Ver mais

Saiba como vai funcionar o airdrop da KuCoin de 10 milhões de dólares

2 mins
Traduzido Júlia V. Kurtz

EM RESUMO

  • KuCoin anuncia um lançamento aéreo de US$ 10 milhões após acusações do DOJ por violações de AML.
  • O lançamento aéreo é em resposta a mais de US$ 1 bilhão em retiradas de usuários e inclui tokens Bitcoin e KCS.
  • A iniciativa tem como alvo os usuários afetados por atrasos na retirada.
  • promo

A KuCoin anunciou um airdrop de tokens no valor de US$ 10 milhões. A decisão surge o Departamento de Justiça dos EUA (DOJ) acusar a exchange de criptomoedas de supostas violações de combate à lavagem de dinheiro (AML).

A acusação causou uma agitação na comunidade de criptomoedas, levando a mais de US$ 1 bilhão em saques. Em seguida, a KuCoin está se esforçando para recuperar sua reputação e restaurar a confiança de sua clientela por meio de lançamentos aéreos de tokens.

DoJ acusa exchange de não implementar AML

Os desafios começaram há uma semana. Na terça-feira (26), o DOJ acusou a KuCoin e seus fundadores, Chun Gan e Ke Tang, de operar uma conspiração criminosa de vários bilhões de dólares. As acusações incluem, por exemplo, operar sem licença e não implementar medidas adequadas de combate à lavagem de dinheiro.

De acordo com o DOJ, a KuCoin facilitou mais de US$ 9 bilhões em transações suspeitas. Para isso, ela supostamente explorou sua significativa base de clientes nos EUA para se tornar uma potência comercial global.

Leia mais: 4 criptomoedas que podem atingir novas máximas em julho de 2024

Apesar das alegações, a KuCoin tomou medidas para atender às preocupações de seus clientes. O airdrop, portanto, envolve a distribuição de US$ 10 milhões em Bitcoin (BTC) e o token nativo da KuCoin, o KCS. A comunidade encarou a medida como uma tentativa de compensar as pessoas afetadas pelos atrasos nos saques e de demonstrar gratidão por sua paciência e apoio contínuo.

De fato, o CEO da KuCoin, Johnny Lyu, expressou sua gratidão aos clientes por sua confiança e companheirismo nos últimos anos. Ele também enfatizou o compromisso da empresa com a segurança e a conformidade com os regulamentos.

“Alguns usuários tiveram tempos de espera mais longos do que o esperado durante o processo de saque. Como People’s Exchange’, sentimos um profundo senso de responsabilidade por esse inconveniente e gostaríamos de pedir desculpas sinceras. Para expressar nossa profunda gratidão por seu apoio e paciência, a KuCoin fará um evento especial de airdrop”, disse Lyu.

Como funciona o airdrop da KuCoin?

O airdrop compreende US$ 8,95 milhões dedicados àqueles que sofreram congestionamento de saques entre às 22h do dia 26 de março até às 0h do dia 28 de março (UTC+8). O valor da alocação varia de 5 a 200 USDT com base na duração do atraso na retirada. Os destinatários receberão vouchers de token trocáveis 1:1 por BTC/KCS dentro de uma semana, que podem ser reivindicados por meio do KuCoin APP em “Meus cupons”.

Além disso, a KuCoin planeja estender esse gesto aos clientes existentes que mantiveram ativos significativos durante o período especificado sem tentar saques, prometendo um airdrop maior com detalhes a serem divulgados. Essa abordagem reflete o compromisso da KuCoin com sua base de usuários, com o objetivo de restaurar a confiança e garantir a integridade da plataforma.

O caso do DOJ contra a KuCoin destaca o crescente escrutínio das exchanges de criptomoedas pelos órgãos reguladores em todo o mundo. Ele serve como um lembrete da importância da conformidade com os regulamentos para evitar o uso indevido do sistema financeiro digital.

Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024

Trusted

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.

Julia.png
Júlia V. Kurtz
Editora do BeInCrypto Brasil, a jornalista é especializada em dados e participa ativamente da comunidade de Criptoativos, Web3 e NFTs. Formada pelo Knight Center for Journalism in the Americas da Universidade do Texas, possui mais de 10 anos de experiência na cobertura de tecnologia, tendo passado por veículos como Globo, Gazeta do Povo e UOL.
READ FULL BIO
Patrocinados
Patrocinados