Entendendo a diferença entre moeda fiduciária e criptomoedas

20 janeiro 2023, 10:00 -03
Atualizado por Airí Chaves
20 janeiro 2023, 10:00 -03

Cada vez mais, novas moedas estão ganhando popularidade e se tornando as principais formas de pagamento em todo o mundo. Enquanto a criptomoeda é um método relativamente novo de pagamento, as moedas fiduciárias têm sido usadas por milhares de anos.

Quer ser o primeiro a saber sobre a previsão do preço das criptomoedas? Junte-se à comunidade do BeInCrypto no Telegram. Lá nós compartilhamos diariamente análises técnicas e respostas às suas perguntas. Além disso, é possível conversar com traders e entusiastas do mercado de criptomoedas.

Neste artigo, vamos desvendar as diferenças entre criptomoeda e moeda fiduciária para que você possa decidir qual é a melhor opção para você.

Neste artigo:

O que é criptomoeda?

vantagens das criptomoedas

A criptomoeda é uma forma de moeda digital que usa criptografia para segurança e é usada para realizar transações financeiras. Além disso, a criptomoeda não é emitida por um governo, autoridade financeira ou banco central, sendo assim, descentralizada. A criptomoeda é criada usando a tecnologia blockchain, que é uma tecnologia que garante que as transações sejam seguras e confiáveis.

Uma das principais características da criptomoeda é que ela é descentralizada, o que significa que não está sujeita a regras e regulamentos de governos ou autoridades financeiras. Isso significa que a criptomoeda é livre de inflações e o seu valor não está atrelado a um órgão centralizado. Além disso, a criptomoeda é mais segura do que outros métodos de pagamento, pois ela usa criptografia para garantir a segurança das transações.

O que é moeda fiduciária?

Uma moeda fiduciária é uma moeda emitida por um governo ou autoridade financeira para servir como forma de pagamento. A moeda fiduciária é diferente da criptomoeda, pois ela está sujeita à regulamentação de governos e autoridades financeiras. Além disso, é emitida pelo governo ou autoridade monetária para funcionar como forma de pagamento, e é usada em todos os tipos de transações.

A moeda fiduciária é regulamentada e controlada pelo governo ou autoridade financeira, o que significa que ela está sujeita a taxas e juros. Além disso, as moedas fiduciárias estão sujeitas a flutuações da taxa de câmbio, pois elas são negociadas em bolsas de valores.

Moeda fiduciária x criptomoedas

A criptomoeda difere da moeda fiduciária em vários aspectos. A criptomoeda é criada usando a tecnologia blockchain, enquanto a moeda fiduciária é emitida por um governo ou autoridade financeira. Além disso, a criptomoeda é descentralizada, enquanto a moeda fiduciária é regulamentada. A criptomoeda também é mais segura do que a moeda fiduciária, pois usa criptografia para proteger as transações.

Outra diferença entre criptomoeda e moeda fiduciária é que a criptomoeda é mais volátil do que a moeda fiduciária. Isso significa que a criptomoeda pode mudar de valor rapidamente, dependendo do mercado. Enquanto isso, a moeda fiduciária é mais estável, pois é regulamentada e controlada pelo governo ou autoridade financeira.

Principais diferenças entre criptomoedas e moeda fiduciária

Existem várias diferenças entre criptomoedas e moeda fiduciárias. A seguir, vamos olhar para as principais diferenças entre as duas formas de pagamento.

Uma moeda fiduciária é uma moeda emitida por um governo, banco central ou outra entidade autorizada a emitir moeda. As moedas fiduciárias são amplamente aceitas em compras, pois são reguladas e suportadas pelo governo. As moedas fiduciárias são reconhecidas como meios legais de pagamento em todo o mundo.

Por outro lado, uma criptomoeda é uma forma digital de dinheiro que usa criptografia para segurança. É emitida e controlada por um protocolo de rede distribuído em vez de um governo ou entidade centralizada. As criptomoedas não são reguladas pelo governo e não são aceitas como meios legais de pagamento, a não ser em El Salvador.

Outra grande diferença entre criptomoeda e moeda fiduciária é a segurança. As moedas fiduciárias são seguras por, por exemplo, leis e regulamentos do governo. Por outro lado, a criptomoeda é segura por meio de criptografia. Isso significa que as criptomoedas são resistentes a ataques cibernéticos e não podem ser facilmente roubadas ou falsificadas.

Além disso, a moeda fiduciária está sujeita a taxas, juros e flutuações da taxa de câmbio. Finalmente, a criptomoeda é mais volátil do que a moeda fiduciária, enquanto a moeda fiduciária é mais estável.

Crie sua conta na OKX e faça trading de criptomoedas em uma das melhores exchanges do mundo.

Vantagens e desvantagens de cada um

Cada forma de pagamento tem suas próprias vantagens e desvantagens.

Vantagens das criptomoedas

A criptomoeda oferece várias vantagens que não estão disponíveis no sistema monetário tradicional. Em primeiro lugar, a criptomoeda é extremamente segura. Como a criptomoeda é baseada em criptografia, ela é muito mais segura do que as moedas tradicionais. Os dados armazenados na blockchain são protegidos por criptografia avançada, o que significa que ninguém pode acessar ou alterar os dados sem o consentimento dos proprietários da criptomoeda. A segurança da criptomoeda significa que os usuários podem usá-la com mais confiança do que as moedas tradicionais.

Além disso, outra vantagem das criptomoedas é a facilidade de uso. As criptomoedas operam em uma blockchain digital, o que significa que elas podem ser usadas em todo o mundo, a qualquer hora e em qualquer lugar. Isso significa que os usuários não precisam se preocupar com a volatilidade das taxas de câmbio ou as restrições de fronteira relativas às moedas tradicionais. Além disso, as transações de criptomoeda são muito mais rápidas do que as transações feitas com moedas tradicionais, o que significa que os usuários podem fazer transferências de dinheiro mais rapidamente.

Outra vantagem das criptomoedas é que elas são descentralizadas. A descentralização significa que nenhuma autoridade central controla a criptomoeda. Isso significa que nenhuma autoridade governamental ou bancária pode alterar ou impedir as transações com criptomoedas.

Desvantagens das criptomoedas

As criptomoedas têm aumentado em popularidade durante os últimos anos como uma forma de pagamento no mundo moderno. Embora elas ofereçam algumas vantagens em relação ao dinheiro convencional, elas também têm algumas desvantagens.

A primeira desvantagem da criptomoeda é a volatilidade. As criptomoedas são extremamente voláteis e podem mudar de valor rapidamente. Isso significa que se você investir em uma criptomoeda, pode ganhar ou perder muito dinheiro em um curto espaço de tempo. Como as criptomoedas são extremamente voláteis, elas não são recomendadas para investimentos de longo prazo.

Outra desvantagem da criptomoeda é a falta de regulamentação. Como as criptomoedas são relativamente novas, elas ainda não são regulamentadas por governos ou outras autoridades. Isso significa que é muito mais difícil para as pessoas protegerem seus investimentos em criptomoedas de atividades fraudulentas ou outras práticas não éticas.

Além disso, as transações de criptomoeda podem ser extremamente lentas. Isso significa que, às vezes, as transações podem levar horas para ser concluídas. Isso pode ser problemático para as pessoas que querem usar criptomoedas para pagamentos rápidos.

Finalmente, a desvantagem da criptomoeda é que ela ainda não é amplamente aceita. Enquanto alguns varejistas já aceitam criptomoedas, a maior parte das empresas e comércios não aceitam criptomoedas como meio de pagamento.

Vantagens da moeda fiduciária

Vantagens das moedas fiduciárias são múltiplas e podem ser benéficas para pessoas de todo o mundo. Moedas fiduciárias são emitidas pelos governos e têm a sua própria base monetária. Existem várias vantagens associadas à utilização das moedas fiduciárias, que contribuem para a estabilidade financeira e econômica de uma nação.

Primeiro, as moedas fiduciárias são de curso legal, o que significa que são reconhecidas em toda a parte como uma forma de pagamento. Isso ajuda a promover o comércio internacional, uma vez que as moedas fiduciárias podem ser usadas em todo o mundo. Além disso, as moedas fiduciárias são mais estáveis do que outras moedas, pois são controladas pelo governo. Isso significa que as moedas fiduciárias têm menos probabilidade de variar de acordo com as flutuações do mercado.

Outra vantagem das moedas fiduciárias é que elas dão aos governos um meio de controlar a oferta de dinheiro através de medidas de política monetária, como a redução das taxas de juros e a imposição de restrições à oferta de dinheiro. Estas medidas ajudam os governos a controlar a inflação e a estabilizar a economia. Além disso, elas permitem que o governo ofereça assistência aos cidadãos em caso de emergência, como a concessão de empréstimos baratos ou a emissão de moeda para financiar projetos de infraestrutura.

Desvantagem das moedas fiduciárias

As desvantagens das moedas fiduciárias são muitas. O primeiro ponto é a inflação. A inflação é quando a moeda perde valor com o passar do tempo, pois os governos imprimem mais moeda do que o necessário. Isso faz com que a moeda perca seu valor e as pessoas precisem gastar mais para comprar os mesmos bens e serviços.

Outra desvantagem é que elas são altamente suscetíveis à manipulação. Governos e bancos centrais podem manipular as taxas de juros, o que pode ter um efeito sobre o valor da moeda. Isso pode levar a inflação, baixa produtividade e outros problemas econômicos.

Além disso, as desvantagens das moedas fiduciárias também incluem a volatilidade. A moeda pode se tornar extremamente volátil, o que significa que seu valor pode flutuar drasticamente de um dia para o outro. Isso pode ser um problema para aqueles que querem investir em moeda, pois eles não sabem quando seu investimento pode se tornar perdido.

Outra desvantagem é que elas não são transacionáveis, o que significa que você não pode facilmente trocá-las por outra moeda. Isso significa que os cidadãos das nações em desenvolvimento podem encontrar dificuldades para acessar o dinheiro em outros países. Além disso, as moedas fiduciárias não são seguras, já que podem ser facilmente roubadas, perdidas ou falsificadas, o que significa que não são uma forma segura de armazenar valor.

Finalmente, outra desvantagem é a falta de liquidez. Moedas fiduciárias não são tão líquidas quanto outras formas de moedas, o que significa que você não pode comprar e vender a moeda tão facilmente. Isso pode ser um problema para aqueles que querem realizar transações rápidas, pois eles podem enfrentar alguma dificuldade.

Como investir em criptomoedas?

Bitcoin

Investir em criptomoeda é relativamente fácil. Você pode comprar criptomoeda usando moeda fiduciária, como real, dólar americano, euro ou libra esterlina. Você também pode comprar criptomoeda usando outra criptomoeda, como Bitcoin ou Ethereum.

Além disso, você também pode comprar criptomoeda usando cartões de crédito ou débito. Alguns sites também permitem que você compre criptomoeda usando uma conta bancária. Para comprar criptomoedas, você precisa ter uma conta em uma exchange de criptomoedas.

A compra de criptomoedas é simples e funciona como qualquer compra online.

Se você está interessado em investir em criptomoeda, é importante lembrar que ela é muito volátil. Portanto, é importante que você faça sua pesquisa antes de investir e que você esteja ciente de seu risco.

Como investir em moeda fiduciária?

Investir em moeda fiduciária é relativamente fácil. Você pode comprar moedas fiduciárias usando moedas fiduciárias, como dólar americano, euro ou libra esterlina.

Além disso, você também pode comprar moeda fiduciária usando cartões de crédito ou débito e até diretamente da sua conta bancária.

Se você está interessado em investir em moeda fiduciária, é importante lembrar que ela pode ser afetada por flutuações da taxa de câmbio. Assim como as criptomoedas, é importante que você faça sua pesquisa antes de investir e que entenda o risco do investimento.

Criptomoedas e regulamentação

Atualmente, a criptomoeda é regulamentada em alguns países, mas não em todos. Alguns países, como os Estados Unidos, têm regulamentações rigorosas para a criptomoeda. Essas regulamentações incluem regras para os investidores, como exigências de registro e exigências de relatórios.

Alguns países têm regulamentações mais leves para a criptomoeda, enquanto outros países ainda não têm regulamentação. Se você estiver interessado em investir em criptomoeda, é importante que você verifique as regulamentações do seu país antes de investir. No Brasil, no final de 2022 foi votada a lei que regulamenta as criptomoedas.

A StormGain é uma das melhores exchanges para fazer trading de criptomoedas. Crie sua conta na StormGain e aproveite o bônus de 25 USDT para novos usuários.

Conclusão

Criptomoeda e moeda fiduciária são duas formas de pagamento. Embora a criptomoeda e a moeda fiduciária sejam semelhantes em alguns aspectos, elas também têm algumas diferenças importantes.

A criptomoeda é criada usando a tecnologia blockchain, é descentralizada e é mais segura do que outras formas de pagamento. Por outro lado, a moeda fiduciária é emitida por um governo ou autoridade financeira, está sujeita a taxas e juros e é mais estável do que a criptomoeda.

Investir em criptomoeda ou moeda fiduciária também é relativamente fácil, mas é importante que você esteja ciente de seu risco antes de investir. Além disso, é importante que você verifique as regulamentações do seu país antes de investir em criptomoeda. Ao desvendar as diferenças entre criptomoeda e moeda fiduciária, você estará melhor equipado para decidir qual é a melhor opção para você.

Perguntas frequentes

O que é moeda fiduciária?

Moeda fiduciária é uma moeda emitida por um banco central ou uma autoridade financeira e é usada como meio de pagamento. Real, dólar e euro são exemplos de moedas fiduciárias.

Qual moeda fiduciária você usa para comprar cripto?

Você pode usar quase todas as moedas fiduciárias para comprar cripto. No Brasil, é possível comprar criptomoedas usando o real.

Qual é uma das desvantagens das moedas fiduciárias?

A principal desvantagem das moedas fiduciárias é que elas podem ser manipuladas por bancos centrais e governos.

Que significa Fiat em criptomoedas?

Fiat, ou moedas fiat, são moedas fiduciárias. Ou seja, moedas emitidas por um banco central ou autoridade financeira.

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e com o objetivo único de informar. Qualquer atitude tomada pelo usuário a partir das informações veiculadas no site é de sua inteira responsabilidade.
Na seção Aprender, nossa prioridade é fornecer informações de alta qualidade. Nós tomamos o tempo necessário para identificar, pesquisar e produzir conteúdo que seja útil para nossos leitores.
Para manter esse padrão e continuar a criar um conteúdo de excelência, nossos parceiros podem nos recompensar com uma comissão por menções em nossos artigos. No entanto, essas comissões não afetam o processo de criação de conteúdo imparcial, honesto e útil.