Ver mais

SBF usou FTX como ‘cofre particular’, segundo Michael Saylor

3 mins
Por David Thomas
Traduzido Anderson Mendes

EM RESUMO

  • Michael Saylor aborda os empréstimos alavancados entre a FTX e a Alameda Research.
  • Ele diz que Sam Bankman-Fried atraiu investidores para a FTX por meio de promessas de taxas baixas enquanto manipulava o preço do token nativo da exchange, o FTT.
  • Ele enfatizou que muitas das atividades de SBF seriam consideradas ilegais pela lei dos EUA.
  • promo

O presidente executivo da MicroStrategy, Michael Saylor, acusou o ex-CEO da FTX, Sam Bankman-Fried, de usar a exchange como seu cofrinho pessoal.

O ex-CEO da MicroStrategy foi polêmico em uma entrevista recente, onde basicamente acusou a complexa rede de empréstimos SBF supostamente manipulou.

Michael Saylor acusa SBF de manipular o FTT

De acordo com Saylor, famoso entusiasta do Bitcoin e chefe da estratégia de aquisição da criptomoeda da MicroStrategy, Bankman-Fried essencialmente emprestou dinheiro de si mesmo, já que nenhum banco tradicional emprestaria dinheiro a ele na relação empréstimo/valor permitida pela lei dos EUA.

Suponha que você vá a um banco tradicional para pedir dinheiro emprestado usando um título como garantia. O banco pode conceder a você um empréstimo de 50% sobre 5% do volume de negociação do título em uma bolsa regulamentada. Isso significa que você pode obter um empréstimo máximo de US$ 25 milhões se o volume de negociação do título for de cerca de US$ 1 bilhão. Realisticamente, porém, você provavelmente seria capaz de tomar menos empréstimos se o banco oferecesse uma relação empréstimo-valor mais baixa.

Como nenhum banco regulamentado estava disposto a oferecer empréstimos a mais de 50% da relação empréstimo-valor, Bankman-Fried usou os tokens FTT, Serum e Solana nativos da FTX como garantia para pedir dinheiro emprestado a uma proporção significativamente maior. De acordo com Saylor, o ex-CEO da FTX prometeu US$ 10 milhões desses tokens para emprestar dinheiro substancial da Alameda Research.

Ele então usou depósitos de clientes da FTX para aumentar a aposta de US$ 10 milhões para US$ 200 milhões, usando alavancagem de 20x. Plataformas específicas de negociação de derivativos permitem que você empreste um determinado múltiplo de um depósito mínimo para sobrecarregar seu investimento. O múltiplo é chamado de alavancagem.

SBF então usou a posição alavancada para comprar o token nativo da FTX, Serum e Solana para aumentar seus preços e aumentar seu valor colateral para empréstimos. Ele então retirou US$ 1 bilhão em fundos de clientes de sua exchange, combinado com o aumento no preço de US$ 500 milhões dos tokens, e colocou o dinheiro na ex-irmã da FTX, Alameda. A Alameda então concedeu a ele um empréstimo de aproximadamente US$ 3 bilhões.

  • Não entendeu algum termo do universo Web3? Confira no nosso Glossário!
  • Quer se manter atualizado em tudo o que é relevante no mundo cripto? O BeInCrypto tem uma comunidade no Telegram em que você pode ler em primeira mão as notícias relevantes e conversar com outros entusiastas em criptomoedasConfira!
  • Você também pode se juntar a nossas comunidades no Twitter (X)Instagram e Facebook.

SBF atraiu investidores com taxas baixas

Saylor não teve palavras gentis para definir Sam Bankman-Fried e acusou o ex-CEO de atrair clientes e investidores com negociações baratas e altamente alavancadas enquanto manipulava o preço do FTX, Serum e Solana.

De acordo com ele, o preço da SOL subiu de aproximadamente US$ 3 para um pico de US$ 50 durante o período de três anos que SBF atuava como CEO da FTX, enquanto o FTT também subiu para cerca de US$ 50. Em vez de ganhar dinheiro com taxas de negociação como outras exchanges, ele tentou fazer com que os clientes depositassem seus ativos, que ele então tratou como uma pool de seus próprios fundos.

Saylor disse que usar o patrimônio da FTX para emprestar US$ 400 milhões à BlockFi e comprar os ativos da Voyager Digital era algo fraudulento, já que a Alameda devia dinheiro a ambas as empresas. Ao investir ações, SBF tentou efetivamente silenciar as reivindicações contra a Alameda. Desde então, um tribunal de falências de Nova York ordenou que a Alameda pagasse seu empréstimo à Voyager.

Tanto a BlockFi quanto a Voyager Digital entraram com um pedido de falência. Os comentários de Michael Saylor sobre o desastre da FTX atraiu elogios nas mídias sociais, com um postador do Reddit admitindo que gostou de sua explicação. Outro usuário disse que provavelmente era a explicação mais fácil de entender, enquanto outro elogiou Saylor por apontar que SBF estava concedendo a si mesmo empréstimos garantidos pelo FTT.

Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024

Trusted

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.

4d198a1c7664cbf9005dfd7c70702e03.png
Anderson Mendes
Membro ativo da comunidade de criptoativos e economia em geral, Anderson é formado pela Universidade Positivo, e escreve sobre as principais notícias do mercado. Antes de entrar para a equipe brasileira do BeInCrypto, Anderson liderou projetos relacionados à trading, produção de notícias e conteúdos educacionais relacionados ao mundo cripto no sul do Brasil.
READ FULL BIO
Patrocinados
Patrocinados