DAI pode perder lastro com o dólar devido ao Tornado Cash

Atualizado por Anderson Mendes
EM RESUMO
  • O fundador do MakerDAO, Rune Christensen, deseja diminuir a exposição da Dai (DAI) ao USD Coin (USDC).
  • Empresário está preocupado da stablecoin estar tão exposta ao USDC devido as recentes ações que a Circle tomou contra o Tornado Cash.
  • Christensen admitire que a escolha poder ser um “suicídio” e fazer o preço da DAI perder sua indexação com o dólar.
  • promo

    Comece agora a ganhar até 8% anuais com o novo programa de Staking da Stormgain!Entre hoje no nosso Telegram!

O fundador do MakerDAO, Rune Christensen, deseja diminuir a exposição da Dai (DAI) ao USD Coin (USDC), devido as medidas que a Circle tomou em relação ao Tornado Cash.

Via Dircord, Christensen anunciou nesta quinta-feira (11) que o MakerDAO está reconsiderando o atrelamento de sua stablecoin ao USDC. Atualmente, mais da metade das garantias que o projeto possui para comprovar seu lastro ao dolar estão depositados na stablecoin da Circle.

Na visão do empresário, é “quase inevitável que isso aconteça” devido a empresa por trás do USDC ter bloqueado 38 carteiras que possuem relação com o Tornado Cash, serviço de mixagem e ocultamento de transações cripto que foi sancionado pelo Departamento do Tesouro dos EUA nesta semana.

Apesar do Tornado Cash ser usado por grandes grupos hackers, que desejam ocultar os rastros de seus ataques na blockchain, boa parte da comunidade cripto se mostrou contra a decisão do governo estadunidense. Um dia após a decisão do Tesouro, Vitalik Buterin confessou já ter usado a ferramenta para não atrelar seu nome à doações feitas para o governo da Ucrânia, o que aumentou ainda mais o debate sobre até que ponto as pessoas tem o direito de não querer expor suas vidas financeiras.  

  • Ficou com alguma dúvida? O Be[in]Crypto possui uma série de artigos para lhe ajudar a entender o universo cripto. Confira!
  • Se quiser ficar atualizado no que acontece de mais importante no espaço cripto, junte-se ao nosso grupo no Telegram!

DAI e demais projetos contra a Circle

Primeiramente, vale ressaltar que mesmo sendo sediada nos EUA, a Circle não foi obrigada a congelar os fundos dos endereços ligados ao Tornado Cash. Todavia, a empresa pode ter tomado essa decisão para não prejudicar sua reputação com os orgãos reguladores locais. Vale lembrar que a emissora do USDC busca uma licença para operar como banco na terra do Tio Sam.

Se por um lado a decisão pode agradar os reguladores, em contrapartida ela prejudicou a reputação da empresa com parte do mercado, incluindo o fundador do MakerDAO. Christensen manifestou sua preocupação de que a DAI esteja fortemente dependente e atrelada ao ativo de uma empresa que acate todas as ordens de um governo, ainda mais daquelas que podem ir contra os princípios do mundo cripto em sua visão.

Portanto, ele sugeriu que o MakerDAO adotasse uma tática de “desenraizamento” em relação ao USDC. Apesar de dizer que isso pode ser algo positivo, trazendo mais descentralização para a DAI, ele admitiu que um forte movimento de troca dos fundos na stablecoin para outra criptomoeda ou ativo poderia fazer com que a DAI perdesse sua indexação com o dólar.

Apesar dessa escolha poder ser um “suicídio”, a DAI pode “finalmente começar a recompensar a descentralização até o ponto em que esses riscos sejam aceitáveis ​​porque o USDC não é mais o acéfalo que costumava ser”, concluiu o empresário.

O cofundador do MakerDAO pode não ser o único a se desvincular da Circle. Ameen Soleimani, um dos criadores do Tornado Cash, disse que “todo protocolo DeFi está pensando em reduzir sua exposição ao USDC.”

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.