Ver mais

SEC solicita US$ 2,6 bilhões para combater criptomoedas

2 mins
Traduzido Aline Fernandes

EM RESUMO

  • A SEC, liderada por Gary Gensler, busca US$ 2,6 bilhões para expandir a supervisão de criptomoedas, visando mais de 5.000 posições.
  • Gensler enfatiza que o orçamento será coberto por taxas, aumentando a capacidade da SEC de fiscalizar os ativos digitais.
  • A abordagem rigorosa da SEC inclui grandes ações judiciais e esforços para classificar a Ethereum como um título.
  • promo

A Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos (SEC), liderada por Gary Gensler, ganhou mais uma vez a manchetes. Desta vez foi após solicitar um orçamento de US$ 2,6 bilhões para o ano fiscal de 2025. Essa soma substancial visa melhorar a supervisão do regulador sobre o setor de criptomoedas.

O orçamento proposto destaca o compromisso da SEC com a expansão da equipe, e visa criar mais de 5.000 novas posições para policiar ativos digitais e tecnologias emergentes.

Por que a SEC quer atacar as criptomoedas?

Gensler enfatizou que o orçamento será compensado por taxas de transação, garantindo uma abordagem neutra em termos de déficit. Especificamente, a SEC planeja reforçar sua Divisão de Exames com 23 novas funções em 2025. Essa medida aborda diretamente as complexidades do mercado de criptomoedas.

“Vimos o Velho Oeste dos mercados de criptomoedas, repleto de não conformidade, onde investidores colocaram em risco ativos conquistados com muito esforço em uma classe de ativos altamente especulativa. Esse crescimento e essa rápida mudança também significam mais possibilidades de irregularidades. Como um policial em ação, devemos ser capazes de enfrentar os maus atores”, escreveu a SEC.

Leia mais: 4 criptomoedas que podem atingir novas máximas em julho de 2024

Postura regulatória rigorosa

Sob a supervisão de Gensler, a SEC adotou uma postura regulatória rigorosa. Também iniciou processos judiciais de alto nível contra exchanges importantes de criptomoedas, como Binance, Kraken e Coinbase, com foco na negociação de títulos não registrados.

Consequentemente, as ações da SEC levaram a um número recorde de medidas de aplicação, intensificando a atmosfera regulatória no setor de criptomoedas.

Desmembramento das Aplicações da SEC por Violações Alegadas
Detalhamento das medidas coercitivas da SEC por supostas violações. Fonte: Cornerstone Research

Além disso, a SEC está ativamente envolvida em um esforço legal para classificar a Ethereum, a segunda maior criptomoeda, como um título. Esse esforço envolveu extensas demandas por documentação de empresas que interagem com a Fundação Ethereum. Como resultado, a estratégia agressiva da SEC visa aprofundar sua compreensão e controle sobre o ambiente de criptomoedas.

Indústria de criptomoedas exige diretrizes claras da SEC sobre regulamentação

No entanto, o setor de criptomoedas não está de braços cruzados. E busca de clareza regulatória, resistindo às medidas rigorosas da SEC.

Por exemplo, organizações como o Crypto Council for Innovation (CCI), a Paradigm e a Chamber of Digital Commerce estão defendendo regulamentações precisas que acomodem os aspectos exclusivos das criptomoedas.

Em resposta a esses desafios, a influência política do setor de criptomoedas está aumentando. O crescimento dos esforços de lobby e as contribuições financeiras significativas para campanhas políticas a favor das criptomoedas refletem a determinação do setor em promover um ambiente regulatório que apoie a inovação e garanta a proteção do consumidor.

As batalhas legais continuam, com a empresa de criptomoedas Lejilex, sediada no Texas, e a Crypto Freedom Alliance of Texas se posicionando contra a SEC. Especificamente, elas alegam que a ampla classificação da SEC de ativos digitais como valores mobiliários ultrapassa sua autoridade regulatória e sufoca a inovação.

Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024

Trusted

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.

aline.jpg
Aline Fernandes
Aline Fernandes atua há 20 anos como jornalista. Especializada nas editorias de economia, agronegócio e internacional trabalha na BeINCrypto como editora do site brasileiro. Já passou por diversas redações e emissoras do país, incluindo canais setorizados como Globo News, Bloomberg News, Canal Rural, Canal do Boi, SBT, Record e Rádio Estadão/ESPM. Atuou também como correspondente internacional em Nova York e foi setorista de economia dentro do pregão da BM&F Bovespa, hoje B3 -...
READ FULL BIO
Patrocinados
Patrocinados