Ver mais

“Se nós quiséssemos acabar com o Bitcoin seríamos loucos”, diz BC no Blockchain Rio; Drex é destaque

4 mins
Atualizado por Chris Goldenbaum

EM RESUMO

  • Se a gente quisesse acabar com o Bitcoin, a gente seria louco porque não tem como acabar com o Bitcoin, diz coordenador do piloto da Drex.
  • A atual fase do piloto Drex está focada nos desafios sobre privacidade e segurança.
  • Expectativa é que até o final de 2024, a Drex possa ser testada pela população.
  • promo

Durante o último dia do Festival Blockchain Rio, Fabio Araújo, coordenador da Drex no Banco Central, disse durante a sua participação que o objetivo do projeto é a democratização de acesso aos serviços financeiros.

“O objetivo é levar serviços para mão do consumidor final, não só aumentar a eficiência do mercado financeiro. É uma moeda de atacado em uma plataforma de varejo”, disse Araújo.

Com expectativa de que a Drex chegue para os brasileiros no final do próximo ano, o economista também disse que o BC não tem nenhuma pretensão de acabar com o Bitcoin. Sobre o permissionless (quando não é controlada por nenhuma entidade e/ou líder), que ele chamou de mundo livre, Fabio diz:

Eu acho que esse mundo livre é ótimo em termos de inovação, de desafios e o Banco Central não tem nenhuma pretensão de acabar com isso. Às vezes, o pessoal pergunta se vocês (BC) estão fazendo isso para acabar com o Bitcoin: não. Se a gente quisesse fazer isso para acabar com o Bitcoin, a gente seria louco porque não tem como acabar com o Bitcoin.

Para o funcionário com mais de duas décadas e meia de BC, do ponto de vista pessoal, ele acredita nos ambientes de testes, discussões e interações com as pessoas, pois se cria algo saudável.

“Agora, o ponto fundamental desse ambiente é o trustless, que você abre mão que da confiança. E aí, quando você pensa se pode renunciar à confiança em tudo e em todos? A resposta é não. A gente não consegue renunciar à confiança em tudo e em todos. É preciso ter o mínimo de confiança.”

Fabio Araujo – Banco Central do Brasil. Imagem: Marco Sobral

O coordenador da Drex ressaltou algumas vezes a questão de democratizar serviços financeiros e o mercado de capitais, dizendo que hoje o BC tem todas as condições de avançar neste sentido.

Leia mais: 4 criptomoedas que podem atingir novas máximas em julho de 2024

Espero que neste caminho de construção, o relacionamento das pessoas com o mercado de capitais fique muito mais simples.

O executivo deu um exemplo atual sobre a facilidade de se comprar Bitcoin em diferentes plataformas, e a dificuldade de um brasileiro comprar um título do tesouro.

“As pessoas no futuro poderão criar um portfólio de vários ativos com títulos públicos. Estamos lançando as bases para criar um mercado financeiro muito mais inclusivo do que é hoje”, disse sobre o tema.

Sobre o futuro, Araújo acredita que daqui a 20 anos, as pessoas nem irão mais falar de Drex. Tudo será integrado e conectado.

A ideia é usar várias moedas e tokens como, por exemplo, o Agrotoken, plataforma que tokeniza commodities agrícolas. Hoje o produtor rural já pode pagar um cafezinho com grãos de soja. Só no ano passado, o Agrotoken tokenizou meia tonelada de grãos e a expectativa para este ano é tokenizar um milhão de toneladas de grãos.


As pessoas poderão usar ativos como moedas, mas isso ainda é muito desafiador para o BC.

Drex para todos

Sobre como as instituições que não estão no consórcio piloto da Drex irão se desenvolver, Fabio lembrou que o piloto envolve muitos gastos e esforços e ainda não se sabe o que vai de fato dar certo. Demanda muito investimento.

Os stakeholders que entraram sabem do risco, mas também dos louvores se tudo der certo, disse.

Não sei se interessa todo mundo participar, por isso o BC abriu o Forum Drex , que tem o objetivo de garantir transparência e discutir com o mercado, sociedade, todas as camadas dos bancos e plataformas de cripto. Estamos com as portas abertas para todos que nos procuram, mas o BC não tem recursos para abarcar tantos projetos e ideias.

De acordo com comunicado do Banco Central, o prazo final, para concluir a implantação de regras e normas para o setor, será o primeiro semestre de 2024.

O anúncio foi realizado recentemente pelo diretor de regulação do Banco Central, Otávio Damaso. Ele falou sobre o assunto durante uma reunião da CPI das Pirâmides Financeiras.

Integração Drex com outras CBDCs

Não existe fronteira para o DLT, lembrou Fábio.

“Tem que ver como os bcs irão fazer essas interações transfronteiriças em um ambiente legal. Ainda é preciso de uma discussão que vai além da tecnológica. Tem que ver se interessa para ouyros países usar o DREX e vice versa para o Brasil. Hj são mais de 100 BCs trabalhando ao mesmo tempo com DLT”, finalizou.

A atual fase do piloto Drex está focada nos desafios sobre privacidade e segurança.

  • Não entendeu algum termo do universo Web3? Confira no nosso Glossário!
  • Quer se manter atualizado em tudo o que é relevante no mundo cripto? O BeInCrypto tem uma comunidade no Telegram em que você pode ler em primeira mão as notícias relevantes e conversar com outros entusiastas em criptomoedasConfira!
  • Você também pode se juntar a nossas comunidades no Twitter (X)Instagram e Facebook.
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024

Trusted

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.

aline.jpg
Aline Fernandes
Aline Fernandes atua há 20 anos como jornalista. Especializada nas editorias de economia, agronegócio e internacional trabalha na BeINCrypto como editora do site brasileiro. Já passou por diversas redações e emissoras do país, incluindo canais setorizados como Globo News, Bloomberg News, Canal Rural, Canal do Boi, SBT, Record e Rádio Estadão/ESPM. Atuou também como correspondente internacional em Nova York e foi setorista de economia dentro do pregão da BM&F Bovespa, hoje B3 -...
READ FULL BIO
Patrocinados
Patrocinados