Por que o mercado cripto nunca mais será o mesmo após o crash da FTX

By Guest Op-Ed
18 novembro 2022, 16:00 -03
Traduzido Thiago Barboza
18 novembro 2022, 16:00 -03
EM RESUMO
  • Agora, mais do que nunca, os participantes do mercado cripto devem se lembrar do ditado: "Não são suas chaves, não são suas moedas".
  • A implosão da FTX enviou ondas de choque em toda a indústria blockchain, à medida que os investidores perdem a confiança.
  • Os dados on-chain mostram que os saldos de stablecoin nas exchanges de criptomoedas estão aumentando em um ritmo muito rápido.
  • promo

“Não suas chaves, não suas moedas.” É um ditado que muitos de nós já ouvimos várias vezes no mercado de criptomoedas. Para alguns, esta é uma lição incutida muito antes da implosão da outrora popular FTX. Para outros, é um ditado já ouvido, mas ignorado.

Objetivamente, não há resposta correta. Sim, suas chaves têm uma probabilidade significativamente maior de estarem protegidas contra roubo se forem mantidas sob custódia. Mas Alex Kruger traz um contraponto que é bem verdade:

“Há vantagens tanto na autocustódia quanto no armazenamento em exchanges. É fácil perder a perspectiva em tempos como este. Se você pode confiar inteiramente em si mesmo, a primeira opção é a melhor. Mas esses dados da @krugermacro são muito verdade. Tenha cuidado lá fora.”

/Artigos relacionados

Mais artigos

A beleza do mercado cripto é que ele é principalmente não regulamentado, é a mesma coisa que cria perigo obriga a ser cauteloso. A primeira quinzena de novembro nos ensinou que não há opção perfeita, mas certamente não se pode confiar cegamente nas exchanges, como eram para muitos antes de 8 de novembro.

E se você foi afetado financeiramente pelas consequências da FTX pode ter sido simplesmente a sorte de não ter sido contemplado.

Mas independentemente disso, o medo final de um cenário pior aconteceu. Mais de 5 milhões de pessoas em todo o mundo parecem ter perdido a maior parte ou todos os seus fundos que estavam sendo mantidos na exchange por Sam Bankman-Fried.

E isso, compreensivelmente, causou ondas de choque em todo o mercado de criptomoedas que provavelmente ainda não foram totalmente percebidas.

Saindo das exchanges

De acordo com nossa última pesquisa, mais da metade dos seguidores participantes agora possuem um terço ou menos de suas moedas nas exchanges:

Por que o mercado cripto nunca mais será o mesmo após o crash da FTX

Há claramente uma grande desconfiança em termos de confiança do trader para manter seus fundos nas exchanges agora. E isso é compreensível.

A falência sem precedentes da FTX é um evento objetivamente doloroso para milhões de traders, e todos nós não temos escolha a não ser ser reativos e talvez até corrigir exageradamente com excesso de zelo por enquanto. A comparação mais próxima deste evento foi em 2014, quando a Mt. Gox foi oficialmente dissolvida.

Há um endereço de explorador que você pode monitorar aqui, que está desviando fundos da FTX desde 11 de novembro. Há uma opinião muito válida da multidão de que isso pode pertencer a Sam Bankman-Fried ou alguém próximo em seu círculo de confiança:

Por que o mercado cripto nunca mais será o mesmo após o crash da FTX
Fonte: Santiment

Atualmente, ele detém US$ 308,3 milhões em fundos e certamente será aquele que o mercado de criptomoedas, a comunidade e a aplicação da lei devem seguir de perto.

Participantes do mercado cripto em modo pânico

Em geral, a grande história é que o valor do FTT foi empurrado para 0 por CZ da Binance, que decidiu vender sua grande parte do token nativo da FTX, que foi dado a ele como garantia para ajudar a exchange a atingir as alturas que alcançou. Por causa da interferência irresponsável nos fundos dos usuários, a queda no preço do FTT deixou uma dívida na exchange que era impossível de cumprir e imediatamente causou uma crise de liquidez.

Como resultado de todo o drama e FUD das exchanges (além de apenas FTX), as discussões relacionadas ao Bitcoin ficaram em segundo plano novamente:

Fonte: Santiment

Podemos ver que o domínio social do FTT (em ouro na extrema direita) entrou em erupção desde a segunda semana de novembro (mesmo antes da puxada oficial de 8 de novembro), à medida que se espalhavam rumores sobre a crise de liquidez da exchange. Quando as discussões são relacionadas a tokens nativos de exchanges, os preços tendem a se tornar instáveis.

E aqui está uma ilustração de quanto as exchanges estão sendo faladas agora:

Por que o mercado cripto nunca mais será o mesmo após o crash da FTX
Fonte: Santiment

No entanto, como muitos de nossos leitores sabem, o FUD às vezes pode ser uma coisa boa para futuros movimentos de preços de mercado. Quando a maioria da multidão de negociação antecipa novas quedas como resultado de notícias negativas, o aumento do sentimento de baixa é frequentemente recebido com um aumento de preço surpresa, assim como o medo e o pico.

E pelo menos no que diz respeito ao comportamento das baleias, parece que há um esforço sério para “carregar” o poder de compra:

Fonte: Santiment

Este gráfico acima tem um pouco de uma história de dois lados:

  • Os endereços de tubarão e baleia da Binance USD (BUSD) e USD Coin (USDC) com US$ 100 mil a US$ 10 milhões rapidamente conquistaram uma grande parte das stablecoins. O Tether (USDT) também continua seu aumento gradual de acumulação de baleias.
  • No entanto, os endereços de tubarão e baleia do Bitcoin com ~ $ 1,7 milhão a ~ $ 170 milhões continuam caindo a uma taxa sem precedentes, agora mantendo uma taxa baixa de 4 anos do suprimento total de BTC disponível.

Isso certamente dá sinais confusos. Embora as baleias claramente não demonstrem tanta confiança em manter o Bitcoin, seu aumento no “poder de compra” por meio do acúmulo de stablecoin indica que elas podem estar apenas esperando o momento certo para atacar.

Voltando ao normal

Também há especulações de que tanto os traders institucionais quanto os varejistas terão medo de manter moedas nas exchanges daqui para frente. No entanto, o volume de negociação dos 10 principais ativos de capitalização de mercado acaba de se normalizar na semana desde o colapso do FTX:

Fonte: Santiment

Isso pode estar validando que o sentimento verbalizado de que “todo mundo está recebendo seus fundos das exchanges” é um pouco exagerado e tem a impressão de acontecer por uma minoria reativa.

Uma coisa que podemos dizer com certeza é que houve uma clara quebra na correlação entre o mercado de ações e cripto:

Fonte: Santiment

O S&P 500 subiu recentemente de volta aos níveis mais altos de 10 meses. Por outro lado, a criptomoeda atingiu a mínima de 2 anos, caindo abaixo de US$ 17.000 pela primeira vez desde novembro de 2020.

Há motivos para ser otimista e considerar interpretar esses tempos sem precedentes como status de “sangue nas ruas”. As perdas realizadas têm aumentado bastante desde a queda de preço em todo o mercado causada pela FTX:

Fonte: Santiment

A última vez que vimos uma semana inteira de traders percebendo tantas perdas consistentes foi em meados de junho. E depois de chegar ao fundo do poço em 17 de junho, o Bitcoin subiu 28% nas quatro semanas seguintes.

Também podemos observar a proporção chocante de transações de BTC que estão ocorrendo com prejuízo versus lucro. A barra azul abaixo, se esse índice baixo continuar na próxima semana, seria a maior proporção de transações acontecendo a um preço mais baixo do que o preço inicial do endereço recebido em nosso histórico registrado:

Fonte: Santiment

O recorde semanal anterior aconteceu em setembro de 2019, quando o Bitcoin caiu 26% em duas semanas.

Seja qual for a sua opinião sobre os eventos recentes, é objetivamente verdade que esse evento foi um dos piores cenários imagináveis para os traders de criptomoedas. Quando a comunidade não confia mais na segurança de suas moedas, isso normalmente leva à estagnação.

No final, o aumento do interesse pela auto custódia é uma coisa boa. E este é um lembrete muito sombrio de quão importante é a responsabilidade que se tem em seus próprios fundos. Mas as exchanges são necessárias para expandir e aumentar o valor do mercado de criptomoedas e todo o setor. A demanda por mais transparência da solvência cambial e dos passivos existentes deve levar a uma melhoria.

Se as exchanges forem forçadas a ouvir por serem ameaçadas de perder uma quantidade significativa de sua base de usuários, isso acabará levando-as a serem pelo menos um pouco mais diretas e éticas em como os fundos dos usuários são tratados e protegidos daqui para frente.

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.