Ver mais

O que é um ETF de Bitcoin?

15 mins
Por Ananda Banerjee
Traduzido Airí Chaves

Os ETFs de Bitcoin já existem há algum tempo. Mas as discussões dispararam após a aprovação formal da SEC dos tão aguardados ETFs à vista.

Com 11 ETFs de Bitcoin Spot em disputa, discutir o que estes e outros significam é mais do que apropriado.

Um ETF de Bitcoin é, essencialmente, um canal que permite aos investidores tradicionais ter alguma exposição ao BTC – como contratos futuros, como um BTC à vista ou negociável, como empresas com exposição para configurações de mineração e muito mais.

Ao longo deste artigo, desvendaremos tudo sobre o ETF de Bitcoin, incluindo ETFs à vista, ETFs de futuros, ETFs de mineração e ETFs internacionais. Depois de ler este artigo, você poderá tomar uma decisão sobre como investir em um ETF de Bitcoin.

O que é um ETF?

A sigla ETF significa: Exchange Traded Fund (fundo de índice) que lhe dá exposição a uma seleção diversificada de ativos sem a necessidade de possuir o(s) ativo(s) diretamente. Os preços dos ETFs derivam seus máximos e mínimos dos preços dos ativos subjacentes.

como funciona o ETFS
Como funcionam os ETFs padrão: BeInCrypto

Uma forma mais simples de entender um ETF seria olhar para uma cesta de frutas com todas as frutas exóticas, garantindo que você não precisa comprar cada fruta individualmente.

Os ETFs tradicionais são conhecidos pelas suas características de gestão de risco e pela sua capacidade de ajudar os utilizadores na diversificação da carteira de investimentos.

O que é um ETF de Bitcoin?

Um ETF de Bitcoin dá exposição a algum tipo de recurso ou funcionalidade nativa do Bitcoin. Os ETFs de Bitcoin à vista agora aprovados (em meados de janeiro de 2024) são investidos diretamente em BTC e rastreiam o preço real do ativo. Da mesma forma, existem ETFs de Futuros de Bitcoin, onde os ETFs são investidos em futuros de Bitcoin; ETFs de estratégia, onde os ETFs são investidos em empresas detentoras de BTC, entre outros.

Com um ETF de criptomoeda, um usuário pode obter exposição a todos os componentes subjacentes dos ETFs correspondentes sem ter que entrar em elementos técnicos de contratos futuros, empresas com exposição em BTC, ou mesmo cronometrar o mercado, assim como para os produtos de Bitcoin à vista.


Como funcionam os ETFs BTC: BeInCrypto
Como funcionam os ETFs BTC: BeInCrypto

Por que houve a necessidade de um ETF de Bitcoin, de preferência um ETF à vista?

Possuir um Bitcoin ou parte dele é algo com que muitas pessoas sonham. Porém, navegar nas exchanges e nos elementos da carteira, como chaves privadas e frases semente podem ser obstáculos para uma adoção rápida.

Assim, um ETF de BTC elimina essas barreiras de entrada. Um ETF é uma rota única e regulamentada para investir em Bitcoin; o usuário pode comprar um ETF, repassando recursos para a empresa emissora, que compra BTC em seu nome. 

Esta abordagem simples, mas eficaz, visa tornar o BTC mais acessível até mesmo para os investidores tradicionais, que estão mais familiarizados com os instrumentos tradicionais, como ações e outras modalidades de investimento.

Simplificando, um ETF de BTC visa preencher a lacuna entre o mundo das criptomoedas e o sistema financeiro tradicional. 

Além disso, os ETFs de Bitcoin, além dos à vista, são mais úteis para usuários que preferem exposição ao mercado de derivativos, já que entrar nas plataformas de negociação de futuros de criptomoedas pode exigir habilidades técnicas e insights adicionais.

A compra de ETFs de futuros, como os da BITO, garante que os detentores de ETFs administrem as plataformas de negociação de futuros de criptomoedas em seu nome. 

O que é um ETF de Bitcoin à vista?

O conceito de um ETF de Bitcoin à vista é simples – um ETF que rastreia o preço à vista do Bitcoin. Os emissores que oferecem ETFs de BTC à vista mantêm o Bitcoin fisicamente como um ativo subjacente. Portanto, se você investir em um ETF de Bitcoin à vista, o desempenho do investimento de cada ação de suas participações em ETF estará diretamente ligado ao movimento do preço do Bitcoin.

Outra maneira de ver um ETF de Bitcoin à vista é como um fundo de investimento negociado em bolsas de valores. Você pode pensar nisso como uma ação que qualquer usuário padrão pode comprar, eventualmente ganhando exposição ao BTC. 

Você sabia? O preço de um ETF de Bitcoin à vista não é igual a um BTC. Em vez disso, o preço de listagem do ETF varia de acordo com o emissor com base nas taxas cobradas, na natureza dos custodiantes detentores do BTC, nas bolsas que os listam e muito mais. Por exemplo, o ETF de ARKB ou ARK21Shares Bitcoin fechou por US$ 43,86, de acordo com os dados de listagem da Cboe US Exchange.

A importância do ETF à vista

O significado mais importante de um ETF de BTC à vista é sua acessibilidade. Essa mudança abriu o Bitcoin para um público maior que antes se sentia desconfortável em usar as exchanges de criptomoedas. 

Este movimento legitima a presença do BTC nos mercados de investimento tradicionais e pode, potencialmente, atrair mais investidores institucionais em futuros de criptomoedas e mercados à vista, agindo dentro do quadro regulatório.

História do progresso do ETF

A aprovação dos ETFs de BTC à vista não aconteceu da noite para o dia. Ao longo dos anos, os entusiastas do ETF de Bitcoin vivenciaram rejeições, aprovações parciais e diversos obstáculos para finalmente ver os produtos à vista recebendo reconhecimento popular. Veja como a história se desenrolou na linha do tempo abaixo:

2013: Os gêmeos Winklevoss fizeram a primeira proposta de ETF de Bitcoin.

2017: A lista de propostas continuou e a SEC continuou a rejeitá-las, alegando preocupações com liquidez e manipulação de mercado.

2018-2020: as rejeições continuaram se acumulando, mas o interesse cresceu.

2021: Foi aprovado o primeiro ETF de futuro de Bitcoin, o da ProShares. O ticker era BITO, que começou a ser negociado e permitiu que os usuários ganhassem exposição aos futuros de Bitcoin.

2021-2023: Outros ETFs de futuros foram aprovados, incluindo os de VanEck, Valkyrie e outros. As conversas sobre uma aprovação iminente do ETF de Bitcoin tornaram-se maiores.

2024: 11 ETFs de Bitcoin à vista foram aprovados, marcando um momento decisivo na história.

História do ETF BTC: Bitpush
História do ETF de BTC: Bitpush

ETFs listados e aprovados em janeiro de 2024

Aqui está uma lista de todos os ETFs à vista aprovados:

  • ARK 21Shares Bitcoin ETF (ARKB)
  • Bitwise Bitcoin ETF (BITB);
  • Blackrock’s iShares Bitcoin Trust (IBIT);
  • Franklin Bitcoin ETF (EZBC);
  • Fidelity Wise Origin Bitcoin Trust (FBTC);
  • Grayscale Bitcoin Trust (GBTC);
  • Hashdex Bitcoin ETF (DEFI);
  • Invesco Galaxy Bitcoin ETF (BTCO);
  • VanEck Bitcoin Trust (HODL);
  • Valkyrie Bitcoin Fund (BRRR);
  • WisdomTree Bitcoin Fund (BTCW).
Lista de pontos de ETF BTC: Milk Road
Lista de ETFs de BTC: Milk Road

Observe que estes são apenas os ETFs à vista recentemente aprovados. Também existem outros ETFs. Nós os discutiremos em breve.

Além disso, uma análise relacionada ao ETF à vista feita pela 10x research sugere que o preço à vista do BTC pode cair para US$ 38.000, liderado pela venda contínua e preocupações relacionadas aos níveis de baixa do RSI. É aqui que uma abordagem de DCA (estratégia de preço médio ou dollar-cost averaging) para acumular BTC pode ser uma boa jogada de investimento. 

“Bitcoin inalterado desde uma semana atrás. Parece que todo mundo queria vender BTC durante o pico de aprovação. O ETH está se recuperando à medida que as pessoas estão decolando da negociação longa de BTC versus curta de ETH. Além disso, as ações de criptomoedas foram vendidas desde o final de dezembro, talvez mostre uma falta de FOMO para o TradeFi.

Markus Thielen, CEO da 10x Research: X (Twitter)

Tipos de ETF de Bitcoin

Conforme mencionado, os ETFs de BTC à vista não são as únicas variedades disponíveis. Muitos outros tipos de ETFs de BTC permitem a exposição a algum outro elemento exclusivo da existência do Bitcoin. Incluindo:

ETFs de futuros de Bitcoin

Esses ETFs investem em contratos de futuros de BTC e estão sujeitos a custos de rolagem. Alguns dos exemplos são: Bitcoin Strategy (BTF) da Valkyrie e ProShares Bitcoin Strategy ETFs (BITO). Esses fundos têm uma taxa de despesas ou encargos subjacentes mais baixos em comparação com as taxas de negociação de futuros de Bitcoin.

Embora os futuros de Bitcoin também possam ser negociados nos melhores sites de negociação de futuros de Bitcoin, como a MEXC ou a OKX, esses ETFs atraem taxas mais baixas e minimizam os problemas de acompanhamento do mercado.

Eles também empregam gerenciamento de risco integrado em negociação de futuros. Os ETFs de futuros destinam-se a usuários que preferem negociar derivativos de criptomoedas em vez de negociações à vista e desejam exposição a opções de Bitcoin ou negociações de futuros sem as complexidades associadas.

Gráfico de ETF de Futuros de Bitcoin
Gráfico ETF BITO: TradingView

Alguns dos melhores ETFs de futuros de Bitcoin, que podem simplificar a negociação de futuros de BTC para iniciantes, são o BITO, BITI (um ETF de Bitcoin curto), XBTF, BTF, MAXI e BITS. 

Além disso, você pode considerar esses ETFs como o guia de negociação de futuros para iniciantes, já que os usuários podem ver o resultado e os movimentos de preços, mas não precisam se preocupar com as regulamentações de negociação ou estratégias de negociação de futuros. 

ETFs de mineradores de Bitcoin

Esses ETFs concentram-se em empresas que mineram Bitcoin. Fatores relevantes para a indústria mineradora, tecnologia relacionada, custos de energia e muito mais influenciam o preço destes ETFs. Alguns dos exemplos mais populares são o Viridi Cleaner Energy Crypto-Mining & ETF de semicondutores.

ETFs alavancados ou inversos

São produtos financeiros complexos que proporcionam exposição multiplicada ao preço ou exposição às apostas curtas feitas no preço do BTC. Um dos exemplos mais populares é a ProShares Short Bitcoin Strategy (BITI). 

Gráfico inverso btc / etf.
Gráfico de ETF BTC inverso: TradingView

ETFs híbridos

Esses ETFs, incluindo nomes como o Bitwise 10 Crypto Index Fund, oferecem exposição ao BTC e outros ativos, como outros criptoativos e ações. Os ETFs híbridos permitem que os usuários diversifiquem suas participações sem precisar comprar cada ativo individualmente.

ETFs internacionais

Embora muita conversa se concentre em ETFs específicos dos EUA, vários ETFs internacionais já existem há algum tempo. Isso inclui o Purpose Bitcoin ETF (BTCC), que tem sede no Canadá e existe desde fevereiro de 2021. O ETF está listado na Bolsa de Valores de Toronto.

Gráfico internacional de ETF Bitcoin: TradingView
Gráfico internacional de ETF Bitcoin: TradingView

Se olharmos para a Europa, existe o ETF Jacobi FT Wilshire Bitcoin, que foi lançado em agosto de 2023 e está disponível para negociação. A América Latina tem o ETF QR Asset Management Bitcoin (QBTC11), enquanto a Ásia-Pacífico tem o ETF CSOP Asset Management e a Austrália tem o ETF Global X 21Shares Bitcoin (EBTC).

Lista 1 de ETFs de Bitcoin
Lista 1 de ETFs BTC:ETFDB
Lista 2 de ETFs de Bitcoin
Lista 2 de ETFs BTC: ETFDB

Análise comparativa de ETFs de BTC

Agora que sabemos como funciona cada ETF, vamos comparar cada um. Como os ETFs de futuros de Bitcoin têm conquistado os holofotes, é apropriado colocá-los primeiro contra os ETFs à vista.

ETFs de futuros de Bitcoin x ETFs à vista

Os ETFs de futuros de BTC, como o XBTF e o BITO, estão disponíveis nas exchanges de futuros de Bitcoin. Os investimentos aqui são limitados a contratos futuros e estão alinhados com ETF de Bitcoin curto e abordagens de negociação de alavancagem. Eles não rastreiam o preço à vista do Bitcoin.

Os ETFs de futuros cobram taxas mais baixas do que negociação de margem em criptomoedas por meio de exchanges.

Além disso, como estão vinculados ao mercado de derivativos de criptomoedas e trazem o conceito de contratos futuros padrão e perpétuos, eles carregam os riscos padrão do mercado de futuro. Isso inclui custos de rolagem, erros de rastreamento e riscos de contraparte.

Os ETFs à vista acompanham de perto o preço do Bitcoin e oferecem uma opção de investimento mais direta do que o mercado de derivativos de criptomoedas. Além disso, ao contrário da negociação de derivativos de criptomoedas, os fundos que emitem ETFs à vista, na verdade, detêm Bitcoin fisicamente. Com ETFs à vista, você não precisa estar ciente da análise do mercado de futuro de BTC ou da negociação de margem. O que você investe é fisicamente garantido pela quantidade relevante de BTC. 

Possuir um ETF de Bitcoin é o mesmo que possuir Bitcoin?

Mesmo que os ETFs de Bitcoin à vista rastreiem o preço real do BTC, possuí-los não é o mesmo que possuir Bitcoin. Possuir Bitcoin dá a você a propriedade direta, permitindo que você negocie 24 horas por dia, 7 dias por semana. O Bitcoin real pode ser negociado em exchanges de futuros, incluindo aquelas que oferecem negociação à vista.

Simplificando, se você é um trader de criptomoeda experiente interessado em se aventurar na negociação direta de opções de Bitcoin ou na negociação de derivativos de criptomoeda, possuir Bitcoin faz mais sentido. Os ETFs à vista serão preferíveis para indivíduos que desejam exposição ao BTC, mas em plataformas tradicionais de negociação de ações. 

No entanto, os ETFs à vista vêm com taxas integradas, algo que pode ser evitado ao comprar e manter BTC reais, dependendo da bolsa na qual você está comprando.

Prós e contras dos ETFs de Bitcoin

Antes de analisarmos o modus operandi dos ETFs de Bitcoin, é apropriado listar seus prós e contras:

Prós

  1. Fácil de acessar;
  2. Vem com supervisão regulatória;
  3. Permite diversificação;
  4. Possui alta liquidez em comparação com ativos reais;
  5. Possui eficiência fiscal como acontece com a maioria dos ETFs;
  6. Tem apelo institucional e mainstream;
  7. Não exige que você se preocupe com regulamentações e estratégias de negociação de futuros;
  8. Cobranças mais baixas do que as taxas padrão de negociação de futuros de Bitcoin.

Contras

  1. Os ETFs de futuros podem; apresentar erros de rastreamento;
  2. Controle centralizado;
  3. Não disponível 24×7;
  4. Propenso a riscos bancários sistêmicos;
  5. Dependente do custodiante que detém o BTC.

Como funciona um ETF de Bitcoin?

Vamos agora nos aprofundar em como funcionam esses ETFs de BTC. Não discutiremos apenas como funcionam os ETFs de Bitcoin à vista, mas nos concentraremos na base de cada tipo de ETF de Bitcoin.

Aqui estão as etapas envolvidas, com uma breve explicação de cada uma:

Estrutura e gestão

O gestor do fundo por trás do ETF cria o fundo, detendo fisicamente o Bitcoin, os contratos futuros do BTC ou as ações de empresas ativamente envolvidas na mineração de Bitcoin. Os ativos detidos determinam o perfil de risco e a estratégia de investimento do ETF. 

Ações de ETF e preços de Bitcoin

Uma vez definidos os ativos subjacentes, o emissor do ETF emite ações, que começam em zero e eventualmente geram liquidez à medida que os mercados começam a mostrar interesse.

Os APs ou os Participantes Autorizados cuidam da criação e do resgate de cotas do ETF. O primeiro conjunto de ações é conhecido como Unidades de Criação.

Em seguida, o preço de cada ação é determinado, dependendo do tipo de ativos detidos, taxas, valor dos contratos futuros, se não for um ETF à vista, e muito mais. Essas ações são eventualmente disponibilizadas nas bolsas de valores para negociação regular no mercado de balcão.

Papel dos participantes autorizados

Os APs são os órgãos que criam novas ações através da compra do ativo subjacente. São eles que entregam os ativos aos fundos em troca de novas cotas. Essas ações são resgatáveis. Este processo de obtenção e armazenamento de ativos em tempo real alinha o Valor Patrimonial Líquido ou NAV do ETF ao preço do ativo. Quando a demanda aumenta, esses APs criam novas ações para atendê-la. 

Armazenamento e segurança

Embora os contratos futuros possam ser armazenados digitalmente, os ETFs à vista fazem com que os APs e gestores de fundos armazenem Bitcoin real usando uma combinação de carteiras frias e quentes.

Investimento e resgate

O processo de investimento nessas ações de ETF é simples. Os investidores compram e vendem as ações no mercado de balcão por meio de contas de corretagem. E quando os preços do BTC à vista ou dos contratos futuros aumentam, eles podem resgatá-los com um tick mais alto.

Se você está se perguntando como funciona um ETF de BTC vendido, observe que ele usa princípios de negociação de alavancagem, contratos futuros e regras de negociação de opções de Bitcoin para obter a relação inversa com o preço.

Escolhendo o ETF de Bitcoin certo

Existem alguns ETFs de Bitcoin para escolher em meados de janeiro de 2024 – à vista, futuros, inverso, minerador e internacional. No entanto, para escolher o caminho certo, você deve considerar primeiro as seguintes variáveis:

  1. Tolerância ao risco: Se você tem uma tolerância de baixo risco, mas ainda deseja se envolver com ETFs de BTC, recomendamos ETFs de mineração.
  2. Metas de investimento: para aumentos de preços mais agressivos e uma chance rápida de enriquecer, os ETFs à vista e futuros têm maior probabilidade de fornecer.
  3. Diversificação: é aqui que os ETFs híbridos da Bitwise podem fazer sentido, permitindo a exposição a uma ampla gama de ativos, incluindo BTC.
  4. Reputação do emissor: se você conhece os emissores legados e tem favoritos como Grayscale., VanEck e outros, você pode escolher seu ETF de acordo.

Se você está procurando especificamente por opções de ETF à vista, as dicas a serem consideradas incluem:

  • Taxa de despesas;
  • Liquidez;
  • Armazenamento e segurança;
  • Alinhamento ao quadro regulamentar;
  • Maior AUM.

Para ETFs de futuros, você precisa se concentrar nas seguintes métricas antes de fazer uma compra:

  • Custos de rolagem quando os contratos expiram;
  • O índice de despesas, que é superior ao dos ETFs à vista.

Quais ETFs você pode comprar na B3?

A bolsa de valores brasileira (B3) possui 5 ETFs de criptomoedas:

  • Hashdex Nasdaq Crypto Index Fundo de Indice (HASH11) – uma cesta de 8 criptomoedas, com o BTC compondo mais de 64% da cesta;
  • QR CME CF Bitcoin Reference Rate (QBTC11) – primeiro índice nacional totalmente voltado para o Bitcoin;
  • Hashdex Nasdaq Bitcoin Reference Rate (BITH11) – outro índice totalmente voltado para o BTC;
  • CME CF Ether Reference Rate (QETH11) – primeiro índice nacional totalmente voltado para o Ethereum;
  • Hashdex Nasdaq Ethereum Reference Price Fundo de Índice (ETHE11) – outro índice totalmente voltado para o ETH.

Os ETFs de Bitcoin são um bom investimento?

Se você investe profundamente em criptomoedas e ecossistemas descentralizados, talvez queira dar uma chance a esses ETFs. No entanto, se você tem medo de exchanges, carteiras e chaves privadas, comprar ETFs de BTC em bolsas de valores pode ser uma boa opção. E embora os ETFs de BTC à vista sejam novos no mercado, com o evento de halving do Bitcoin para meados de 2024, os aumentos de preços esperados podem empurrar o preço do as ações do ETF sobem.

É importante notar que como o Bitcoin também é denominado ouro digital, a aprovação do ETF de BTC à vista pode desempenhar um papel no aumento dos preços do ativo real, de acordo com a correlação mencionada:

Link Bitcoin ETF e Gold ETF
Correlação BTC e Ouro após ETF: Reddit

Isto apresenta um novo ângulo para os investimentos em ETF.

No entanto, se você simplesmente seguir as tendências, algo como o ETF ProShares Bitcoin Strategy registrou um ganho de 137,33% somente em 2023 e um retorno de 110,27% em um ano em 16 de janeiro de 2024. Isso mostra que os ETFs podem ser boas opções de investimento, desde que o ativo subjacente também responda ao otimismo de preços.

ETFs de Bitcoin, BTC ou ambos: qual você deve comprar?

Os ETFs de Bitcoin tornam o BTC um nome familiar. Eles são adequados para usuários que ouviram coisas boas sobre o Bitcoin, mas querem evitar carteiras, exchanges e muito mais. Mas se você ainda acredita na visão descentralizada e distribuída do Bitcoin, está interessado em usar o BTC como forma de pagamento ou deseja usar plataformas como YouHodler para maximizar as oportunidades de ganhos passivos em seus ativos, simplesmente comprar Bitcoin e guardá-lo continua sendo a melhor escolha. 

Perguntas frequentes

Quais são os 11 ETFs de bitcoin?

A Vanguard tem um ETF de Bitcoin?

A Schwab oferece um ETF de Bitcoin?

O que é ETF em criptomoeda?

Qual é a desvantagem de um ETF de Bitcoin?

Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024

Trusted

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e com o objetivo único de informar. Qualquer atitude tomada pelo usuário a partir das informações veiculadas no site é de sua inteira responsabilidade.
Na seção Aprender, nossa prioridade é fornecer informações de alta qualidade. Nós tomamos o tempo necessário para identificar, pesquisar e produzir conteúdo que seja útil para nossos leitores.
Para manter esse padrão e continuar a criar um conteúdo de excelência, nossos parceiros podem nos recompensar com uma comissão por menções em nossos artigos. No entanto, essas comissões não afetam o processo de criação de conteúdo imparcial, honesto e útil.

Airi-Chaves-2.png
Airí Chaves
Com formação em marketing pela Universidade Estácio de Sá e um mestrado em liderança estratégica pela Unini, escreve para diversos meios do mercado de criptomoedas desde 2017. Como parte da equipe do BeInCrypto, contribuiu com quase 500 artigos, oferecendo análises profundas sobre criptomoedas, exchanges e ferramentas do setor. Sua missão é educar e informar, simplificando temas complexos para que sejam acessíveis a todos. Com um histórico de escrita para renomadas exchanges brasileiras,...
READ FULL BIO
Patrocinados
Patrocinados