Ver mais

EUA quer impedir Meta de comprar aplicativo de realidade virtual

2 mins
Atualizado por Anderson Mendes

EM RESUMO

  • A FTC processou a Meta, citando uma violação das leis antitruste.
  • Supernatural é um popular aplicativo de fitness que apresenta faixas de música de grandes artistas.
  • A Meta também divulgou seus resultados financeiros do segundo trimestre de 2022, e sua divisão Reality Labs perdeu US$ 2,8 bilhões neste período.
  • promo

A Federal Trade Commission dos EUA processou a Meta para impedi-la de comprar o aplicativo fitness VR Supernatural. A FTC acredita que a companhia está tentando comprar seu caminho para dominar o mercado.

A Federal Trade Commission está tentando impedir a gigante de mídia social de comprar o aplicativo VR Supernatural, de acordo com um comunicado de imprensa publicado na quarta-feira (27).

A FTC afirma que a Meta “já é um participante importante em cada nível do setor de realidade virtual” e cita o Oculus Quest, sua loja de aplicativos, “sete dos desenvolvedores mais bem-sucedidos e um dos aplicativos mais vendidos de todos os tempos” como evidência de seu domínio.

Como resultado, o órgão não quer que Mark Zuckerberg adquira a Supernatural e compre seu caminho para o controle do mercado. O vice-diretor da FTC, John Newman, disse: “Em vez de competir pelos méritos, a Meta está tentando comprar seu caminho para o topo. A Meta já possui um aplicativo fitness de realidade virtual mais vendido e tinha a capacidade de competir ainda mais de perto com o popular aplicativo Supernatural da Within. Mas a Meta optou por comprar posição de mercado em vez de ganhá-la pelos méritos. Esta é uma aquisição ilegal e buscaremos todas as medidas cabíveis”.

Supernatural é um aplicativo de realidade virtual dedicado que oferece uma experiência para malhar, incluindo faixas de música com grandes artistas como Coldplay, Katy Perry e Lady Gaga. A denúncia afirma que, ao comprar o app, a Meta diminuiria a concorrência e violaria as leis antitruste.

  • Não entendeu algum termo do universo Web3? Confira no nosso Glossário!
  • Quer se manter atualizado em tudo o que é relevante no mundo cripto? O BeInCrypto tem uma comunidade no Telegram em que você pode ler em primeira mão as notícias relevantes e conversar com outros entusiastas em criptomoedasConfira!
  • Você também pode se juntar a nossas comunidades no Twitter (X)Instagram e Facebook.

Reality Labs tem perda de US $ 2,8 bilhões

A Meta também anunciou seus resultados financeiros do segundo trimestre de 2022. Como nos trimestres anteriores, os resultados mostram que as estratégias de VR e metaverso da empresa estão custando muito. A empresa perdeu US$ 2,8 bilhões neste trimestre de sua divisão Reality Labs e US$ 5,7 bilhões até no acumulado do ano.

A empresa também espera que a receita do Reality Labs no terceiro trimestre seja menor do que no segundo trimestre, o que não é um bom presságio. Ainda assim, ela continua despejando seus recursos no metaverso, que acredita ser o futuro da interação.

Meta não paralisada pelas perdas

A Meta realizou vários esforços relacionados ao metaverso e NFTs nos últimos 12 meses. No início deste mês, a empresa ativou um recurso de exibição de tokens não fungíveis nos perfis do Facebook.

O inverno cripto também não parece ter impedido seus esforços, pois confirmou que ainda oferecerá NFTs durante esse período de baixa demanda por esses tokens.

Várias grandes empresas de tecnologia estão tendo planos de metaverso, e ninguém sabe quem sairá por cima neste novo mercado até o momento. No ano passado, várias patentes foram registradas, e os próximos anos provavelmente terão muitos lançamentos relacionados a este segmento.

Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024

Trusted

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.

4d198a1c7664cbf9005dfd7c70702e03.png
Anderson Mendes
Membro ativo da comunidade de criptoativos e economia em geral, Anderson é formado pela Universidade Positivo, e escreve sobre as principais notícias do mercado. Antes de entrar para a equipe brasileira do BeInCrypto, Anderson liderou projetos relacionados à trading, produção de notícias e conteúdos educacionais relacionados ao mundo cripto no sul do Brasil.
READ FULL BIO
Patrocinados
Patrocinados