El Salvador acumula 400 BTC antes da legalização

Atualizado por Júlia V. Kurtz
EM RESUMO
  • Pouco antes da introdução do Bitcoin como moeda com curso legal, o governo de El Salvador comprou centenas de unidades do ativo.
  • O presidente Nayib Bukele anunciou a compra de 200 BTC em seu Twitter, levando a um total de 400 Bitcoins portados pelo governo.
  • Os salvadorenhos estão se preparando para a introdução do Bitcoin como moeda legal, que ocorre nesta terça-feira (7).
  • promo

    Análises técnicas e insights do mercado por traders em nosso canal do Telegram!Junte-se a nós!

Pouco antes da introdução do Bitcoin (BTC) como moeda de curso legal, o governo de El Salvador comprou 400 unidades da criptomoeda para os seus cofres.

O presidente Nayib Bukele anunciou a compra de 200 BTC em seu Twitter. Agora, o governo de El Salvador acumula um total de 400 unidades da moeda. Pela cotação atual, essa quantia de Bitcoin totaliza US$ 20 milhões. Em uma postagem separada, Bukele disse que o país ainda planeja comprar “muito mais” moedas.

  • Ficou com alguma dúvida? O Be[in]Crypto possui uma série de artigos para lhe ajudar a entender o universo cripto. Confira!
  • Se quiser ficar atualizado no que acontece de mais importante no espaço cripto, junte-se ao nosso grupo no Telegram!

Salvadorenhos se preparam para o Bitcoin

Enquanto isso, os salvadorenhos estão se preparando para a introdução do BTC como moeda com curso legal no país, que ocorre nesta terça-feira (7). O motorista Ricardo Lópe, por exemplo, passou as últimas semanas tentando entender a criptomoeda. Apesar do ativo agora ser legalmente aceitável sempre que possível, López disse que não tinha certeza se iria aceitá-lo. No entanto, se o fizer, ele o converterá imediatamente em dólares americanos. “A maioria das pessoas tem medo por causa da falta de informação”, disse o homem de 37 anos.

Na verdade, as pesquisas mostram que a maioria dos salvadorenhos é contra o Bitcoin como moeda legal. Dados mostram que 7 em cada 10 salvadorenhos desejam a revogação da lei. Anteriormente, um grupo de cidadãos, liderado pelo político da oposição, Jaime Guevara, abriu uma ação contra o país por adotar o BTC legalmente. Também ocorreram protestos contra a aprovação da lei e a iminente adoção por grupos de aposentados e sindicatos.

Medidas governamentais

Enquanto isso, o governo de Bukele está tomando diversas medidas para facilitar a adoção do Bitcoin. Ele está lançando uma carteira digital chamada ‘Chivo’, onde novos usuários podem receber US$ 30 em BTC. Os caixas eletrônicos Chivo, que permitirão aos consumidores comprar unidades da criptomoeda ou convertê-las em dinheiro, também estão sendo instalados em todo o país.

Essas iniciativas e a capacidade de conversão do Chivo são apoiadas por um fundo de US$ 150 milhões que o poder legislativo aprovou nesta semana. Embora alguns economistas questionem se o valor seria o suficiente no caso de uma corrida ao fundo. Uma possível queda no preço do Bitcoin poderia também colocar o governo sob uma pressão fiscal mais ampla.

Muitos países da região também estão esperando ansiosamente para ver se a introdução da criptomoeda como moeda legal reduzirá o custo das remessas, que representam um quarto do PIB de El Salvador. Se esse for o caso, outras nações provavelmente farão o mesmo, de acordo com o presidente de um banco de desenvolvimento regional.

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.