Ver mais

White paper do Bitcoin faz aniversário: como está o futuro das finanças?

4 mins
Por Shraddha Sharma
Traduzido Thiago Barboza

EM RESUMO

  • O white paper do Bitcoin foi lançado no dia 31 de outubro de 2008.
  • A percepção da criptomoeda mudou nos últimos 14 anos.
  • O Bitcoin se tornou o garoto-propaganda do blockchain em 2009.
  • promo

O white paper do Bitcoin foi lançado no dia 31 de outubro de 2008 pelo pseudônimo Satoshi Nakamoto. Em 13 anos, a criptomoeda conquistou o mundo, crescendo de US$ 0 para cerca de US$ 67.000 no último trimestre de 2021.

Além do crescimento exponencial do preço do Bitcoin, a percepção do ativo digital também mudou ao desde o lançamento do white paper, intitulado “Bitcoin: Um Sistema de Dinheiro Eletrônico Peer-to-Peer”.

Do ponto de vista do investimento, o Bitcoin tem sido debatido como um hedge na categoria de classe de ativos alternativos, dinheiro digital para troca, enquadrado como “ouro digital” por vários proponentes de criptomoedas e equiparado a um ativo de risco devido à sua correlação com ações de tecnologia .

O que mudou em 14 anos?

Tudo isso enquanto os reguladores levantam questões de estabilidade financeira, segurança e lavagem de dinheiro no setor de ativos virtuais.

Independentemente de onde se está na moeda, pode-se concordar que o Bitcoin se tornou o garoto-propaganda da tecnologia blockchain. Tanto que suas origens até lembravam as pessoas do final dos anos 90 e início dos anos 00 da internet, ou ponto com.

  • Não entendeu algum termo do universo Web3? Confira no nosso Glossário!
  • Quer se manter atualizado em tudo o que é relevante no mundo cripto? O BeInCrypto tem uma comunidade no Telegram em que você pode ler em primeira mão as notícias relevantes e conversar com outros entusiastas em criptomoedas. Confira!
  • Você também pode se juntar a nossas comunidades no Twitter (X)Instagram e Facebook.

No white paper, Satoshi descreveu o Bitcoin como “uma versão puramente peer-to-peer do dinheiro eletrônico”. O artigo não apenas propôs “uma solução para o problema do gasto duplo”, a tecnologia criou um sistema à prova de adulteração de transações com carimbos de data e hora.

Uma ideia para o mundo digital

O Bitcoin também introduziu a ideia de um suprimento digital limitado de 21 milhões de moedas para controlar a inflação. O processo também é acompanhado por sua estratégia de quatro anos para reduzir pela metade as recompensas de mineração, controlando a oferta.

E com tudo introduzido em 2008, o Bitcoin ainda mantém uma taxa de dominância de mais de 40% no universo cripto.

No momento da redação deste artigo, o Bitcoin tem um valor de mercado inferior a US$ 400 bilhões, com volumes atingindo US$ 24,7 bilhões a um preço próximo a US$ 20.600, permanecendo a principal criptomoeda por capitalização de mercado.

Especialistas até apontaram que o Bitcoin brilhou como ouro na desaceleração do mercado, não mais volátil do que as ações ou a libra esterlina.

No entanto, a inovação também tem vários críticos. Um dos oponentes significativos inclui o economista Peter Schiff, que sustentou que o BTC não será a graça salvadora em meio a uma possível recessão.

Pelo contrário, o influencer do BTC e ex-chefe de marketing da exchange de criptomoedas Kraken, Dan Held, tuitou em 2021 que o BTC está massivamente subvalorizado em relação à sua utilidade.

Crescente necessidade de uma moeda Rei

Em 2022, o mundo pode odiar ou amar o Bitcoin; eles definitivamente não podem ignorá-lo. No mercado de criptomoedas, o Bitcoin é conhecido por ser o ativo mais descentralizado, tendo essencialmente a vantagem do pioneirismo.

O protocolo de Camada 1 também iniciou muitos projetos de Camada 1.5 e Camada 2 após o lançamento do White Paper do BTC. Stacks, por exemplo, é outra rede de código aberto de aplicativos descentralizados construídos no Bitcoin.

Em 2021, El Salvador se tornou o primeiro país a tornar o Bitcoin moeda legal, chamando a atenção dos vigilantes globais. O FMI tem alertado continuamente sobre os riscos associados ao mercado privado de criptomoedas.

Enquanto o Bitcoin acelerou uma conversa sobre dinheiro digital de propriedade de uma comunidade, o Bank for International Settlements (BIS) tem colaborado em moedas digitais de bancos centrais (CBDCs) de atacado e varejo.

Quando o mundo globalizado procura transferências internacionais mais baratas e rápidas, a lacuna é preenchida principalmente por transferências de criptomoedas P2P vistas por dados de remessas no mundo em desenvolvimento.

Satoshi afirmou: “As transações que são computacionalmente impraticáveis para reverter protegeriam os vendedores de fraudes, e mecanismos de custódia de rotina poderiam ser facilmente implementados para proteger os compradores”, elevando o Bitcoin a se tornar mais do que um meio seguro para trocar valor.

Tornou-se uma competição para o sistema de pagamento centralizado existente, levando os bancos apex a atualizar as transferências digitais.

Críticas ao Bitcoin apesar de seus marcos

Apesar das conquistas, o Bitcoin está cada vez mais sob avaliação crítica por seu mecanismo de prova de trabalho que pressiona a demanda de energia. Outra característica do Bitcoin que preocupou os reguladores foi seu nível de privacidade e anonimato com os firewalls algorítmicos.

A preocupação surgiu pela tecnologia emergente com seu criador anônimo. Ao longo dos anos, vários nomes conhecidos foram especulados como o pseudônimo de Satoshi Nakamoto.

O empresário e cientista de dados Craig Wright é outro auto-proclamado candidato a Satoshi. No entanto, uma parte significativa da indústria rejeita suas alegações.

O entusiasta de criptomoedas Jim Basko afirmou recentemente que descobriu o código Bitcoin mais antigo de Satoshi, que é um lembrete de mais de uma década de história do Bitcoin.

A primeira gênese conhecida da criptomoeda em 2009 como resultado da crise do subprime, seguida pelo infame incidente da Bitcoin Pizza em 2010 que a promoveu como um meio digital de troca.

No mundo pós-pandemia em 2022, outra rodada de debates sobre os casos de uso do Bitcoin durante a incerteza econômica começou mantendo a ideia do Bitcoin viva 14 anos depois.

Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024

Trusted

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.

Thiago-Barboza-red1.png
Thiago Barboza
Thiago Barboza é graduado em Comunicação com ênfase em escritas criativas pela Universidade Federal da Bahia (UFBA). Em 2019 conheceu as criptomoedas e blockchain, mas foi em 2020 que decidiu imergir nesse universo e utilizar seu conhecimento acadêmico para ajudar a difundir e conscientizar sobre a importância desta tecnologia disruptiva.
READ FULL BIO
Patrocinados
Patrocinados