Ver mais

Tether e TON Foundation se unem para alcançar os desbancarizados

2 mins
Traduzido Thiago Barboza

EM RESUMO

  • Tether, TON Foundation e Oobit fazem parceria para oferecer transações cripto em todo o mundo, ajudando as populações desbancarizadas com soluções financeiras.
  • A aliança tem como objetivo criar um sistema financeiro sem fronteiras por meio de tecnologia descentralizada, melhorando a acessibilidade e a eficiência das transações.
  • A integração do recurso financeiro "Tap & Pay" da Oobit permite pagamentos cripto em mais de 100 milhões de empresas que aceitam Visa e Mastercard em todo o mundo.
  • promo

A Tether anunciou sua colaboração com a TON Foundation e o aplicativo de pagamento celular Oobit para lançar uma solução de pagamentos cripto. Com isso, eles buscam fornecer soluções financeiras para a população desbancarizada.

Além disso, o emissor do USDT enfatizou que a aliança se concentra em fornecer um sistema financeiro “sem fronteiras” por meio de soluções tecnológicas descentralizadas que capacitam as finanças digitais.

Criando, assim, uma “nova era” de acessibilidade e eficácia para as pessoas.

Tether e TON facilitarão pagamentos via celulares com o USDT

A Tether enfatizou que alocou mais de US$ 200 milhões em USDT para a blockchain da TON. Ela permitiu que os usuários enviassem a stablecoin como uma mensagem direta do Telegram ou para pagamentos instantâneos de cripto.

“Essa colaboração ressalta nosso compromisso de impulsionar a inovação e a acessibilidade. Juntos, forneceremos soluções bancárias para a população desbancarizada e revolucionaremos a forma como os usuários fazem transações com criptomoedas”, explicou Paolo Ardoino, CEO da Tether.

Leia mais: 5 melhores carteiras de Toncoin (TON) em 2024

A integração da Oobit é relevante por sua experiência chamada “Tap & Pay”, que permite aos usuários cripto efetuar pagamentos por aproximação, semelhante ao Apple Pay. Essa solução permite a entrada de cripto em mais de 100 milhões de empresas que aceitam Visa e Mastercard.

“Nossa colaboração com a Fundação TON e a Tether exemplifica esse compromisso. Não estamos apenas fornecendo outra opção de pagamento; estamos fornecendo acesso aos desbancarizados às criptomoedas mais proeminentes e pagamentos mundiais usando a Oobit”, disse Amram Adar, CEO da Oobit.

De acordo com o Banco Mundial, cerca de 1,4 bilhão de pessoas em todo o mundo não têm conta bancária, pois pertencem a classes sociais baixas e em desenvolvimento e vivem em áreas rurais. A organização admite que as empresas e os governos precisam colaborar para levar os serviços financeiros a toda a população.

Ampliação do serviço de pagamentos

O Telegram, uma plataforma de mensagens instantâneas afiliada à TON, tem uma base de usuários de mais de 900 milhões de pessoas em todo o mundo, portanto, esse tipo de acordo é uma grande oportunidade para atingir os desbancarizados.

Além disso, sua base de usuários se encaixa bem nas metas de inclusão financeira da Tether.

A Fundação TON continuará com sua meta de inclusão financeira ao integrar o maior stablecoin do mercado, o USDT. Além disso, ela incorporará a XAUT, a stablecoin da Tether, que é atrelada ao valor do ouro físico.

Por fim, essa parceria segue o recente investimento não divulgado da Pantera Capital na TON. Esse investimento representa um marco significativo, pois a TON continua ganhando força na base de usuários do Telegram.

Leia mais: Altseason começará em maio? 3 criptomoedas a serem observadas

Desempenho do preço da TON.
Desempenho do preço da TON. Fonte: BeInCrypto

No entanto, o mercado não reagiu positivamente a essas notícias recentes. O token nativo da TON caiu mais de 4% no dia, para US$ 6,72.

Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024

Trusted

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.

Thiago-Barboza-red1.png
Thiago Barboza
Sound Designer de profissão e apaixonado por comunicação, Thiago Barboza é graduado em Comunicação com ênfase em escritas criativas pela Universidade Federal da Bahia (UFBA). Em 2019 conheceu as criptomoedas e blockchain, mas foi em 2020 que decidiu imergir nesse universo e utilizar seu conhecimento acadêmico para ajudar a difundir e conscientizar sobre a importância desta tecnologia disruptiva.
READ FULL BIO
Patrocinados
Patrocinados