Colapso do UST fez com que reguladores inspecionassem exchanges na Coreia do Sul

Atualizado por Júlia V. Kurtz
EM RESUMO
  • O colapso do TerrasUSD estimulou as autoridades financeiras da Coreia do Sul a lançar inspeções de “emergência” nas exchanges do país.
  • As estimativas indicam que cerca de 200.000 indivíduos na Coreia do Sul investiram no TerraUSD, que foi criado por um cidadão sul-coreano.
  • Enquanto isso, uma promessa pró-cripto do novo presidente do país recebeu algumas críticas.
  • promo

    Análises técnicas e insights do mercado por traders em nosso canal do Telegram!Entre hoje no nosso Telegram!

O colapso do TerraUSD (UST) estimulou as autoridades financeiras da Coreia do Sul a lançar inspeções de “emergência” nas exchanges domésticas de criptomoedas.

A Comissão de Serviços Financeiros da Coréia do Sul (FSC) e o Serviço de Supervisão Financeira (FSS) solicitaram informações de operadores locais de exchanges de criptomoedas sobre transações vinculadas ao TerraUSD e LUNA. Isso inclui dados relacionados aos volumes de suas negociações, seus preços de fechamento e o número de investidores relevantes.

As contramedidas das exchanges para o crash do mercado e as análises sobre o que causou o colapso também foram solicitadas pelos reguladores financeiros do país.

“Na semana passada, as autoridades financeiras pediram dados sobre a quantidade de transações e investidores e avaliaram as medidas relevantes das exchanges”, disse um funcionário local. “Acho que eles fizeram isso para elaborar medidas para minimizar os danos aos investidores no futuro.”

Colapso do UST

As auditorias de emergência foram o resultado do colapso da stablecoin TerraUSD e sua moeda irmã Luna. Estima-se que cerca de US$ 45 bilhões tenham evaporado devido à subsequente queda dos mercados globais de criptomoedas. As estimativas indicam que cerca de 200.000 indivíduos na Coreia do Sul investiram no TerraUSD, que foi criado por um cidadão sul-coreano.

Recentemente, o chefe do FSS, Jeong Eun-bo, disse a altos funcionários que o recente desastre do mercado cripto pode corroer a confiança nos mercados em geral. Consequentemente, Jeong disse que o regulador deve determinar suas causas e implicações exatas, apesar das restrições devido à falta de diretrizes relevantes.

Ele também enfatizou a necessidade de uma maior cooperação com autoridades estrangeiras em relação à regulamentação efetiva do mercado, dada a natureza internacional do comércio de criptomoedas.

  • Ficou com alguma dúvida? O Be[in]Crypto possui uma série de artigos para lhe ajudar a entender o universo cripto. Confira!
  • Se quiser ficar atualizado no que acontece de mais importante no espaço cripto, junte-se ao nosso grupo no Telegram!

Reação presidencial

Enquanto isso, uma promessa pró-cripto do novo presidente da Coreia do Sul recebeu algumas críticas. Yoon, que conquistou a presidência em março e foi empossado este mês, disse que aumentaria o limite fiscal para ganhos de investimento em criptomoedas para 50 milhões de won, cerca de US$ 39.000.

No entanto, o Serviço de Pesquisa da Assembleia Nacional (NARS) da Coréia do Sul diz que o limite de imposto para renda gerada a partir de ativos digitais deve ser de 2,5 milhões de won, ou US$ 1.946, de acordo com um aviso publicado na semana passada.

Como o serviço, que fornece informações e análises sobre questões legislativas e políticas aos legisladores, classifica as criptomoedas como um ativo virtual, acredita-se que uma taxa de imposto de 20% é um nível semelhante ao de outras receitas de investimentos financeiros.

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.
BEINNEWS ACADEMY LTD © STREET: SUITE 1701 – 02A, 17/F, 625 KING’S ROAD, NORTH POINT. HONG KONG.