Ver mais

Circle prestes a enviar aplicação para operar como banco nos EUA

2 mins
Atualizado por Anderson Mendes

EM RESUMO

  • A Circle em breve enviará sua inscrição para operar como um banco nos Estados Unidos.
  • A administração da empresa está em discussões contínuas com o Escritório do Controlador da Moeda dos EUA, que regula o setor bancário no país.
  • No início desta semana, a Circle levantou US$ 400 milhões em uma rodada de financiamento liderada pela BlackRock e Fidelity Management and Research.
  • promo

A startup de pagamentos cripto Circle Internet Financial, com sede em Boston, enviará em breve sua inscrição para operar como um banco nos Estados Unidos.

Com o anúncio feito pelo seu CEO, Jeremy Allaire. A Circle é conhecida no mundo cripto por emitir a segunda maior stablecoin do mercado, a USD Coin (USDC). A companhia está avançando com sua intenção de se tornar um banco de criptomoedas, conforme anunciado anteriormente em agosto do ano passado.

Desde então, a administração da empresa está em discussões com o Escritório do Controlador da Moeda dos EUA (OCC), órgão que regula o setor bancário do país.

  • Não entendeu algum termo do universo Web3? Confira no nosso Glossário!
  • Quer se manter atualizado em tudo o que é relevante no mundo cripto? O BeInCrypto tem uma comunidade no Telegram em que você pode ler em primeira mão as notícias relevantes e conversar com outros entusiastas em criptomoedas. Confira!
  • Você também pode se juntar a nossas comunidades no Twitter (X)Instagram e Facebook.

Intenções da Circle de se tornar um banco

Embora Allaire tenha se recusado a dizer quando exatamente a empresa enviaria o pedido, apenas afirmando “espero que em um futuro próximo”, ele reconheceu que a Circle estava “fazendo um bom progresso” com a OCC.

Embora um representante da OCC tenha se recusado a comentar as discussões, Allaire aludiu a questões como interoperabilidade entre blockchains, além de avaliar os riscos operacionais envolvidos com certas blockchains.

“Eles têm feito muito trabalho estabelecendo as bases de como vão supervisionar as criptomoedas, como vão supervisionar especificamente os emissores de stablecoin”, disse Allaire.

A aprovação em perspectiva tornaria a Circle o quarto banco de criptomoedas federal nos EUA, após a aprovação preliminar do Anchorage Digital, Protego Trust Bank NA e Paxos Trust Company.

Embora Allaire tenha dito que não houve atrasos ou obstáculos no trabalho com a OCC até agora, o regulador aumentou os requisitos de supervisão para os bancos que pretendem se envolver em atividades de criptomoedas em novembro do ano passado.

Além disso, o órgão não concedeu uma nova carta bancária a nenhuma empresa relacionada a criptomoedas em quase um ano. Enquanto isso, o Federal Reserve (FED), entre outros reguladores dos EUA, acredita que as stablecoins ainda exigem mais regulamentação e devem ser emitidas apenas por bancos.

Financiamento da BlackRock

No início desta semana, a Circle levantou US$ 400 milhões em uma rodada de financiamento liderada pela BlackRock e Fidelity Management and Research.

Como parte de uma parceria mais ampla, a BlackRock, com sede em Nova York, também atua como principal gestora de ativos das reservas de caixa do USDC, além de explorar aplicações de mercado de capitais para a stablecoin.

Recentemente, o CEO da BlackRock, Larry Fink, reconheceu que a empresa havia começado a pesquisar aplicativos para moedas digitais e stablecoins.

A Circle também tem a intenção de abrir o capital por meio de uma fusão com uma empresa de aquisição de propósito específico, que conseguiu refinanciar, dando-lhe uma avaliação potencial de US$ 9 bilhões.

Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024

Trusted

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.

37c58b84a21f59fd4fd1cd91383114c2.jpg
Nicholas Pongratz
Nick é professor de habilidades de comunicação oral e especialista em ciência de dados em Budapeste, Hungria, com mestrado em Business Analytics. Ele entrou relativamente tarde no campo da tecnologia de criptomoedas e blockchain, mas está intrigado com seu potencial de uso econômico e político. Ele pode ser descrito como um cético otimista de centro-esquerda.
READ FULL BIO
Patrocinados
Patrocinados