Ver mais

Ubisoft e SEGA entram na Web3. Tecnologia será o futuro da indústria gamer?

2 mins
Por David Thomas
Traduzido Anderson Mendes

EM RESUMO

  • A Ubisoft está lançando o Champions Tactics: Grimoria Chronicles, um jogo construindo na blockchain Oasys.
  • A SEGA planeja trazer títulos populares para a Web3, incluindo o Sangokushi Taisen.
  • A Ubisoft, criadora das franquias Assassin's Creed e Far Cry, é o primeiro estúdio AAA a investir pesadamente em jogos baseados na Web3.
  • promo

A Ubisoft e SEGA estão supostamente investindo pesado em jogos blockchain com títulos originais como Champions Tactics: Grimoria Chronicles e Battle of Three Kingdoms.

As empresas construirão seus títulos na blockchain Oasys.

Leia mais: 4 criptomoedas que podem atingir novas máximas em julho de 2024

Ubisoft e SEGA apostam em games blockchain

De acordo com o site oficial da Ubisoft, o Champions Tactics pode exigir o uso de tokens de seus usuários. Um teaser trailer do jogo sugere uma estética semelhante aos jogos de mesa. A empresa também lançou personagens Rabbid no Sandbox e ofereceu itens colecionáveis semelhantes ao Sorare, conhecido jogo de fantasy de futebol baseado em NFTs.

Lançado em fevereiro de 2022, o Oasys é uma blockchain compatível com EVM, prova de participação (PoS) e taxa zero de rede. Sua equipe inclui executivos das principais empresas de jogos, incluindo Bandi Namco Research e PlayStation.

Usando a rede Oasys, a SEGA trará o sucesso da Web2, Sangokushi Taisen, para a Web3. Os especialistas em jogos Blockchain Double Jump Tokyo desenvolverão o jogo de cards colecionáveis baseado em PC Battle of Three Kingdoms. Anteriormente, a SEGA lançou uma coleção NFT no Oasys.

Tecnologia atrairá jogadores?

Os jogos Web3 oferecem aos jogadores a chance de possuir e trocar ativos nos jogos. Existem mais de três bilhões de gamers em todo o mundo. De acordo com algumas estimativas, os jogos são maiores do que as indústrias da música e do cinema juntas.

Ubisoft e SEGA entram na Web3. Tecnologia será o futuro da indústria gamer?
Fonte: Statista

As primeiras tentativas de jogos em blockchain provavelmente terá dificuldades para criar uma jogabilidade atraente. Em vez disso, os desenvolvedores se concentraram na economia de blockchain do jogo, às vezes às custas de visuais ruins ou histórias insignificantes.

Indiscutivelmente, isso ocorreu porque os jogos foram desenvolvidos por empresas com habilidades em cripto, e não na indústria gamer. Por outro lado, a Ubisoft, criadora das megafranquias Assassin’s Creed e Far Cry, é o primeiro estúdio AAA a investir significativamente em jogos baseados em Web3.

Além de trazer a economia da Web3 para um título que os jogadores desejam jogar, Grimoria poderia reacender o interesse no espaço NFT.

Antes de se voltar para a inteligência artificial, a Meta, controladora do Facebook, queria atrair mais usuários para sua experiência Horizon Worlds por meio de ambientes virtuais. As ambições da empresa sofriam com os pesados requisitos de hardware e a falta de adesão do mainstream.

  • Não entendeu algum termo do universo Web3? Confira no nosso Glossário!
  • Quer se manter atualizado em tudo o que é relevante no mundo cripto? O BeInCrypto tem uma comunidade no Telegram em que você pode ler em primeira mão as notícias relevantes e conversar com outros entusiastas em criptomoedasConfira!
  • Você também pode se juntar a nossas comunidades no Twitter (X)Instagram e Facebook.
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024

Trusted

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.

4d198a1c7664cbf9005dfd7c70702e03.png
Anderson Mendes
Membro ativo da comunidade de criptoativos e economia em geral, Anderson é formado pela Universidade Positivo, e escreve sobre as principais notícias do mercado. Antes de entrar para a equipe brasileira do BeInCrypto, Anderson liderou projetos relacionados à trading, produção de notícias e conteúdos educacionais relacionados ao mundo cripto no sul do Brasil.
READ FULL BIO
Patrocinados
Patrocinados