Ex-CEO da FTX é acusado de estar envolvido no crash da Terra (LUNA)

By Martin Young
8 dezembro 2022, 12:00 -03
Traduzido Thiago Barboza
8 dezembro 2022, 12:00 -03
EM RESUMO
  • SBF é acusado de manipular UST e LUNA.
  • Uma enxurrada de pedidos de venda de UST veio da FTX.
  • SBF não será intimado para a audiência de 13 de dezembro.
  • promo

O inimigo público número um das criptomoedas, Sam Bankman-Fried (SBF), pode ser investigado por manipulação de mercado.

ATUALIZAÇÃO 8 de dezembro: Do Kwon compartilhou seus pensamentos sobre a situação e culpou a Alameda por exacerbar a contração da TerraUSD (UST).

O ex-CEO da FTX tornou-se alvo dos promotores federais. Eles lançaram uma investigação para saber se ele manipulou os mercados de dois criptoativos no início deste ano.

A investigação está analisando o colapso do ecossistema Terra e sua stablecoin UST e token Luna (LUNA). Além disso, os promotores estão tentando vincular SBF ao colapso para determinar se ele foi parcialmente responsável, de acordo com uma reportagem do NYT de 7 de dezembro.

Segundo fontes familiarizadas com o assunto, a investigação ainda está em estágio inicial. Eles ainda precisam determinar se o executivo teve algum papel nisso ou qualquer intenção de manipular os mercados para beneficiar suas próprias empresas e tokens.

Sam Bankman-Fried estava envolvido no colapso da Terra?

A stablecoin da Terra perdeu a paridade do dólar em maio. A empresa por trás disso, a Terraform Labs, inundou o mercado com tokens LUNA na tentativa de manter a paridade. Isso falhou, a LUNA entrou em colapso e o UST caiu ainda mais, causando o primeiro grande contágio cripto do ano.

De acordo com o relatório, uma enxurrada de ordens de venda de UST originou-se da FTX. “Os pedidos eram de valores pequenos, mas foram feitos muito rapidamente”, acrescentou.

O aumento nas ordens de venda para TerraUSD sobrecarregou o sistema, tornando difícil encontrar as ordens de “compra” correspondentes, forçando a queda do preço da UST. O token LUNA que colateralizou a stablecoin logo o seguiu.

Ex-CEO da FTX é acusado de estar envolvido no crash da Terra (LUNA)

O relatório acrescentou:

“A maior parte das ordens de venda para TerraUSD parecia vir de um lugar: a empresa de negociação de criptomoedas de Sam Bankman-Fried, que também fez uma grande aposta na queda do preço de Luna.”

As quedas de preços podem ter gerado grandes lucros para aqueles por trás do impulso. No entanto, todo o sistema entrou em colapso, eliminando até um trilhão de dólares dos mercados de criptomoedas e o crash que se seguiu.

Além disso, as consequências desse colapso eventualmente significaram o fim do império cripto de SBF seis meses depois.

  • Ficou com alguma dúvida? O BeInCrypto tem um glossário que pode ajudar a responder a suas dúvidas em relação ao mundo cripto!
  • Quer se manter atualizado em tudo o que é relevante no mundo cripto? O BeInCrypto tem uma comunidade no Telegram em que você pode ler em primeira mão as notícias relevantes e conversar com outros entusiastas em criptomoedas. Confira!
  • Você também pode se juntar a nossas comunidades no Twitter, Instagram e Facebook.

Nenhuma intimação para SBF

Em notícias relacionadas, a presidente do Comitê de Serviços Financeiros da Câmara, Maxine Waters, disse que não planeja intimar Sam Bankman-Fried.

De acordo com a CNBC, Waters disse aos democratas que o ex-CEO da FTX não seria forçado a comparecer a uma audiência em 13 de dezembro. Ela quer que a equipe do comitê tente convencê-lo a testemunhar voluntariamente.

No início desta semana, SBF, que foi criticado por suas entrevistas recentes, disse que testemunharia na audiência do comitê.

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.