Ver mais

Chuvas no RS: números da tragédia estão subestimados – saiba como ajudar com doações em cripto

2 mins
Atualizado por Júlia V. Kurtz

EM RESUMO

  • Estado ainda não conhece todos os números da tragédia.
  • Nova previsão indica chuvas no Rio Grande do Sul (RS) a partir desta sexta-feira (10) até domingo (12).
  • Centrais de dados da capital também estão inundadas.
  • promo

Até o momento 116 pessoas morreram e quase dois milhões foram afetadas, após chuvas atingirem o estado do Rio Grande do Sul (RS). No entanto, especialistas e a própria Defesa Civil gaúcha afirmam que esses números estão subestimados.

Isso ocorre porque ainda é muito difícil o acesso aos 435 municípios afetados na maior catástrofe climática da história do estado. Conforme o último balanço da Defesa Civil, 146 estão desaparecidas e mais de 750 ficaram feridas em consequência das chuvas e enchentes.

Leia Mais: Chuvas no RS – Tragédia climática afeta sul do Brasil – saiba como doar em Bitcoin

Além disso, vários bancos de dados responsáveis pela coleta e processamento desses números também estão offline. Isso ocorre porque os locais onde estes servidores se localizam também estão embaixo d’água.

Mais de 40 aeronaves e 340 embarcações participam das operações de buscas e resgates. Ao mesmo tempo, o nível de água do Guaíba, em Porto Alegre, continua diminuindo, ao mesmo tempo em que as temperaturas caem.

Segundo o governador do estado, Eduardo Leite, o momento não é para comemorar porque o nível do Guaíba pode voltar a subir com a frente fria sob o Rio Grande do Sul. Até o momento, ainda há 75 trechos em 47 rodovias estaduais que permanecem com bloqueios totais e parciais, incluindo pontes.

Alerta de chuvas para todo RS até domingo

A previsão do tempo indica chuvas com possibilidade de formação de um ciclone extratropical durante todo final de semana. Isso significa que os ventos podem atrapalhar dificultando o escoamento das águas.

O alerta veio do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), em conjunto com o Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden), Centro Nacional de Gerenciamento de Riscos e Desastres (Cenad) e o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe).

Doações ajudam a reabrir hospital – doe em cripto ou real

Com as campanhas de doação, o Hospital de Rolante – a maior comunidade Bitcoin do Brasil – reabriu nesta quinta-feira (9). Por enquanto, a instituição está fazendo atendimentos urgentes e essenciais, mas conforme a equipe do hospital, as doações foram essenciais para essa reabertura.

Aqui você encontra várias opções para doar com Bitcoin, USDT, USDC em redes diferentes como Polygon, Tron e XRP. Para quem prefere doar em PIX direto para o governo do RS também é possível.

Exchanges cripto também estão fazendo ações para ajudar os afetados na pior tragédia da história do RS.

Doe, ajude como puder, porque juntos somos mais fortes e vamos reconstruir o Rio Grande do Sul.

Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024

Trusted

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.

aline.jpg
Aline Fernandes
Apaixonada pelo que faz, Aline Fernandes é uma profissional que atua há 20 anos como jornalista. Especializada nas editorias de economia, agronegócio e internacional trabalha na BeINCrypto como editora do site brasileiro. Já passou por quase todas as redações e emissoras do país, incluindo canais setorizados como Globo News, Bloomberg News, Canal Rural, Canal do Boi, SBT, Record e Rádio Estadão/ESPM. Atuou também como correspondente internacional em Nova York e foi setorista de economia...
READ FULL BIO
Patrocinados
Patrocinados