Ver mais

Startups de web3 são selecionadas para programa de aceleração. Mercado quer especialistas

3 mins
Atualizado por Júlia V. Kurtz

EM RESUMO

  • Com um mercado de trabalho sedento por profissionais especializados em temas relacionados ao ecossistema web3, startups criam inciativas .
  • Negócios de games e de web 3.0 serão os grandes expoentes no próximo ciclo tecnológico, diz Heloisa Passos, CEO da Trexx.
  • Startups de Web 3.0 são selecionadas para programa de aceleração de fundo de investimento.
  • promo

Com um mercado de trabalho sedento por profissionais especializados em temas relacionados ao ecossistema web3, muitas startups, DAOs e iniciativas lideradas por mulheres tem criado programas para atender uma demanda que só cresce.

Em um mundo com 224 milhões de mulheres empreendedoras, que representam 35% na economia global de acordo com pesquisa da Women’s Forum Global, vários projetos como a EVE NFT e a CORA, trabalham para que mais mulheres possam ter acesso a oportunidades na economia da blockchain.

  • Não entendeu algum termo do universo Web3? Confira no nosso Glossário!
  • Quer se manter atualizado em tudo o que é relevante no mundo cripto? O BeInCrypto tem uma comunidade no Telegram em que você pode ler em primeira mão as notícias relevantes e conversar com outros entusiastas em criptomoedasConfira!
  • Você também pode se juntar a nossas comunidades no Twitter (X)Instagram e Facebook.

No Brasil, por outro lado, o cenário é um pouco diferente do global. Por aqui, são 10,1 milhões de mulheres empreendedoras, sendo que, no mercado de tecnologia, apenas 4,7% de fundadoras são mulheres.

E essa representação esbarra em um dos principais desafios das startups: Acesso a capital. Em 2020, por exemplo, apenas 0,04% do capital de todo o capital risco foi destinado a startups femininas, explica Heloisa Passos, CEO e fundadora da Trexx.

Pensando também em melhorar esses números no Brasil, o fundo de Venture Capital Astella lançou o o AstELLAS. O programa oferece mentoria e capacitação para fundadoras. Uma iniciativa que conta com encontros, promove oportunidade de networking e acesso a conhecimento com pilares como produto, preço, pessoas, pitch e processos.

Startup seleciona 40 empreendedoras brasileiras

Entre os 40 projetos de HRTechs, Fintechs, Proptechs selecionados, dois são de extrema relevância no ecossistema de construção da web 3.0 na América Latina.

Um é de Heloisa Passos. O outro é de Giovana Simão, CEO da COBOGO, um ecossistema que pretende tornar o investimento em Creators escalável e com foco na construção da maior DAO de Creators do mundo.

Passos começou a trabalhar com tecnologia em 2010 e a empreender com blockchain em 2020. Desde então, tornou-se um dos nomes mais relevantes no cenário de NFT e Games no país. No final de 2022, fundou a Trexx, startup que desenvolve jogos e tecnologia para o mercado de blockchain games.

“A blockchain transformou minha vida, e isso só foi possível porque desde o início estive comprometida com o real potencial que temos em exportar talentos e tecnologias para o resto do mundo, e os games serão a grande porta de entrada para o onboarding de novas pessoas dentro da nova economia”.

Ela: “O que percebi no último ano conversando com diversas pessoas é que o mercado nacional de Venture Capital ainda não entende o modelo de negócios de games e de web3, que serão os grandes expoentes no próximo ciclo tecnológico. Poder fazer parte da capacitação, conhecer outras fundadoras e trazer mais do nosso ecossistema para setores tradicionais, realmente me anima nessa jornada”.

Referência no mercado Crypto, Giovana Simão foi destaque pela Forbes entre as 5 mulheres mais empreendedoras do mercado Web3 no Brasil. Giovana é co-founder e CEO da Cobogo, um ecossistema de investimento em Creators com a missão de tornar o financiamento para creators escalável, para a empreendedora, o “Creators Economy” ou “Economia de Criadores” será uma de suas principais teses para o próximo ciclo do mercado.

“Eu acredito que os creators são uma nova classe de ativos, se tornando grandes empresas e competindo com as gigantes marcas do nicho. O mercado de influenciadores, por sua vez, já não é mais coisa de jovem rebelde, agora é negócio de gente grande”, disse Giovana.

Ela complementa: “Conheci a Astella no espaço hubweb3 em Florianópolis pelo Vitor Pajara. Neste momento, a Cobogo está em captação de investimento. Já o programa de aceleração da Astella veio no momento perfeito para a empresa, além de me sentir mais autoconfiante e segura ao compartilhar com tantas mulheres que estão na mesma fase”.

Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024

Trusted

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.

aline.jpg
Aline Fernandes
Apaixonada pelo que faz, Aline Fernandes é uma profissional que atua há 20 anos como jornalista. Especializada nas editorias de economia, agronegócio e internacional trabalha na BeINCrypto como editora do site brasileiro. Já passou por quase todas as redações e emissoras do país, incluindo canais setorizados como Globo News, Bloomberg News, Canal Rural, Canal do Boi, SBT, Record e Rádio Estadão/ESPM. Atuou também como correspondente internacional em Nova York e foi setorista de economia...
READ FULL BIO
Patrocinados
Patrocinados