Santander vai lançar plataforma cripto no Brasil

Atualizado por Anderson Mendes
EM RESUMO
  • Santander Brasil oferecerá serviços de criptomoedas para clientes institucionais e de varejo.
  • O credor espanhol também divulgou lucro líquido referente o segundo trimestre.
  • Diversos brancos atuantes no Brasil estão entrando no mercado cripto à medida que o setor vê a concorrência.
  • promo

    Análises técnicas e insights do mercado por traders em nosso canal do Telegram!Entre hoje no nosso Telegram!

O Santander Brasil, uma unidade do gigante bancário espanhol, oferecerá serviços relacionados a criptomoedas a clientes institucionais e individuais nos próximos meses.

“Esperamos nos próximos meses ter definições sobre isso, quem sabe na próxima divulgação [dos resultados trimestrais], ou até antes”, disse o CEO Mario Leão à Folha de S. Paulo.

  • Ficou com alguma dúvida? O Be[in]Crypto possui uma série de artigos para lhe ajudar a entender o universo cripto. Confira!
  • Se quiser ficar atualizado no que acontece de mais importante no espaço cripto, junte-se ao nosso grupo no Telegram!

Santander acredita que as criptomoedas vieram para ficar

“Reconhecemos que é um mercado que veio para ficar, e não é necessariamente uma reação ao posicionamento dos concorrentes, é simplesmente uma visão de que nossos clientes têm demandas por esse tipo de ativo, então temos que encontrar o mais correto e uma forma mais educativa de fazê-lo”, acrescentou Leão.

O Santander também divulgou lucro líquido no segundo trimestre, superando as estimativas do mercado. Para o banco, o lucro líquido subiu 2% na comparação trimestral, para 4,08 bilhões de reais ou US$ 778,08 milhões. O número, no entanto, caiu 2,1% em relação ao mesmo período do ano passado.

A presidente Ana Botin disse: “Nossa diversificação continua a fornecer uma base forte e resiliente para o crescimento”. A incursão da unidade brasileira em cripto poderia essencialmente fornecer esse benefício ao credor. Especialmente quando o país está olhando para o aumento da concorrência no espaço dos bancos tradicionais.

Bancos brasileiros exploram negociação cripto

Há duas semanas, o maior credor privado do país, o Itaú Unibanco, também anunciou sua intenção de oferecer serviços de comércio varejista de criptomoedas.

O relatório também destacou que o credor acredita na digitalização de ativos financeiros tradicionais em uma blockchain para tornar as criptomoedas amplamente disponíveis. A corretora brasileira XP também espera estender a negociação de criptomoedas para seus clientes em meados de agosto, segundo relatórios desta semana.

O banco online brasileiro Nubank também lançou o Nubank Crypto em seu novo aplicativo bancário para permitir a negociação de criptomoedas.

O Santander disse anteriormente em um post blog: “Esta tecnologia disruptiva [Blockchain] está fazendo grandes avanços e muitos elogiam suas múltiplas aplicações em diferentes campos, de finanças a medicina e meio ambiente”.

Em março, o banco anunciou uma parceria com a Agrotokento para oferecer empréstimos de criptomoedas. “Esta solução digital permitirá que os agricultores e o agroecossistema acessem facilmente um novo sistema de financiamento, ampliando a capacidade de crédito usando ativos tokenizados”, afirmou a instituição em comunicado.

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.
BEINNEWS ACADEMY LTD © STREET: SUITE 1701 – 02A, 17/F, 625 KING’S ROAD, NORTH POINT. HONG KONG.