Mercado brasileiro vê fusão do Ethereum como positivo para a indústria

Atualizado por Júlia V. Kurtz
EM RESUMO
  • Fusão do Ethereum foi marcada para setembro
  • Mercado brasileiro vê com bons olhos o movimento da rede.
  • Próximas fases são: The Surge, The Verge e The Purge.
  • promo

    Análises técnicas e insights do mercado por traders em nosso canal do Telegram!Entre hoje no nosso Telegram!

O The Merge, próxima grande atualização do Ethereum (ETH), deve reduzir o consumo de energia da rede em cerca de 99,95%.

A atualização vai marcar o fim do uso da prova de trabalho (PoW) na rede e a transição completa para a prova de participação (PoS) e está marcada para acontecer no dia 19 de setembro.

  • Ficou com alguma dúvida? O Be[in]Crypto possui uma série de artigos para lhe ajudar a entender o universo cripto. Confira!
  • Se quiser ficar atualizado no que acontece de mais importante no espaço cripto, junte-se ao nosso grupo no Telegram!

Os desenvolvedores da blockchain também prometem entregar mais estabilidade com sustentabilidade na mudança mais significativa na história do Ethereum. Ainda assim a fusão não reduzirá as taxas de gás e a velocidade das transações permanecerá a mesma na camada 1. A expectativa é que ela reduza a oferta total da moeda, que deve se tornar deflacionária.

O cofundador da rede, Vitalik Buterin, defendeu a transição durante o ETH.Paris. No encontro, ele recomendou o Ethereum Classic (ETC) para os defensores do PoW, que é criticado por seu alto consumo. Já os defensores do modelo argumentam que o maior consumo de energia é o preço a se pagar para garantir total descentralização e segurança para os usuários.

The Merge do Ethereum é visto como positivo para a indústria

Polêmicas à parte, especialistas analisaram a mudança de maneira positiva.

Para o CEO e fundador da Passfolio, David Gobaud,

“A elevação [do Ethereum] foi consequência do anúncio da data provisória (19 de setembro) para o Ethereum Merge,. A fusão e o lançamento do Ethereum 2.0 também serão iniciadas quando as pessoas puderem retirar os mais de 13 milhões de ETH que já foram apostados no sistema. A fusão é vista como um grande passo à frente para a indústria e o mercado está definitivamente tomando conhecimento”.

Já Bebei Liu, que comanda a exchange NovaDax diz que:

“O cenário atual é bastante favorável e a expectativa é de uma valorização ainda maior da moeda caso a Fusão com a Goerli seja bem-sucedida, no início do 3º trimestre. O Ethereum está atualmente valorizado e os principais motivos para isso se devem a mais um teste bem-sucedido do The Merge, que é a tão esperada atualização da rede Ethereum, e outro teste que ocorreu em um ‘shadow fork'”.

Com a fusão bem-sucedida da rede Goerli com o protocolo PoS, a Ethereum passará a existir como uma “rede de teste pós-fusão” e será a rede de teste recomendada e suportada para ETH a partir de então”, concluí Liu.

O General Manager da Ripio, Henrique Teixeira, por sua vez, acredita que “existe uma expectativa muito grande da comunidade cripto com relação a essa nova atualização The Merge. Se o cronograma for efetivo, a rede Ethereum será muito mais escalável, processando até 100 mil transações por segundo”.

Já há quem diga que essas mudanças podem tornar Ethereum maior que o Bitcoin, mas avaliamos que ainda é muito cedo para afirmar algo tão drástico. O fato é que o ETH 2.0 pode colocar a rede e sua criptomoeda em um novo patamar, mas grandes transformações trazem grandes riscos e se algo sair do plano, o mercado tende a ser bem crítico”,

Para CEO do dApp NFTFY, Leonardo Carvalho:

“O The Merge será um grande catalizador de valor para a Ethereum. Ela é um importante passo para tornar o sistema muito mais robusto e poderoso, sendo capaz de atingir 10.000 transações por segundo ao fim de todo desenvolvimento.

Para nós, que desenvolvemos aplicações descentralizada (DApps) vai ser interessantíssimo, uma vez que a atualização trará escalabilidade para a rede. Com isso, os ecossistemas de DeFi e de NFTs terão uma melhora significativa processando muito mais operações, permitindo a mais usuários e maior escalabilidade para o longo prazo”.

A atualização da rede Ethereum ainda está longe de acabar, como lembrou Buterin na capital francesa. A próximas fases são The Surge ou “O Surto” em tradução livre, The Verge e finalmente o The Purge, ou “O Expurgo”.

O co-fundador do Ethereum disse também que

“Após a fusão, poderemos construir um cliente Ethereum que nem sabe que a fase de prova de trabalho aconteceu”.

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.
BEINNEWS ACADEMY LTD © STREET: SUITE 1701 – 02A, 17/F, 625 KING’S ROAD, NORTH POINT. HONG KONG.