Ver mais

Qual o impacto da SEC e do Fed no mercado cripto? Especialistas opinam

3 mins
Traduzido Anderson Mendes

EM RESUMO

  • Michael Saylor prevê a repressão da SEC às altcoins, ao mesmo tempo em que favorece o potencial do Bitcoin.
  • Enquanto isso, Arthur Hayes vê que as medidas do Fed estabilizarão os preços das criptomoedas no curto prazo.
  • Os cenários regulatório e monetário desempenham papéis na formação da trajetória do setor cripto.
  • promo

A interação entre as políticas monetárias do Federal Reserve e as decisões regulatórias da Comissão de Valores Mobiliários dos EUA (SEC) continua a moldar o mercado de criptomoedas. Especialistas observam mudanças significativas tanto na dinâmica do mercado quanto nas estratégias institucionais conforme se aprofundam nas nuances desses impactos,

Michael Saylor, da MicroStrategy, e Arthur Hayes, cofundador da BitMEX, fornecem insights sobre o possível impacto nas principais criptomoedas, como o Bitcoin (BTC) e o Ethereum (ETH).

Previsões futuras de titãs do setor para o mercado cripto

O presidente executivo e cofundador da MicroStrategy, Michael Saylor, projeta um ano crucial para o mercado de criptomoedas. De acordo com Saylor, a SEC provavelmente classificará o Ethereum como um título.

Consequentemente, a comissão potencialmente negará os pedidos de ETF de ETH de vários gerentes de ativos, incluindo a BlackRock. Ele falou sobre essas previsões durante sua apresentação na conferência MicroStrategy World 2024.

Leia mais: ETF de Bitcoin: vantagens e desvantagens de se investir em ETFs

Saylor estende sua previsão a outras criptomoedas proeminentes, como BNB, Solana (SOL), XRP e Cardano (ADA). Ele sugere que elas também receberão designações semelhantes como títulos não registrados.

BTC é a solução

Além disso, Saylor afirma que somente o Bitcoin (BTC) goza de total aceitação institucional, sendo considerado o “único ativo universal” de grau institucional.

“Nenhum deles será envolvido por um ETF à vista, nenhum deles jamais será aceito por Wall Street”, afirmou Saylor,

Enquanto isso, a expectativa do mercado com relação à decisão da SEC sobre os ETFs de Ethereum à vista mudou drasticamente. O analista sênior de ETF da Bloomberg Intelligence, Eric Balchunas, disse que as “chances de aprovação do ETF de ETH até o prazo final de maio caíram para 35%”.

O pessimismo também vem dos próprios emissores. No início de abril, o fundador e CEO da gestora de ativos VanEck, Jan van Eck, compartilhou o ceticismo em relação à probabilidade de a SEC aprovar ETFs de Ethereum à vista.

Seus pensamentos são dignos de nota, já que sua empresa e a 21Shares estão entre os gestores de ativos que aguardam ansiosamente o veredito da autarquia no final deste mês.

A situação está se tornando mais complexa devido às batalhas legais em andamento entre a SEC e projetos baseados em Ethereum, como a Uniswap e a Consensys-MetaMask. O BeInCrypto informou que a autarquia emitiu um aviso de Wells para essas duas empresas.

A Consensys entrou com uma ação contra a SEC após receber a notificação. O resultado da ação judicial será crucial para as empresas que lidam com ETH e produtos relacionados.

Como políticas federais influenciam a estabilidade e o crescimento do setor

As políticas econômicas mais amplas do Federal Reserve também desempenham um papel crucial na determinação da liquidez e da viabilidade das criptomoedas. O cofundador da BitMEX, Arthur Hayes, explora os efeitos da recente decisão do Fed de diminuir o ritmo de redução de seu balanço patrimonial.

Essa ação introduz efetivamente US$ 35 bilhões mensais na economia. Ao mesmo tempo, a emissão pelo Tesouro de títulos de curto prazo visa reforçar a liquidez.

Esse esforço é ainda mais impactado pelas manobras da Federal Deposit Insurance Corporation (FDIC) para garantir depósitos após o colapso do Republic First Bank. Essas ações buscam, em conjunto, estabilizar o ambiente financeiro, adicionando passivos contingentes significativos ao sistema.

Hayes interpreta que essas ações provavelmente aliviarão algumas pressões financeiras sobre as criptomoedas, prevendo uma estabilização e um aumento gradual nos preços do Bitcoin. Ele prevê que o ativo se consolide na faixa de US$ 60.000 a US$ 70.000 até agosto.

“Embora eu não espere que as criptomoedas percebam imediatamente a natureza inflacionária dos recentes anúncios monetários dos EUA, espero que os preços cheguem ao fundo do poço, sejam reduzidos e comecem a subir lentamente”, escreveu Hayes.

Leia mais: Como se proteger da inflação usando criptomoeda

O preço do Bitcoin despencou nos últimos dias, atingindo uma mínima de US$ 56.000. Entretanto, no momento em que este artigo foi escrito, havia se recuperado. Agora, está negociado acima de US$ 60.000, o que representa um aumento de 2,57% nas últimas 24 horas.

O mercado de criptomoedas está em um ponto crucial com os cenários regulatórios e monetários em constante mudança. As percepções de Saylor e Hayes destacam as interdependências complexas e o potencial de desafios e oportunidades que estão por vir.

Compreender essa dinâmica é essencial para as partes interessadas que desejam navegar pelas incertezas desse mercado volátil.

Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024

Trusted

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.

4d198a1c7664cbf9005dfd7c70702e03.png
Anderson Mendes
Membro ativo da comunidade de criptoativos e economia em geral, Anderson é formado pela Universidade Positivo, e escreve sobre as principais notícias do mercado. Antes de entrar para a equipe brasileira do BeInCrypto, Anderson liderou projetos relacionados à trading, produção de notícias e conteúdos educacionais relacionados ao mundo cripto no sul do Brasil.
READ FULL BIO
Patrocinados
Patrocinados