Ver mais

Altseason começará em maio? 3 criptomoedas a serem observadas

2 mins
Traduzido Anderson Mendes

EM RESUMO

  • A taxa de dominância do Bitcoin está subindo novamente, depois de cair de 56,3% nas últimas duas semanas e meia.
  • A possibilidade de uma altseason começar em maio é baixa, já que apenas 35% das 50 principais altcoins estão superando o desempenho do BTC.
  • No entanto, projetos como Ethereum (ETH), Shiba Inu (SHIB) e Helium (HNT) estão perto de iniciar novas altas.
  • promo

Esperava-se que o Bitcoin entrasse em uma tendência de alta após o halving realizado no final de abril. Com isso não aconteceu até o momento, os investidores podem mudar o seu foco para algumas altcoins.

Embora muitos prevejam que uma altseason ocorrerá em breve, não é possível cravar que isso aconteça. No entanto, essas três altcoins podem ter grandes ganhos em maio.

A dominância do Bitcoin está aumentando novamente

A taxa de dominância do Bitcoin atingiu 56,32% em meados de abril e começou a cair para 54,34%. Porém, nos últimos dias, cresceu para quase 55%, ameaçando o potencial de uma altseason ocorrer.

De fato, esse fenômeno geralmente ocorre quando 75% das 50 principais moedas têm desempenho melhor que o Bitcoin nos últimos 90 dias. Atualmente, a porcentagem está em 35%.

Assim, as chances de uma bull run das altcoins em maio são muito baixas. De qualquer forma, as três altcoins abaixo podem ter bom desempenho nas próximas semanas.

Leia mais: Altseason – O que é a temporada de altcoins?

Ethereum

O Ethereum, negociado a US$ 3.063, não conseguiu ultrapassar a linha de tendência superior de uma cunha em vigor desde março. Após tentativas fracassadas no passado, o segundo maior ativo cripto do mundo pode romper esse padrão depois de se recuperar no suporte de US$ 2.991.

Com base nesse padrão, a meta definida para o ETH é 16,7% acima da linha de tendência superior, em US$ 3.695.

Altseason começará em maio? 3 criptomoedas a serem observadas
Gráfico do ETH no TradingView

No entanto, se o suporte de US$ 2.991 for quebrado, o Ethereum poderá cair para US$ 2.800, o que invalidaria a tese de alta.

Helium

O HNT se recuperou na semana passada, depois de cair para US$ 3,63. Durante o declínio, a altcoin formou uma cruz da morte. Isso ocorre quando uma média móvel exponencial de 50 dias fica abaixo da média móvel exponencial de 200 dias, normalmente sinalizando uma possível tendência de baixa ou fraqueza do mercado à frente.

No entanto, a recente recuperação está próxima não apenas de invalidar a cruz da morte, mas também de formar uma cruz dourada. Isso poderia empurrar o preço para além do nível de resistência de US$ 6,33, transformando-o em suporte. A alta pode permitir que o Helium realize um salto de 26% para recuperar os níveis de US$ 7 e US$ 8 como suporte.

Altseason começará em maio? 3 criptomoedas a serem observadas
Gráfico do HNT no TradingView

Mas se a cruz da morte pesar mais do que um potencial rompimento, é possível uma queda para US$ 3,6. A perda desse nível também invalidaria o cenário de alta descrito acima.

Shiba Inu

A Shiba Inu tem se movimentado dentro de um canal de baixa, mas com o apoio das EMAs de 50 e 200 dias, pode ocorrer um rompimento nos próximos dias.

Um rompimento acima da linha de tendência em US$ 0,00002584 poderia se traduzir em um salto de 29% para a moeda meme, potencialmente levando-a a US$ 0,00003332.

Altseason começará em maio? 3 criptomoedas a serem observadas
Gráfico da SHIB no TradingView

Esse aumento pode ocorrer em maio, desde que a SHIB não testemunhe um declínio no gráfico diário. A perda do suporte de US$ 0,00002268 pode fazer com que o preço caia abaixo de US$ 0,00002000.

Isso invalidaria a tese altista, aumentando o potencial da criptomoeda sofrer novas perdas.

Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024

Trusted

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.

4d198a1c7664cbf9005dfd7c70702e03.png
Anderson Mendes
Membro ativo da comunidade de criptoativos e economia em geral, Anderson é formado pela Universidade Positivo, e escreve sobre as principais notícias do mercado. Antes de entrar para a equipe brasileira do BeInCrypto, Anderson liderou projetos relacionados à trading, produção de notícias e conteúdos educacionais relacionados ao mundo cripto no sul do Brasil.
READ FULL BIO
Patrocinados
Patrocinados