Ver mais

CPI das pirâmides financeiras intima “Engomadinho do Bitcoin”. Dono da Bybot teria sumido com R$ 70 milhões

2 mins
Atualizado por Júlia V. Kurtz

EM RESUMO

  • Sem data para depoimento, CPI das pirâmides financeiras intima “Engomadinho do Bitcoin”.
  • Dono da Bybot, Gustavo Diniz teria sumido com R$ 70 milhões.
  • Engomadinho do Bitcoin estaria na Ásia.
  • promo

O deputado federal Caio Vianna (PSD-RJ) fez o pedido de convocação, na condição de testemunha, do líder da Bybot, Gustavo de Macedo Diniz, para depor na CPI das Pirâmides Financeiras. Conhecido como “Engomadindo do Bitcoin” ele teria desaparecido com cerca de R$ 70 milhões de investidores lesados e estaria na Ásia.

A justificativa para o depoimento, conforme o documento assinado pelo parlamentar, é porque a  Bybot operava, supostamente, com arbitragem de criptoativos no Brasil, Estados Unidos e Europa.

Leia mais: 5 criptomoedas para ficar de olho em junho

“Não temos conhecimento nenhum de onde a atual testemunha se encontra, apenas temos a certeza de que a Comissão Parlamentar de Inquérito irá notificar o responsável para presenciar a CPI”, disse Vianna ao BeInCrypto.

Engomadinho do Bitcoin teria fugido com dinheiro de investidores

O empreendedor de apenas 27 anos desapareceu das redes sociais e, conforme a denúncia do jornal Metrópoles, várias vítimas já registraram boletins de ocorrência em São Paulo, Distrito Federal e outros estados do país.

“Gustavo costumava gravar vídeos para os seguidores e mostrava que o negócio era ‘seguro’ e totalmente legalizado. Entretanto, os gestores da plataforma financeira Bybot desapareceram, levando consigo cerca de R$ 70 milhões pertencentes aos clientes”, detalhou Caio Vianna.

De Mogi das Cruzes, na grande São Paulo, Gustavo de Macedo Diniz também bloqueou todos os saques da Bybot. E desde sexta-feira (25), nenhum cliente consegue sacar nenhum ativo do app.

imagem: divulgação

“Dado a gravidade das suspeitas de fraude e os sérios prejuízos causados, é crucial convocar o gestor da empresa para prestar esclarecimentos, com o objetivo de responsabilizar os envolvidos e recuperar os recursos em benefício das vítimas. Assim, solicito o apoio dos parlamentares para a aprovação deste requerimento”, explica Vianna no requerimento.

Conhecido também por ostentar uma vida de luxo em suas redes sociais, o engomadinho do Bitcoin também estaria sendo procurado pela facção criminosa carioca Comando Vermellho.

Alguns portais falam em recompensa de R$ 15.000 para quem levar informações a facção sobre o destino de Gustavo de Macedo Diniz.

Não é incomum criminosos tentarem usar criptomoedas para lavar dinheiro do crime organizado. Dados da Chainalysis revelam que a modalidade aumentou quase 70%  de 2021 para 2022. A movimentação financeira chegou a quase US$ 24 bilhões.

A Bybot

Com a promessa de lucros entre 1% e 2% ao dia, Diniz teria feito uma comunicação na semana passada de manutenção do API, mas, em seguida, disse que perdeu o dinheiro dos clientes e desapareceu.

  • Não entendeu algum termo do universo Web3? Confira no nosso Glossário!
  • Quer se manter atualizado em tudo o que é relevante no mundo cripto? O BeInCrypto tem uma comunidade no Telegram em que você pode ler em primeira mão as notícias relevantes e conversar com outros entusiastas em criptomoedas. Confira!
  • Você também pode se juntar a nossas comunidades no Twitter (X)Instagram e Facebook.
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024

Trusted

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.

aline.jpg
Aline Fernandes
Aline Fernandes atua há 20 anos como jornalista. Especializada nas editorias de economia, agronegócio e internacional trabalha na BeINCrypto como editora do site brasileiro. Já passou por diversas redações e emissoras do país, incluindo canais setorizados como Globo News, Bloomberg News, Canal Rural, Canal do Boi, SBT, Record e Rádio Estadão/ESPM. Atuou também como correspondente internacional em Nova York e foi setorista de economia dentro do pregão da BM&F Bovespa, hoje B3 -...
READ FULL BIO
Patrocinados
Patrocinados