicional, tornando o empréstimo DeFi uma opção muito melhor para obter renda passiva.

Empréstimos DeFi vs empréstimos tradicionais

O sistema financeiro tradicional oferece serviços como empréstimos, negociação à vista e trading de margem. O ecossistema DeFi se adaptou e pode oferecer os mesmos serviços e produtos financeiros que os sistemas tradicionais.

Uma das principais diferenças entre o empréstimo tradicional e o DeFi é que o banco tradicional exige verificações demoradas e onerosas sobre o status do cliente. Por outro lado, com o DeFi, o empréstimo é concedido com muito mais rapidez, desde que o indivíduo atenda aos requisitos de garantia. Os contratos inteligentes cuidam de grande parte do processo de revisão, tornando-o mais fácil para o credor e o devedor.

Os empréstimos DeFi também costumam oferecer retornos muito melhores quando comparados aos mercados de empréstimos tradicionais – e até mesmo ações. Embora a taxa específica varie muito, os empréstimos geralmente podem ser de 10% ou mais do que outros ativos. Esta é uma das principais razões pelas quais a popularidade do DeFi explodiu em 2020.

Como funciona o empréstimo DeFi?

defi

Os empréstimos DeFi são bastante diretos. O mutuário deve fazer um depósito em uma plataforma de empréstimo DeFi por meio de um contrato inteligente associado a uma moeda específica, e deve corresponder ao valor do empréstimo. Esse depósito é chamado de garantia e pode assumir a forma de uma ampla variedade de criptomoedas.

A boa notícia é que qualquer um pode ser credor. Há muitas maneiras de emprestar fundos criptos e vale a pena pesquisar todas as opções, pois algumas podem gerar mais receita passiva do que outras.

Além disso, os mutuários também devem pesquisar os diferentes pools de empréstimos e escolher o melhor para suas necessidades específicas.
Digamos que um tomador de empréstimo queira um empréstimo DeFi de 1 Bitcoin. O mutuário deve depositar o valor equivalente de 1 Bitcoin em outra criptomoeda.

No entanto, um problema que pode surgir são os preços flutuantes das criptomoedas, e o valor da garantia cai abaixo do preço do empréstimo DeFi. É por isso que algumas plataformas de empréstimos DeFi, como MarketDAO, exigem um depósito mínimo para a garantia de 150% a 200% para o empréstimo DeFi.

Portanto, se o valor da garantia cair abaixo do preço do empréstimo, está sujeito a uma penalidade de liquidação.

Vantagens dos empréstimos DeFi

Os empréstimos DeFi têm múltiplas vantagens para todas as partes envolvidas, quando comparados ao sistema tradicional.

Consistência de empréstimo

Os empréstimos DeFi são concedidos de forma consistente. Todas as taxas e regras DeFi são claramente definidas, deixando pouco espaço para erro humano.

Prestação de contas

Blockchain é um livro-razão público que pode fornecer registros sob demanda de todos os empréstimos DeFi e as regras e políticas que concederam esse empréstimo. O livro razão público distribuído serve como prova de todas as transações financeiras quando um empréstimo DeFi é concedido.

Velocidade

Os empréstimos DeFi são processados rapidamente e o valor emprestado fica disponível imediatamente se o empréstimo for aprovado. O processamento rápido é resultado das plataformas de empréstimo DeFi serem movidas por serviços em nuvem, que ajudam a identificar qualquer tentativa de fraude, bem como outros riscos.

Análise de empréstimos

Ter um processo totalmente digital para empréstimos ajuda a monitorar e avaliar o mercado de empréstimos. Essas análises de empréstimos podem ser úteis para quem busca otimizar seus fundos. Além disso, também ajuda as plataformas de empréstimos DeFi a obter insights, como fontes de empréstimo, o que pode ajudá-las ainda mais a melhorar o desempenho do empréstimo.

Transparência e imutabilidade

Uma blockchain é um livro-razão público distribuído que pode ser facilmente verificado por qualquer usuário da rede. A transparência permite a análise de dados e a natureza descentralizada da blockchain garante que todas as transações sejam legítimas.

Quer minerar criptomoedas na nuvem? Abra uma conta na StormGain

Desvantagens dos empréstimos DeFi

Como portador de criptomoedas, você deve saber que existem alguns tipos diferentes de riscos se quiser participar de empréstimos DeFi.

Perda impermanente

Donos de criptomoedas que participam de um pool de liquidez podem obter renda passiva ao emprestar sua criptomoeda, mas também correm o risco de perda impermanente.

A perda impermanente ocorre quando o preço da criptomoeda bloqueada em um pool de liquidez muda. Normalmente, esse evento ocorre quando há um índice de token desigual na carteira de liquidez. A perda impermanente não é realizada até que os fundos sejam retirados do pool de liquidez.

Mas provedores de liquidez (LPs) são protegidos pela perda impermanente e recebem recompensas das taxas de trading para compensar a perda. Por exemplo, a Uniswap tem uma taxa de trading de 0,3% que é distribuída aos LPs.

A melhor maneira de evitar ou pelo menos minimizar a perda impermanente é fornecer liquidez para pools de liquidez que têm stablecoins. Afinal, eles são menos voláteis e têm uma chance muito menor de mudança de preço.

Puxada de tapete

Ao contrário das plataformas de empréstimos tradicionais, o DeFi ainda carece dos regulamentos necessários que protegem os usuários de agentes mal-intencionados.
Os negociantes de criptomoedas precisam confiar na plataforma de empréstimos DeFi e pode acontecer que os usuários percam sua confiança.

A puxada de tapete no DeFi é um esquema de criptomoedas em que os desenvolvedores do DeFi cria um novo token e abandonam repentinamente o projeto, após obter fundos dos primeiros investidores. As puxadas de tapete geralmente ocorrem com tokens em DEXs, como PancakeSwap ou Uniswap, porque elas permitem que qualquer pessoa liste tokens sem qualquer auditoria.

Ataques de empréstimo instantâneo

Os empréstimos instantâneos são exclusivos do universo DeFi e representam um tipo de empréstimo que não requer qualquer garantia. Como as transações da blockchain podem incluir várias transações, o empréstimo instantâneo permite que um usuário execute várias ações. Isso inclui o empréstimo de criptomoeda, a execução de transferências de valor e contratos inteligentes com esse empréstimo e o reembolso do empréstimo inicial no final.

No entanto, se o empréstimo não for reembolsado, o credor pode reverter a transação. Porém, como é um processo descentralizado, não há pontuação de crédito para impedir que alguém acesse um empréstimo instantâneo DeFi.

As 5 principais plataformas de finanças descentralizadas para empréstimos

1. Aave

Aave é uma das plataformas de empréstimo DeFi mais populares. Foi lançada em 2020 e é um protocolo de liquidez de código aberto e não custodial.

O Aave permite que os usuários depositem criptomoeda em um pool de liquidez e recebam uma quantia equivalente de aTokens. O protocolo possui um algoritmo embutido que ajusta a taxa de juros, de acordo com a oferta e a demanda atuais em uma determinada carteira de liquidez. Portanto, quando mais usuários seguram aTokens, a taxa de juros aumenta.

Além disso, o token de governança AAVE é usado para incentivar os titulares a gerenciar e desenvolver a plataforma com segurança.

Aave oferece alguns dos melhores rendimentos no mercado de empréstimos DeFi, e cada pool de liquidez oferece um juros diferente para os credores. Para as taxas mais recentes, os usuários devem verificar as taxas atuais diretamente na plataforma. Ademais, os usuários podem escolher entre uma taxa de juros estável ou variável.

Em outubro de 2021, o Valor Total Bloqueado (TVL) para o Aave é de US $ 12,26 bilhões.

2. Compound

Compound é um protocolo autônomo de taxa de juros usado para aplicações financeiras abertas. Os usuários podem depositar criptomoedas, obter uma renda passiva por meio de juros e pegar criptomoedas emprestadas.

Além disso, o token de governança do protocolo COMP concede aos titulares o direito de votar em decisões como adicionar novos ativos e atualizações técnicas à plataforma.

Todos os credores de criptomoedas recebem um cToken de acordo com o valor que forneceram ao pool de liquidez. Um cToken é específico para os ativos digitais fornecidos na carteira de liquidez. Por exemplo, se você depositar ETH, o token recebido é cETH. Além disso, cada um desses tokens renderá juros com base em suas respectivas taxas de juros do pool de liquidez.

Os 3 principais mercados do Compound são ETH, USDC e DAI. Além disso, o Compound tem um TVL de US $ 10,9 bilhões.

3. MakerDAO

MarkerDAO é uma plataforma de empréstimo DeFi que oferece apenas tokens DAI para empréstimo. DAI é uma stablecoin e está indexada ao dólar americano. O MakerDAO é um cofre aberto que pode ser usado por qualquer pessoa para emprestar DAI ao fornecer garantias como ETH ou BAT.

Além disso, os usuários são incentivados a participar dos resultados operacionais por meio de taxas de governança, que são as taxas de juros da rede.

No MarkerDAO, os usuários podem tomar emprestado DAI até 66% do valor da garantia. Se o valor do depósito cair abaixo da taxa fixa, ocorrerá uma penalidade de 13%, para recuperar a perda. A garantia liquidada é vendida em mercado aberto, com desconto de 3%.

O token nativo do Maker é MKR, que é cunhado quando o valor da garantia começa a cair. É vendido no mercado aberto para levantar mais garantias, o que simultaneamente dilui o MKR existente.

O MarkerDAO pode ser usado no Portal Oasis do Marker.

4. Uniswap

Uniswap é uma exchange de criptomoedas descentralizada construída na rede Ethereum. A grande vantagem dessa plataforma DEX é que os usuários controlam totalmente seus fundos por meio do contrato inteligente da exchange, e novas moedas podem ser facilmente listadas na exchange, por meio do contrato inteligente de fábrica.

Saiba quais são as melhores exchanges descentralizadas (DEX)

Os usuários podem trocar tokens ERC-20 usando Uniswap ou ganhar uma taxa de juros fornecendo liquidez para swaps de tokens. Além disso, os usuários podem criar facilmente um novo pool de liquidez, e o requisito mínimo é fornecer um par de tokens para os mercados. Os criadores de mercado definem a taxa de câmbio.

Os 3 principais pools na Uniswap são USDC / ETH, WBTC / ETH e ETH / USD. Ademais, a Uniswap teve um TVL de US $ 4,8 bilhões.

5. Yearn.finance

Yearn.finance é uma plataforma agregadora DeFi que permite aos usuários emprestar, tomar emprestado e habilitar a yield farming. A plataforma opera na rede Ethereum. Os usuários ganham tokens YFI bloqueando seus ativos.

Yearn.finance é um protocolo popular devido à sua capacidade de alternar automaticamente entre as plataformas de empréstimo. Além disso, a plataforma Yearn.finance tem vários produtos independentes:

  • APY: As taxas de juros em diferentes protocolos de empréstimo
  • Ganhe: ajuda os usuários a identificar a taxa de juros mais alta que podem ganhar emprestando um ativo
  • Vaults: estratégias de investimento que irão gerar os maiores retornos
  • Zap: agrupa mais tradings com um clique, para economizar mão de obra e custos

Yearn.finance teve um TVL de US $ 5,3 bilhões.

Empréstimos DeFi: a revolução financeira

O empréstimo DeFi é um ecossistema que avança a todo vapor com o desenvolvimento, mas os detentores de criptomoedas já demonstraram grande interesse em todos os serviços cripto-financeiros, além de empréstimos. Essas plataformas estão ganhando mais confiança do que nunca e ajudam a pavimentar o caminho para um mundo de serviços financeiros mais descentralizados.

Perguntas frequentes

Quais são os riscos dos empréstimos DeFi?

Os empréstimos DeFi são amplamente seguros. No entanto, devido à volatilidade do mercado, o credor pode sofrer perdas quando o empréstimo não for pago a tempo. A perda impermanente é outro risco associado ao fornecimento de fundos para pools de liquidez.

O que são protocolos de empréstimo DeFi?

Os protocolos de empréstimo DeFi ou plataformas de empréstimo DeFi permitem que os usuários obtenham um empréstimo DeFi. O empréstimo pode ser em qualquer uma das criptomoedas disponíveis na plataforma. No entanto, lembre-se que o tomador do empréstimo deve depositar uma garantia, que normalmente fica em torno de 150% a 200% do valor do empréstimo.

Como faço para obter um empréstimo DeFi?

Qualquer pessoa pode obter um empréstimo DeFi, usando uma plataforma de empréstimo DeFi, como Aave ou Compound. O mutuário precisará depositar uma garantia, que é outra criptomoeda, para obter um empréstimo DeFi.

Se você quiser saber mais sobre finanças descentralizadas e empréstimos DeFi, confira os nossos artigos educacionais. Afinal, aqui você pode encontrar todas as informações de que precisa para começar!

Além disso, junte-se à nossa comunidade no Telegram para conversar com usuários reais sobre trading de criptomoedas.

Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024

Trusted

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e com o objetivo único de informar. Qualquer atitude tomada pelo usuário a partir das informações veiculadas no site é de sua inteira responsabilidade.
Na seção Aprender, nossa prioridade é fornecer informações de alta qualidade. Nós tomamos o tempo necessário para identificar, pesquisar e produzir conteúdo que seja útil para nossos leitores.
Para manter esse padrão e continuar a criar um conteúdo de excelência, nossos parceiros podem nos recompensar com uma comissão por menções em nossos artigos. No entanto, essas comissões não afetam o processo de criação de conteúdo imparcial, honesto e útil.

57e71e4b72a101031947418c1e30dedd.png
Iulia Vasile
Iulia é engenheira de ciência da computação e escritora de cripto desde 2017. Especialista em tecnologia e blockchain, a autora também é fã de viagens e tem o sonho de viajar o máximo possível e depois contar ao mundo sobre as coisas bonitas que ela vivenciou.
READ FULL BIO