Ver mais

6 métricas para avaliar o desempenho de projetos DeFi

7 mins
Atualizado por Airí Chaves

O surgimento das Finanças Descentralizadas, ou DeFi, revolucionou o mundo das finanças ao oferecer oportunidades únicas de participação e investimento para indivíduos em todo o mundo.

À medida que esse ecossistema evolui e ganha popularidade, surge a necessidade de avaliar o desempenho e o sucesso dos projetos DeFi de maneira cada vez mais eficaz.

A avaliação do desempenho dos projetos DeFi é fundamental para investidores, desenvolvedores e usuários. Ela fornece informações valiosas sobre a saúde financeira, a adoção da comunidade e a segurança dessas plataformas descentralizadas.

Métricas e indicadores bem definidos permitem uma análise aprofundada dos projetos DeFi, ajudando na tomada de decisões informadas e na identificação de oportunidades.

Neste artigo, exploraremos seis métricas e indicadores importantes para avaliar o desempenho dos projetos DeFi. Essas métricas são fundamentais para a compreensão do valor, liquidez, adoção e segurança dos projetos, proporcionando o reconhecimento de seu potencial de sucesso e impacto no ecossistema DeFi.

Quer ser o primeiro a saber sobre projetos DeFi? Junte-se à comunidade do BeInCrypto no Telegram. Lá nós compartilhamos diariamente análises técnicas e respostas às suas perguntas. Além disso, é possível conversar com traders e entusiastas do mercado de criptomoedas.

Uma introdução ao DeFi

As Finanças Descentralizadas ou DeFi, refere-se a um sistema financeiro baseado em blockchain que permite a execução de transações financeiras sem a necessidade de intermediários tradicionais, como bancos. O setor DeFi experimentou um crescimento significativo nos últimos anos, com um aumento exponencial no valor total bloqueado (TVL — Total Value Blocked) em seus protocolos. No entanto, com esse rápido crescimento, também surgem riscos e desafios.

Assim, à medida que a indústria DeFi continua a se expandir, é crucial entender e avaliar cuidadosamente os projetos antes de investir ou participar deles. Uma compreensão adequada de projetos DeFi permite que investidores e usuários identifiquem a solidez técnica, a transparência, a segurança e o desempenho financeiro dos projetos.

Além disso, essa análise também auxilia na identificação de possíveis problemas ou vulnerabilidades que afetem os fundos ou a experiência do usuário. Portanto, avaliar projetos DeFi é um passo crucial para tomar decisões informadas e mitigar potenciais riscos na participação em um setor financeiro emergente e altamente volátil como o das finanças descentralizadas.

6 métricas e indicadores importantes

1 – Valor total bloqueado (TVL)

Uma das métricas cruciais para avaliar o desempenho e o sucesso de um projeto DeFi é o Total Value Locked (TVL), ou Valor Total Bloqueado, em português. O TVL representa a quantidade total de valor financeiro — geralmente em criptomoedas — que está bloqueada e sendo utilizada em um determinado protocolo DeFi.

Essa métrica reflete a quantidade de ativos que os usuários depositaram e estão sendo utilizados em empréstimos, staking, fornecimento de liquidez e outras atividades no protocolo. O TVL é importante porque indica a confiança e a popularidade de um projeto DeFi, fornecendo uma visão geral de quão bem-sucedido ele é em atrair investidores e usuários. Um TVL crescente pode indicar um aumento na demanda pelos serviços do projeto, o que pode levar a mais oportunidades de geração de receita e maior liquidez para os usuários.

Além disso, o TVL também pode ser um indicador de segurança. Quanto maior o valor bloqueado, mais difícil pode ser atacar ou comprometer o protocolo. Portanto, o acompanhamento do TVL é fundamental para avaliar o tamanho, a saúde financeira e a popularidade de um projeto DeFi.

2 – Taxa de capitalização do mercado

Outra métrica essencial para avaliar projetos DeFi é o taxa de capitalização do mercado (Market Cap Ratio). Esse indicador compara a capitalização de mercado de um token específico com a capitalização de mercado total do mercado DeFi, fornecendo uma perspectiva sobre a representatividade e a importância de um projeto no ecossistema DeFi.

A capitalização de mercado é calculada multiplicando o preço atual do token pelo seu fornecimento circulante. Uma alta taxa de capitalização de mercado indica que o token específico tem uma fatia significativa do valor total de mercado do DeFi, sugerindo uma posição forte e dominante no setor. Isso pode refletir a confiança da comunidade, a adoção generalizada e a relevância do projeto em termos de soluções oferecidas.

Por outro lado, um baixo Market Cap Ratio pode indicar um projeto com menor impacto ou participação no mercado DeFi. Portanto, monitorar a taxa de capitalização do mercado ajuda a avaliar o posicionamento e o impacto de um projeto no cenário DeFi, fornecendo percepções importantes para investidores e participantes do setor.

3 – Taxa de rejeição de transações

DeFi

A Taxa de Rejeição de Transações (do inglês, Transaction Rejection Rate) é uma métrica fundamental para avaliar a eficiência e a confiabilidade de um projeto DeFi. Essa métrica representa a proporção de transações rejeitadas ou não confirmadas pelo protocolo DeFi em relação ao total de transações enviadas.

Uma baixa taxa de rejeição de transações é desejável por indicar que o protocolo consegue processar e validar a maioria das transações com sucesso. Por outro lado, uma alta taxa de rejeição pode indicar problemas de escalabilidade, falta de liquidez ou até mesmo questões de segurança.

O acompanhamento da taxa de rejeição de transações é fundamental para garantir a eficiência operacional de um projeto, assim como a experiência positiva dos usuários. Um baixo índice de rejeição de transações reflete um protocolo robusto. Assim, ele é potencialmente capaz de lidar com volumes crescentes de transações e de fornecer uma experiência satisfatória para os usuários, algo crucial para a adoção e longevidade de um projeto DeFi.

4 – Número de contratos inteligentes

O número de contratos inteligentes auditados é outra métrica utilizada para avaliar a segurança e confiabilidade de um projeto DeFi. Um contrato inteligente é o componente essencial de muitos projetos DeFi. Ele define as regras e as interações financeiras na plataforma. A auditoria de contratos inteligentes é um processo que visa identificar e mitigar potenciais vulnerabilidades e riscos de segurança nesses contratos.

O número de contratos inteligentes auditados indica quantos desses contratos passaram por um processo de auditoria independente por especialistas em segurança. Uma alta quantidade de contratos inteligentes auditados é desejável. Isso mostra que o projeto está comprometido com sua segurança e transparência, o que potencialmente reduz os riscos de ataques e explorações maliciosas.

A auditoria de contratos inteligentes inspira confiança nos usuários, investidores e na comunidade em geral. Portanto, o número de contratos inteligentes auditados é uma métrica importante para avaliar a solidez e a segurança de um projeto DeFi, fornecendo tranquilidade e mitigando potenciais preocupações de segurança.

5 – Volume de negociação

O volume de negociação é uma métrica utilizada para avaliar a atividade e a liquidez de um projeto DeFi. Essa métrica representa o valor total das transações que ocorrem em um período no projeto. Trata-se de um indicador importante por refletir o interesse e a participação dos usuários e a disponibilidade de liquidez no mercado.

Um alto volume de negociação sugere uma maior demanda pelo token ou ativo do projeto DeFi, indicando uma base de usuários ativa e um mercado líquido, sendo um sinal de sucesso. Por outro lado, um baixo volume de negociação provavelmente reflete desinteresse ou pouca atividade no mercado, sendo um sinal de alerta para investidores e participantes.

Acompanhar o volume de negociação é a chave para entender a dinâmica do mercado, perceber tendências de negociação e avaliar a popularidade e a adoção de um projeto DeFi. Logo, o volume de negociação é bastante utilizado na avaliação de desempenho e do potencial de um projeto DeFi.

6 – Índice de segurança

O índice de segurança (Security Index) é uma métrica para avaliar a segurança e a robustez de um projeto DeFi. Esse índice considera uma variedade de fatores, como: a qualidade das auditorias de segurança realizadas, o histórico de ataques bem-sucedidos e a capacidade da equipe de resposta a vulnerabilidades descobertas.

Um índice de segurança elevado indica que o projeto possui medidas sólidas de segurança implementadas, além de uma equipe comprometida em mitigar riscos e garantir a proteção dos fundos dos usuários. Por outro lado, um índice de segurança baixo pode sinalizar deficiências na segurança do projeto e uma maior probabilidade de ocorrerem violações de segurança.

O monitoramento do índice de segurança por investidores e usuários reflete o nível do risco associado a um projeto DeFi. Durante a escolha na participação de um projeto DeFi, é crucial considerar a segurança como uma prioridade para a proteção dos ativos e poupar-se perdas indesejadas. Assim, o índice de segurança desempenha um papel de destaque na avaliação da confiabilidade e da segurança de um projeto DeFi.

Analise os projetos DeFi

A avaliação do desempenho dos projetos DeFi é uma tarefa fundamental para investidores, desenvolvedores e usuários em um ecossistema em constante evolução. Através do uso de métricas e indicadores adequados, é possível obter visões valiosas sobre a saúde financeira, a adoção da comunidade, segurança e a eficiência dos projetos DeFi.

Essas métricas devem ser consideradas em conjunto e interpretadas com cuidado, sempre considerando o contexto e os objetivos específicos de cada projeto. Uma análise aprofundada dessas métricas nos permite tomar decisões mais informadas, identificar riscos potenciais e aproveitar oportunidades no mercado DeFi.

À medida que o ecossistema DeFi continua a evoluir, novas métricas e indicadores podem surgir, complementando as existentes. Portanto, é importante manter-se atualizado e adaptar-se constantemente a novas avaliações e estratégias de investimento para navegar de maneira mais segura e eficaz por esse ambiente inovador.

Perguntas frequentes

O que são as métricas?

O que significa finanças descentralizadas?

Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024

Trusted

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e com o objetivo único de informar. Qualquer atitude tomada pelo usuário a partir das informações veiculadas no site é de sua inteira responsabilidade.
Na seção Aprender, nossa prioridade é fornecer informações de alta qualidade. Nós tomamos o tempo necessário para identificar, pesquisar e produzir conteúdo que seja útil para nossos leitores.
Para manter esse padrão e continuar a criar um conteúdo de excelência, nossos parceiros podem nos recompensar com uma comissão por menções em nossos artigos. No entanto, essas comissões não afetam o processo de criação de conteúdo imparcial, honesto e útil.

Airi-Chaves-2.png
Airí Chaves
Com formação em marketing pela Universidade Estácio de Sá e um mestrado em liderança estratégica pela Unini, escreve para diversos meios do mercado de criptomoedas desde 2017. Como parte da equipe do BeInCrypto, contribuiu com quase 500 artigos, oferecendo análises profundas sobre criptomoedas, exchanges e ferramentas do setor. Sua missão é educar e informar, simplificando temas complexos para que sejam acessíveis a todos. Com um histórico de escrita para renomadas exchanges brasileiras,...
READ FULL BIO