Ver mais

Chave pública vs privada – qual é a diferença?

8 mins
Atualizado por Airí Chaves

Chaves públicas e chaves privadas estão entre os termos mais usados ​​no universo da criptografia e desenvolvimento de blockchain. Um método de facilitar a comunicação entre o remetente e o destinatário, a criptografia envolve dois mecanismos principais, a encriptação e descifragem usando uma chave única. É aqui que as funções das chaves pública e privada entram no cenário.

Mas você já se perguntou qual é exatamente a diferença entre chave pública e chave privada e a que propósito elas servem?

Quer ser o primeiro a aprender sobre blockchain e outras tecnologias? Junte-se à comunidade do BeInCrypto no Telegram. Lá nós compartilhamos diariamente análises técnicas e respostas às suas perguntas. Além disso, é possível conversar com traders e entusiastas do mercado de criptomoedas.

O que é uma chave privada?

blockchain

Geralmente, conhecida como chave secreta, uma chave privada é um elemento importante usado na criptografia junto com o algoritmo relevante para encriptar e desencriptar dados. Essas chaves devem ser compartilhadas apenas entre o usuário que as gera e o usuário com autorização para desencriptar os dados. Além disso, uma chave privada é como uma senha única, composta por uma série de letras e números.

Normalmente, uma chave privada é gerada aleatoriamente seguindo uma sequência de bits gerada pelo usuário que não pode ser facilmente rastreada ou adivinhada. Além disso, como são significativamente mais longas, o comprimento e a complexidade das chaves privadas desempenham um papel central na determinação de como um estranho ou invasor em potencial pode acessar os dados enquanto tenta criar um par de chaves que pode funcionar até que o par certo seja identificado e colocado em uso.

Além disso, elas têm um papel importante a desempenhar em mecanismos como criptografia simétrica e criptografia assimétrica. Exploraremos esses conceitos mais adiante nos próximos parágrafos. 

Como ela funciona?

Uma chave privada desempenha um papel significativo na criptografia de dados. É como um número extremamente grande aplicado à criptografia que se assemelha à estrutura de uma senha. 

No entanto, o escopo das funções que uma chave privada atende vai muito além disso. As funções de uma chave privada também dependem de suas aplicações. Elas são exclusivas para aplicativos como verificação on-line e autorização de assinatura digital. Por exemplo, funciona das seguintes maneiras para criptografia assimétrica:

  • Para isso, uma chave privada utiliza aplicativos de criptografia para gerar pares de chaves por meio de uma fonte de aleatoriedade.
  • Depois que o par é gerado, é importante armazenar as chaves privadas com segurança na nuvem ou offline. No entanto, isso deve ser protegido com uma senha para maior segurança.
  • A próxima função é uma troca de chaves em que procura um par com chaves públicas para aplicativos como criptografia e assinaturas digitais. 
  • Depois que o processo mencionado acima é concluído, o usuário de um par de chaves públicas usa uma chave privada para descriptografar os dados. No entanto, é importante observar que apenas o proprietário de uma chave privada poderá descriptografar os dados usando a chave pública. Para propósitos como assinaturas digitais, o usuário de um par de chaves pode usar suas chaves privadas para criptografar assinaturas. Portanto, é assim que qualquer pessoa que tenha acesso a essa chave pública poderá descriptografar a assinatura e verificar a mesma para autenticação. 

Chaves privadas são usadas para encriptação?

As chaves privadas oferecem vários recursos úteis sobre as chaves públicas. Por esse motivo, elas são muito usadas para fins de encriptação. Aqui estão algumas razões do porquê:

Mais rápido e conveniente

Uma das razões pela qual as chaves privadas são ideais para encriptação é que ela torna todo o processamento mais rápido. Além disso, a encriptação de chave simétrica torna-se computacionalmente mais rápida do que o outro modo de criptografia com a ajuda de uma chave privada. 

Melhor segurança

As chaves privadas oferecem melhores serviços e recursos em termos de segurança. É por esse motivo que é uma opção ideal para encriptação.

Transmissão de dados

As chaves privadas são ideais para encriptação também porque complementam o algoritmo necessário. É também a razão pela qual vários processos criptográficos usam criptografia de chave privada para facilitar a transmissão de dados. Portanto, o ecossistema resultante ajuda o usuário a transferir dados em um ritmo mais rápido e com melhores recursos de segurança.

O que é uma chave pública?

apis, pirataria, blockchain

Semelhante ao conceito de chave privada, uma chave pública também é um grande valor numérico comumente usado para criptografar os dados. Além disso, um usuário pode gerar uma chave pública por meio de qualquer programa de software. No entanto, é mais comumente fornecido por uma autoridade confiável responsável por disponibilizá-lo ao público por meio de um canal de fácil acesso. 

No entanto, uma observação importante aqui é que ela também é usada para criptografar uma mensagem ou verificar a autenticidade de uma assinatura digital. O mecanismo aplicado aqui é bem diferente daquele usado em uma chave privada onde uma única chave é usada entre o remetente e o destinatário. 

As chaves privadas são geralmente usadas para descriptografar mensagens geradas usando uma chave pública para criar assinaturas digitais. No entanto, uma chave pública não funciona como um único componente. Em vez disso, funciona como duas chaves distintas, onde uma é usada para criptografar os dados e a outra é usada para descriptografar

Como ela funciona?

Uma chave pública usa um mecanismo de algoritmo chamado mecanismo assimétrico para executar sua função primária. Por meio desse mecanismo, duas chaves diferentes são usadas para criptografar e descriptografar. Uma dessas chaves públicas é usada para criptografar mensagens enquanto a outra chave privada as decodifica.

Chave pública e privada – quais os seus usos?

Como as chaves públicas e privadas têm suas funcionalidades e recursos, elas são usadas para diversos fins. Aqui estão as aplicações mais comuns de chaves públicas e privadas:

Verificação de assinaturas digitais

Um dos usos mais comuns das chaves públicas e privadas é a verificação de assinaturas digitais. Além disso, também é um componente integral dos requisitos de treinamento em tecnologia blockchain. Elas são usadas principalmente por organizações para executar funções como autenticar a prova de uma mensagem, validade do software, documento digital ou verificar a autenticação. Além disso, o aspecto mais importante a considerar é que a criação de uma assinatura digital requer criptografia de chave pública

Para facilitar o mesmo, o remetente é obrigado a assinar digitalmente a mensagem usando sua chave privada. Depois que o processo é concluído, o destinatário usa uma chave pública para descriptografar a mensagem. Assim, as chaves públicas e privadas têm um papel importante a desempenhar na facilitação e verificação de assinaturas digitais em ambas as extremidades. 

Ativando o contrato de chave de autenticação de senha

Além de desempenhar o papel central na verificação de assinaturas digitais e facilitar a comunicação segura, as chaves privadas e públicas também ajudam significativamente a permitir o acordo de chave de autenticação de senha. Um contrato de chave autenticada por senha é um método em que duas ou várias partes podem criar chaves criptográficas com base em palavras pertencentes a uma ou mais partes. 

Por exemplo, se uma pessoa deseja comunicar uma mensagem secreta para outra pessoa e ou obtém a senha pertencente a essa pessoa, encriptografa a mensagem e a usa como uma chave privada. Desta forma, quando a primeira pessoa enviar uma mensagem criptografada com essa chave, o destinatário pretendido poderá descriptografá-la e abri-la, pois já possui a senha.

Facilitando a comunicação segura e protegida

As chaves públicas e privadas também são necessárias para garantir uma comunicação segura e protegida, mantendo a confidencialidade dos dados confidenciais. Além disso, proteger as comunicações é outro aspecto crítico da encriptação de chave pública e privada. Nesse cenário, as pessoas geralmente usam criptografia de chave pública para garantir que a confidencialidade de seu conteúdo digital permaneça a mesma. Além disso, o remetente deve bloquear os dados com sua chave pública e somente o destinatário pretendido com a chave privada correta terá acesso a eles. 

Qual é a diferença entre uma chave pública e privada?

blockchain

Embora as chaves privadas e públicas desempenhem um papel importante na criptografia de dados, elas diferem muito em termos de recursos e funcionalidades. No entanto, também é necessário obter a ideia básica. Assim, o papel que desempenham é significativamente importante, torna-se também necessário compreender a tênue linha de diferença entre eles.

Aqui estão alguns motivos para considerar as principais diferenças entre as duas:

Fator de velocidade

A primeira e mais básica diferença entre chaves públicas e privadas é sua velocidade. Uma chave privada é consideravelmente mais rápida que uma chave pública

Diferenciação

Outro fator distintivo entre uma chave privada e uma chave pública é sua singularidade. Uma chave privada é usada para criptografar e descriptografar a mensagem, pois é geralmente usada para criptografia de chave simétrica. No entanto, não é o mesmo caso com uma chave pública. É porque uma chave pública, que é usada para criptografia de chave assimétrica, usa 2 chaves diferentes. Uma delas é usada para criptografar enquanto a outra é usada para descriptografar no final do destinatário.

Funções principais

Uma das diferenças mais notáveis ​​entre chaves públicas e chaves privadas é a função principal que elas servem. Por exemplo, um teste de desempenho de chave privada geralmente verifica sua escalabilidade, confiabilidade e velocidade do sistema. No entanto, uma verificação de teste de carga é ideal no caso de uma chave pública. Por outro lado, um usuário precisaria de uma chave privada para descriptografar os dados recebidos do remetente. Um usuário poderá visualizar a mensagem usando-a, mas ainda precisará de uma chave privada para descriptografá-la. 

Confidencialidade

Ao referir-se às funções de uma chave pública e chave privada, também é necessário abordar a questão da confidencialidade e segurança. Com a chave privada, fica mais fácil manter a confidencialidade das mensagens ou dados, pois ela é compartilhada apenas entre o remetente e o destinatário. No entanto, a mesma confidencialidade não pode ser mantida com uma chave pública, pois ela é aberta e gratuita para todos visualizarem os dados

Categoria de encriptação

Os dois tipos de chaves também diferem com base na categoria criptográfica para a qual podem ser usadas. Por exemplo, uma chave privada é mais comumente usada para criptografia simétrica, onde uma única chave é necessária para transmitir dados entre dois usuários. Por outro lado, no caso de uma chave pública, ela é aberta para todos visualizarem e utiliza um mecanismo assimétrico. Este mecanismo é totalmente diferente de uma chave privada. 

Mecanismo de algoritmo

Outra diferença entre os dois tipos de chaves é o mecanismo que utilizam. Como mencionado anteriormente, uma chave privada é usada para criptografar e descriptografar dados. Portanto, é compartilhada abertamente entre o remetente e o destinatário. No entanto, uma chave pública é usada apenas para criptografia de dados. Portanto, não pode ser usado para descriptografar os dados, pois uma chave privada seria necessária para isso. 

Tabela comparativa

CaracterísticaChave privadaChave pública
VelocidadePossui um mecanismo rápidoPossui um mecanismo lento
DistinçãoUsada para ambos, encriptar e desencriptar uma mensagemUsada como duas chaves diferentes, uma para encriptar e outra para desencriptar
ConfidencialidadeMelhor confidencialidade, não é acessível por ninguém, exceto pelos donos das chavesUm pouco menos confidencial, aberta para o uso público
Função principalIdeal para a escalabilidade, confiabilidade e velocidadeIdeal para teste de performance de software
Mecanismo do algoritmoCompartilhada entre quem envia e quem recebeNão é usada como uma única chave entre os usuários
Categoria de encriptaçãoUsada para criptografia simétricaUsada para criptografia assimétrica

Perguntas frequentes

O que significa chave pública?

Como funciona a chave pública?

Como é a chave do Bitcoin?

Para que serve a chave privada?

Como gerar uma chave privada?

Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024

Trusted

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e com o objetivo único de informar. Qualquer atitude tomada pelo usuário a partir das informações veiculadas no site é de sua inteira responsabilidade.
Na seção Aprender, nossa prioridade é fornecer informações de alta qualidade. Nós tomamos o tempo necessário para identificar, pesquisar e produzir conteúdo que seja útil para nossos leitores.
Para manter esse padrão e continuar a criar um conteúdo de excelência, nossos parceiros podem nos recompensar com uma comissão por menções em nossos artigos. No entanto, essas comissões não afetam o processo de criação de conteúdo imparcial, honesto e útil.

Airi-Chaves-2.png
Airí Chaves
Com formação em marketing pela Universidade Estácio de Sá e um mestrado em liderança estratégica pela Unini, escreve para diversos meios do mercado de criptomoedas desde 2017. Como parte da equipe do BeInCrypto, contribuiu com quase 500 artigos, oferecendo análises profundas sobre criptomoedas, exchanges e ferramentas do setor. Sua missão é educar e informar, simplificando temas complexos para que sejam acessíveis a todos. Com um histórico de escrita para renomadas exchanges brasileiras,...
READ FULL BIO