Ver mais

Pirâmide de Bitcoin, fraudes, Binance e pontes de criptomoedas nas notícias da manhã – Bom dia, Cripto!

3 mins
Atualizado por Júlia V. Kurtz

EM RESUMO

  • A CFTC acusou 5 pessoas de operarem um esquema de pirâmide com Bitcoin na Califórnia.
  • O grupo operava na comunidade hispânica local.
  • A Binance suspenteu transações da Multichain após interrupção do serviço.
  • promo

Bom dia, entusiastas de criptomoedas! O mercado cripto é um palco fascinante para que muitos eventos interessantes ocorram com capacidade de mudar tudo o que sabemos sobre a indústria em poucos minutos. Para saber o que aconteceu de importante no setor, confira estas notícias que o BeInCrypto separou para você!

Leia mais: 5 criptomoedas para ficar de olho em junho

Grupo acusado de operar pirâmide de Bitcoin é processado nos EUA

A Commodity Futures Trading Commission dos EUA (CFTC) acusou cinco pessoas na Califórnia de operarem um esquema de pirâmides envolvendo Bitcoin (BTC). De acordo com o processo, os acusados teriam usado “ativos digitais que eles nunca possuíram para atrair investidores com promessas de lucros altos”.

As vítimas do grupo eram pessoas da comunidade hispânica, assim como os acusados. Conforme o CFTC, elas “eram vulneráveis a pressões de pessoas com quem acreditavam terem muito em comum”. Este tipo de golpe, chamado de “fraude de afinidade”, está em alta nos EUA.

Ao todo, o CFTC identificou 170 investidores que foram vítimas do grupo. A tática usada era atrair os investidores com promessas de lucros altos, que seriam corroborados graças a materiais de publicidade que mostravam itens de luxo como carros, iPhones e relógios caros.

Em seguida, o esquema prometia uma comissão de 20% para cada pacote de investimento vendido por uma vítima, além de 3% para pacotes vendidos por pessoas que elas indicassem.

Como costuma acontecer em esquemas de pirâmide, o dinheiro arrecadado nunca foi convertido em Bitcoin. De acordo com o CFTC, o esquema era “uma pirâmide clássica”.

O uso de Bitcoin e criptomoedas como chamariz para esquemas de pirâmide não é novidade. No Brasil, este tipo de golpe se tornou comum ao ponto de a Câmara dos Deputados instaurar uma CPI para investigá-los.

Um dos alvos da comissão, aliás, é o fan token da Seleção Brasileira.

Binance suspende depósitos de tokens da Multichain

A Binance suspendeu temporariamente os depósitos de tokens da ponte Multichain. A decisão surge depois de as transações passarem cinco dias trancadas.

Os pares bloqueados são POLS/BSC, ACH/BSC, BIFI/FTM, SUPER/BSC, AVA/ETH, SPELL/AVAXC, ALPACA/FTM, FTM/ETH, FARM/BSC e DEXE/BSC.

A suspensão ocorreu porque a Multichain não respondeu a questionamentos da Binance acerca de quando as transações seriam concluídas.

No grupo oficial do Telegram, o cofundador da bridge, DJ Qian, disse que o diretor executivo da equipe “não estava disponível”. Há suspeitas de que o projeto esteja paralisado após boatos de que sua gerente foi presa na China.

No Twitter, clientes da Multichain relataram que os fundos estão trancados há cinco dias. Outros alertaram para a queda da liquidez de ETH em todos os pools.

A Multichain permite a troca de cripto ativos através de pontes de tokens vinculados a pools de liquidez. Ela suporta 70 blockchains, além de ser compatível com outras pontes, como a Harmony.

Fonte: Telegram

Só é possível fazer trocas no projeto se ele possuir liquidez suficiente em ambas as pontas.

  • Não entendeu algum termo do universo Web3? Confira no nosso Glossário!
  • Quer se manter atualizado em tudo o que é relevante no mundo cripto? O BeInCrypto tem uma comunidade no Telegram em que você pode ler em primeira mão as notícias relevantes e conversar com outros entusiastas em criptomoedas. Confira!
  • Você também pode se juntar a nossas comunidades no Twitter (X)Instagram e Facebook.
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024

Trusted

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.

Julia.png
Júlia V. Kurtz
Editora-chefe do BeInCrypto Brasil. Jornalista de dados com formação pelo Knight Center for Journalism in the Americas da Universidade do Texas, possui 10 anos de experiência na cobertura de tecnologia pela Globo e, agora, está se aventurando pelo mundo cripto. Tem passagens na Gazeta do Povo e no Portal UOL.
READ FULL BIO
Patrocinados
Patrocinados