Ver mais

CEO da BlackRock otimista com os ETFs de Ethereum – Fundos serão aprovados nos EUA?

2 mins
Atualizado por Thiago Barboza

EM RESUMO

  • O CEO da BlackRock, Larry Fink, está confiante de que a Comissão de Valores Mobiliários (SEC) dos Estados Unidos aprovará os pedidos de registro de ETFs de Ethereum (ETH) à vista.
  • As especulações e expectativas em torno desses produtos aumentaram após os fundos negociados em bolsa de Bitcoin à vista terem sido aprovados pela autarquia.
  • Ao contrário de Fink, um importante analista de ETFs está pessimista em relação ao veredito da SEC.
  • promo

O CEO da BlackRock, Larry Fink, está confiante de que a Comissão de Valores Mobiliários (SEC) dos Estados Unidos aprovará os pedidos de registro de ETFs de Ethereum (ETH) à vista.

As especulações e expectativas em torno desses produtos aumentaram após os fundos negociados em bolsa de Bitcoin à vista terem sido aprovados pela autarquia, em 10 de janeiro.

O BTC iniciou um grande salto de preços desde o veredito da SEC, com investidores e entusiastas esperando que o mesmo ocorra com a segunda maior criptomoeda do mundo se os ETFs forem aprovados.

A BlackRock está entre as gestoras que enviaram solicitações para abrir um fundo em bolsa à vista da criptomoeda. Apesar de alguns analistas do setor estarem pessimistas quanto à resposta do órgão regulador, Fink prefere adotar uma postura mais confiante.

Leia mais: O que é um ETF de Bitcoin?

ETFs de Ethereum serão aprovados?

O processo para a aprovação dos ETFs de BTC à vista nos EUA foi longo e incerto, com a SEC levando meses para dar o seu veredito. A autarquia tem tido a mesma postura em relação aos fundos de Ethereum, tendo inclusive adiado a sua decisão.

Nesse sentido, o processo atual possui um agravante: a classificação da criptomoeda. O governo estadunidense ainda não bateu o martelo sobre a definição do ETH, com as discussões se o ativo era uma commodity como o Bitcoin ou um título financeiro (valor mobiliário) estando em pauta nos últimos anos.

Gary Gensler, atual presidente da SEC, deu a entender em mais de uma ocasião que a segunda maior criptomoeda seria um título – visão contrária ao da boa parte da comunidade cripto, que teme que a autarquia queira apertar o cerco regulatório com essa classificação.

Uma definição definitiva como título complicaria não apenas a aprovação dos ETFs, mas também a própria forma como a criptomoeda é negociada nos EUA. No entanto, Fink não vê essa possibilidade como algo prejudicial. Ao ser questionado sobre o tema, o CEO da BlackRock disse que “não acho que essa designação seja muito danosa”.

Eric Balchunas, por outro lado, está mais pessimista. O Analista sênior de ETFs da Bloomberg, que acertou a sua previsão sobre a aprovação dos ETFs de BTC, sugere que a chance da SEC tomar o mesmo caminho agora é de apenas 25%.

No entanto, outro importante órgão regulador estadunidense, a CFTC, designou o Ethereum como uma commodity em uma ação judicial recente, o que pode fazer com que as chances dos ETFs de ETH à vista serem aprovados aumentem. O prazo para a SEC dar a sua resposta se encerra em maio.

Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024

Trusted

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.

4d198a1c7664cbf9005dfd7c70702e03.png
Anderson Mendes
Formado em Administração de Empresas pela Universidade Positivo, Anderson atua como redator para o BeInCrypto há 2 anos. Escreve sobre as principais notícias do mercado de criptomoedas e economia em geral. Antes de entrar para a equipe brasileira do site, participou de projetos relacionados à trading, produção de notícias e conteúdos educacionais relacionados ao mundo cripto em sua cidade natal, Curitiba.
READ FULL BIO
Patrocinados
Patrocinados