Ethereum 2.0 irá atrasar e trará centralização parcial, diz Vitalik Buterin

Compartilhar Artigo
EM RESUMO
  • Vitalik Buterin delineou um roteiro para a atualização ETH 2.0 no artigo "Endgame", publicado em 6 de dezembro de 2021.

  • Espera-se que pelo menos parte da infraestrutura do Ethereum seja centralizada.

  • A introdução do ETH 2.0 foi adiada até o final de 2022, mas pode ser adiada por um período ainda mais longo.

  • promo

    Deposite 100€ e Negocie 100€, Nada Menos! Negocie CFDs de Cripto Com Zero Comissões na Libertex Negocie agora

The Trust Project é um consórcio internacional de veículos de notícias que criam padrões de transparência.

Vitalik Buterin apresentou um possível roteiro para a atualização Ethereum 2.0 por meio do chamado “Endgame” publicado na segunda-feira (6).

Com a atualização do ETH 2.0, Vitalik Buterin quer resolver os problemas da blockchain Ethereum, ou seja, escalabilidade insuficiente e quantidade de custos de transação.

  • Ficou com alguma dúvida? O Be[in]Crypto possui uma série de artigos para lhe ajudar a entender o universo cripto. Confira!
  • Se quiser ficar atualizado no que acontece de mais importante no espaço cripto, junte-se ao nosso grupo no Telegram!

O fundador da Ethereum presume que pelo menos parte da infraestrutura subjacente será centralizada e não descentralizada . Além disso, a introdução da atualização ETH 2.0 foi adiada; a implementação pode sofrer ainda mais atrasos.

Atualização da rede Ethereum 2.0

A atualização consiste em três elementos principais : o lançamento do “Beacon Chain” (que já foi realizado e pavimentou o caminho para o protocolo ETH Layer 2), o “Merge” (fusão) e a introdução das “Cadeias de fragmentos”.

As duas últimas atualizações devem aparecer no primeiro semestre de 2022. Porém, os desenvolvedores já adiaram a data para até o final de 2022 .

Na fusão, a cadeia ETH 1.0, que é baseada no mecanismo de consenso Prova de Trabalho (PoW), é “fundida” com a cadeia Beacon , que é baseada no mecanismo Prova de Conceito (PoS). Com os fragmentos, os processos de computação são divididos para melhorar a escalabilidade.

Vitalin Buterin: produção de blocos provavelmente será centralizada

No início da publicação de “Endgame” , Vitalik Buterin explica que assume que o Ethereum será pelo menos parcialmente centralizado. 

“Como os blocos são tão grandes, apenas algumas dezenas ou algumas centenas de nós podem se dar ao luxo de executar um nó totalmente participante que pode criar blocos ou verificar cadeias existentes.”

Para validação de bloco, o cofundador da Ethereum também gostaria de apresentar outro mecanismo de staking para recompensar os validadores.

“Vamos conseguir uma cadeia em que a produção de blocos ainda seja centralizada, mas a validação de blocos não seja confiável e altamente descentralizada. A magia anticensura especial impede que os produtores de blocos façam a censura. “

O cofundador da Ethereum afirmou ainda que a produção de blocos deve permanecer centralizada, mesmo com a implementação dos chamados “ rollups ”.

Os rollups são apenas soluções da Camada 2 executando transações fora da rede principal do Ethereum. “Nem um único rollup consegue se manter próximo à maior parte da atividade do Ethereum. Em vez disso, todos eles atingem apenas algumas centenas de transações por segundo ”, escreveu Buterin no artigo.

Na parte final, Vitalik Buterin investiga a tecnologia de fragmentação , que faz parte da atualização ETH 2.0. Ele explicou que tudo provavelmente levará anos porque a fragmentação de dados e a amostragem são tecnologias complexas. Portanto, pode ser que a atualização do Ethereum 2.0 não apareça até 2023.

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.
Share Article

Während seines naturwissenschaftlichen Studiums hat Maximilian M. im Herbst 2018 Hobbymäßig mit dem Handel von Kryptowährungen und Aktien begonnen. Außerdem ist Maximilian M. seit Anfang 2018 als selbstständiger Dienstleister tätigt. Seit Anfang der Corona Krise hat er sich noch mehr auf den Kryptowährungshandel spezialisiert und arbeitet seit November 2020 als Übersetzter für BeInCrypto.

SEGUIR O AUTOR

Negocie CFDs de Cripto com Zero Taxas de Comissão.      

Comece Hoje!

Crypto.com DeFi Wallet - Manage 400+ tokens, earn interest, and more      

Install

Crypto.com DeFi Wallet - Manage 400+ tokens, earn interest, and more      

Install