Ver mais

Portaria libera recursos imediatos para as vítimas das chuvas no RS – doe em criptomoedas

3 mins
Atualizado por Thiago Barboza

EM RESUMO

  • Ministério da Integração e Desenvolvimento Regional emitiu portaria dispensando apresentação de planos de trabalho para liberar recursos imediatos às vítimas das chuvas e enchentes no Rio Grande do Sul (RS).
  • "Este é um valor para ajuda imediata. Isso não quer dizer que não haverá outros valores, a partir dos planos [de trabalho]", garante ministro-chefe da Secom da Presidência da República, Paulo Pimenta.
  • Hospital de Rolante retoma hoje os atendimentos para serviços necessários e urgentes. Até o momento, 107 pessoas perderam a vida e mais de 1.6 milhão foram afetadas.
  • promo

O Ministério da Integração e Desenvolvimento Regional emitiu uma portaria dispensando a apresentação de planos de trabalho para liberar recursos imediatos às vítimas das chuvas e enchentes no Rio Grande do Sul (RS).

Nesse sentido, os repasses variam conforme o tamanho do município, sendo R$ 200 mil para até 50.000 habitantes, R$ 300 mil para até 100.000 habitantes e R$ 500 mil para mais de 100.000 habitantes.

O dinheiro pode ser utilizado acima de tudo para comprar água, kits de limpeza, alimentação e combustível, entre outros. Os prefeitos têm autonomia para utilizar os recursos conforme necessário.

Além disso, o governo federal aprovou planos de trabalho para 27 municípios, totalizando R$ 22 milhões para a Defesa Civil. Também foram destinados recursos para o governo estadual, incluindo R$ 12 milhões para compra de combustível para helicópteros e R$ 1,6 milhão para abastecimento e aluguel de máquinas.

“Este é um valor para ajuda imediata. Isso não quer dizer que não haverá outros valores, a partir dos planos [de trabalho]. Isso é para garantir, precisamos que as pessoas que estão nos abrigos tenham água, comida, coberta, banheiro químico, material de higiene”, disse o ministro-chefe da Secretaria de Comunicação Social (SECOM) da Presidência da República, Paulo Pimenta.

Pimenta é um dos coordenadores da resposta do governo federal às enchentes no Rio Grande do Sul.

Reconstrução do RS é o maior desafio, diz ministro do Desenvolvimento

“Esse trabalho, nós vamos manter em todo o período de ajuda humanitária e depois vamos ficar com esses escritórios [do governo federal] auxiliando nas questões do restabelecimento e da reconstrução, sendo o maior desafio”, afirmou o ministro da Integração e Desenvolvimento Regional, Waldez Góes.

Enquanto a onda de frio derruba temperaturas, levando mais chuvas fortes ao RS, o nível do Guaíba baixou mais oito centímetros até o momento.

Conforme o governador do estado, Eduardo Leite, o custo para reconstruir o Rio Grande do Sul foi estimado em R$ 19 bilhões.

Gesto de solidariedade em todo país

Na noite desta quarta-feira, por exemplo, o Congresso Nacional em Brasília e o Cristo Redentor, no Rio de Janeiro, foram iluminados com a bandeira do RS. As projeções pediam orações e doações para as vítimas da catástrofe climática.

Portaria libera recursos imediatos para as vítimas das chuvas no RS - doe em criptomoedas
Portaria libera recursos imediatos para as vítimas das chuvas no RS - doe em criptomoedas

Você pode doar com criptomoedas

Uma das cidades mais afetadas na tragédia, por exemplo, é comunidade de Rolante, cidade mais Bitcoiner do Brasil. Moradores e voluntários estão unidos para reconstruir todo o comércio e o principal hospital local, que perdeu todos os equipamentos para enchente. Aliás, a instituição de saúde também aceita Bitcoin.  

Nesta quinta-feira, a instituição de saúde confirmou que hoje retomou os atendimentos para serviços necessários e urgentes. No entanto, internações ainda não são possíveis. Conforme a equipe do hospital, as doações foram essenciais para essa reabertura.

Além disso, outra prioridade da comunidade incluí, sobretudo, transformar as doações em Bitcoin em alimentos e tudo o que for necessário para reconstruir o local.

Para ajudar, é possível enviar doações em Real e/ou Bitcoin:

  • PIX: 51.299.707/0001-81
  • BITCOIN via Lightning: [email protected]
  • BITCOIN via Onchain: bc1q4w3mc5uztsznk6v64hwj097umr3p4cepayt6d3

Outro apelo por doações veio da BRLA Digital, que pediu união da comunidade cripto global para levar ajuda do RS. A plataforma, por exemplo, renunciou todos os spreads e custos de conversão para garantir que cada centavo da sua doação vá para quem mais precisa.

Como doar em USDC, USDT e BRLA em redes diferentes:

  • Polygon: Aceita USDT e USDC (Nativo ou Bridged) e BRLA.
    Endereço: 0x25a4a5a0f22835999b7Df03A74c77f4d58934438
  • Tron: Aceita USDT.
    Endereço: TDQFF2gyn8Xj5AAnhwMYoD7DfxutzHpGCa
  • XRP Ledger: Aceita BRLA.
    Endereço: r3sSwN8MUKAkg4AZ1atAE2Yn5XTcuXB1FC

Uma vez por dia, a BRLA Digital converte todas as doações para reais e transfere os recursos via PIX diretamente para a Ação da Cidadania ([email protected]).

Encontre aqui mais formas de doar e ajudar os afetados no RS pela catástrofe climática. Até o momento, 107 pessoas perderam a vida e mais de 1,6 milhão foram afetadas.

Juntos, somos mais fortes e vamos reconstruir o Rio Grande do Sul.

Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024

Trusted

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.

aline.jpg
Aline Fernandes
Apaixonada pelo que faz, Aline Fernandes é uma profissional que atua há 20 anos como jornalista. Especializada nas editorias de economia, agronegócio e internacional trabalha na BeINCrypto como editora do site brasileiro. Já passou por quase todas as redações e emissoras do país, incluindo canais setorizados como Globo News, Bloomberg News, Canal Rural, Canal do Boi, SBT, Record e Rádio Estadão/ESPM. Atuou também como correspondente internacional em Nova York e foi setorista de economia...
READ FULL BIO
Patrocinados
Patrocinados