Ver mais

Em crise, Robinhood se torna terceiro maior detentor de Bitcoin

2 mins
Atualizado por Thiago Barboza

EM RESUMO

  • De acordo com a Arkham Intelligence, o Robinhood é o dono da terceira carteira que mais possui Bitcoin.
  • Endereço comprou US$ 3 bilhões em Bitcoin nos últimos meses.
  • Antes, haviam especulações de que a BlackRock ou a Gemini estariam por de trás desta carteira.
  • promo

De acordo com a Arkham Intelligence, o Robinhood é o dono da misteriosa carteira que acumulou US$ 3 bilhões em Bitcoin (BTC) nos últimos meses.

A carteira atraiu a atenção da comunidade cripto em maio, quando começou a fazer grandes compras de BTC – a maior no dia 16. Desde então, muitos especularam que o endereço pertencia a BlackRock, que no mês seguinte solicitou à SEC a aprovação para um ETF de Bitcoin.

Outros acreditavam que a carteira fazia parte do portfólio da Gemini, com alegações de que a exchange havia transferido parte de suas reservas na criptomoeda. No entanto, uma análise de dados on-chain feita pela Arkham Intelligence apontou a Robinhood como o responsável por este endereço.

Até o momento, a corretora online não confirmou a informação, mas se for de fato a responsável pela carteira, se torna a terceira entidade com mais BTC no mercado – perdendo somente para a Binance e Bitfinex, que detêm US$ 6,4 bilhões e US$ 4,3 bilhões em Bitcoin, respectivamente.

Leia mais: 4 criptomoedas que podem atingir novas máximas em julho de 2024

Robinhood aposta no Bitcoin para sair da crise?

O Robinhood se tornou viral nos Estados Unidos durante a pandemia do Covid-19, oferecendo aos seus usuários uma maneira fácil e rápida para a negociação de ações e criptomoedas. No entanto, a empresa viu suas receitas caírem de forma considerável com a chegada do inverno cripto em 2022.

Este cenário não mudou ao longo de 2023, forçando a empresa a cortar funcionários após ver o número de usuários ativos diários em sua plataforma despencar. Seu volume de negociações cripto caiu 20% somente no segundo trimestre deste ano.

Uma das razões para isso foi a deslistagem de criptomoedas populares, como a Cardano (ADA), Polygon (MATIC) e Solana (SOL) em junho. Na ocasião, a Robinhod preferiu retirar essas moedas para não ter problemas com a SEC, que havia processado a Binance e Coinbase por listar estes ativos.

Por ser uma empresa sediada e listada na bolsa dos EUA, havia temores de uma repressão ainda maior da autarquia, que vê estas e outras criptomoedas como valores mobiliários. No entanto, o CEO da Robinhood, Vlad Tenev, garantiu que a corretora continuaria investindo ativamente no mercado cripto. A ligação com a carteira que tem comprado grandes quantidades de BTC parece ser uma comprovação da promessa de Tenev.

Resta aguardar para ver se os investimentos feitos este ano serão capazes de melhorar os resultados financeiros da empresa. Lembrando que nesta segunda-feira (28) foi divulgada a lista de companhias que mais possuem BTC em seus balanços.

  • Não entendeu algum termo do universo Web3? Confira no nosso Glossário!
  • Quer se manter atualizado em tudo o que é relevante no mundo cripto? O BeInCrypto tem uma comunidade no Telegram em que você pode ler em primeira mão as notícias relevantes e conversar com outros entusiastas em criptomoedas. Confira!
  • Você também pode se juntar a nossas comunidades no Twitter (X)Instagram e Facebook.
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024

Trusted

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.

4d198a1c7664cbf9005dfd7c70702e03.png
Anderson Mendes
Membro ativo da comunidade de criptoativos e economia em geral, Anderson é formado pela Universidade Positivo, e escreve sobre as principais notícias do mercado. Antes de entrar para a equipe brasileira do BeInCrypto, Anderson liderou projetos relacionados à trading, produção de notícias e conteúdos educacionais relacionados ao mundo cripto no sul do Brasil.
READ FULL BIO
Patrocinados
Patrocinados