Meme coins prejudicam o mercado?

Compartilhar Artigo
EM RESUMO
  • Especialistas e membros atuantes do mercado cripto brasileiro comentam sobre o sucesso recente que as meme coins tem tido.

  • Apesar de serem apoiadas por grandes nomes da indústria, criptomoedas como Dogecoin e Shiba Inu são alvos frequentes de críticas.

  • Para muitos usuários, elas acabam prejudicando a credibilidade e a movimentação de preços do mercado.

  • promo

    Deposite 100€ e Negocie 100€, Nada Menos! Negocie CFDs de Cripto Com Zero Comissões na Libertex Negocie agora

The Trust Project é um consórcio internacional de veículos de notícias que criam padrões de transparência.

Especialistas e membros atuantes do mercado cripto brasileiro comentam sobre o sucesso recente que as meme coins tem tido em adesão e crescimento.

Apoiadas por uns, criticadas por outros. Enquanto diversos projetos cripto buscam explorar alternativas em finanças descentralizadas (DeFi), tokens não fungíveis (NFT) e demais áreas, esses ativos, como o nome diz, são apenas memes.

  • Ficou com alguma dúvida? O BeInCrypto possui uma série de artigos para lhe ajudar a entender o universo cripto. Confira!
  • Se quiser ficar atualizado no que acontece de mais importante no espaço cripto, junte-se ao nosso grupo no Telegram!

Pela lógica, essas moedas teriam menos procura e capitalização do que projetos sérios. No entanto, a realidade mostra que o oposto acontece. As duas maiores criptomoedas meme da atualidade, Dogecoin (DOGE) e Shiba Inu (SHIB), possuem somadas mais de US$ 42 bilhões em valor de mercado, segundo o CoinGecko.

Ocupando a 11º e 13º posição no ranking de maiores criptomoedas, elas ficam a frente de diversos projetos promissores que buscam solucionar problemas ou trazer inovações para o mercado.

O principal motivo para a alta procura e investimento nas meme coins é por causa da possibilidade de grandes lucros, como é o caso do investidor que com um única compra de US$ 8 mil em SHIB conseguiu um retorno de US$ 5,7 bilhões.

Apesar de servirem como porta de entrada para novos usuários e serem publicamente apoiadas por grandes nomes da indústria, como Elon Musk e Mark Cuban – agentes cruciais na grande valorização desses ativos – criptomoedas meme também são alvos de críticas frequentemente.

Alguns indivíduos inclusive afirmam que o sucesso desses ativos é algo que acaba prejudicando a imagem e os movimentos do mercado cripto como um todo. Pensando nisso, especialistas comentam sobre os prós e contras das meme coins.  

Ganância causada pelas meme coins

André Giroldo, atuante no mercado cripto há quatro anos, comenta que um dos principais malefícios das meme coins é o fato delas estimularem a ganância nos investidores, fazendo com que eles tomem decisões precipitadas na maioria dos casos em busca de um lucro fácil:

“Muitos investidores entram sem conhecer o mercado, sem saber o que está acontecendo, compram os ativos e muitas vezes acabam se prejudicando quando eles sofrem grandes correções. ”

Ele ainda comenta que as criptomoedas meme muitas vezes apresentam uma maior volatilidade de preços do que outros projetos mais sólidos. A produtora de conteúdo da BitcoinTrade Flávia Jabur concorda com a visão de Giroldo:

“Os investidores acham que sempre terão lucro com essas moedas, mas esquecem que o mercado cripto como um todo está em forte tendência de alta e isso uma hora irá acabar”.

Disparadas de preço distorcem perspectivas

O cripto-analista e ex-membro do time de evangelistas da Binance no Brasil, Jaime Tavares, não vê o sucesso das meme coins como algo ruim em si. Apesar de afirmar que para investidores mais fundamentalistas o maior sucesso das meme coins em relação a projetos sólidos pode ser algo “dolorido”, ele destaca que bons projetos não possuem como único objetivo a alta de preços.

“O Ethereum, por exemplo, não possui o objetivo de valer US$ 10 mil ou mais, mas sim de ser uma grande rede global onde as pessoas realizem seus contratos, projetos, dApps e NFTs”.

Ele ainda destaca que investidores não podem definir o sucesso ou não de um projeto apenas por uma alta momentânea de preços

“Um projeto tem êxito não somente quando alcança um alto preço ou valorização, mas quando sua funcionalidade está sendo aplicada. Um aumento no preço será reflexo do aumento da sua utilização. ”

O investidor e sócio da Liqi, Felippe Percigo também comenta sobre as disparadas de preço das meme coins. Ele afirma que mesmo que moedas como a DOGE e SHIB possuam fortes comunidades, é muito provável que estes adeptos larguem os projetos quando os tokens passarem por longos períodos de baixa no mercado.  

Fundamentos oferecem maior proteção

Sobre longos ciclos de baixa do mercado, Jabur comenta que projetos com maiores fundamentos oferecem maior segurança e possibilidade de recuperação do que as meme coins.

“Num momento de queda do Bitcoin, a galera aproveita para comprar mais. Alguns até falam que ele está em promoção, porque todo mundo tem certeza que uma hora ele irá voltar a subir, pois ele é super sólido no mercado. Com as criptomoedas meme não há como ter essa certeza, pois elas são sem fundamentos”.

Giroldo também destaca que as criptomoedas meme possuem ausência de um dos maiores fundamentos de bons projetos: a descentralização. Por boa parte da oferta total desses ativos estarem depositadas em poucas carteiras, os investidores acabam à mercê desses detentores, que a qualquer hora podem realizar grandes ordens de venda e derrubar o preço, segundo ele.

Apesar do seu foco em memes, equipes responsáveis pela DOGE e SHIB estão buscando cada vez mais oferecer novos recursos em relação a esses projetos. Enquanto a Dogecoin conta inclusive com o auxílio de Musk para se tornar uma rede melhor de pagamentos, a Shiba Inu lançou uma DEX própria e tem mirado no mercado de jogos NFT.

No entanto, traders e investidores precisam ponderar e estar preparados para a forte volatilidade de preços desses ativos. Apesar de valorizações estratosféricas em 2021, a DOGE e SHIB estão cerca de 75% e 60% abaixo de suas respectivas máximas históricas.

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.
Share Article

Anderson atua como redator para o BeInCrypto, escrevendo sobre as principais notícias sobre o criptomercado e economia em geral. Antes de entrar para a equipe brasileira do site, ele participou de projetos relacionados a trading, produção de notícias e conteúdos educacionais relacionados a criptomoedas. Formando em Administração, está cursando pós graduação em Investimentos e Blockchain pela EA Banking School.

SEGUIR O AUTOR

Negocie CFDs de Cripto com Zero Taxas de Comissão.      

Comece Hoje!

Crypto.com DeFi Wallet - Manage 400+ tokens, earn interest, and more      

Install

Crypto.com DeFi Wallet - Manage 400+ tokens, earn interest, and more      

Install