Candidato à presidência da Argentina é acusado de promover pirâmide cripto

2 mins
Atualizado por Anderson Mendes

EM RESUMO

  • Javier Milei, futuro candidato a presidência da Argentina, foi vinculado a CoinX, plataforma cripto que prejudicou diversos clientes no país.
  • Político promoveu a empresa em seu Instagram no final do ano passado.
  • CoinX parou de pagar seus clientes após ser proibida de atuar no país pelo governo atual.
  • promo

Javier Milei, atual deputado e futuro candidato a presidência da Argentina, foi vinculado a CoinX, plataforma cripto que prejudicou diversos clientes no país.

Opositor do governo atual, Milei é considerado um dos favoritos para assumir o cargo de presidente do país em 2023. O político tem ganhado destaque na mídia e nas redes sociais devido as suas declarações pró-liberdade e estilo controverso, sendo apelidado de “el Peluca” (o Peruca).

Agora, ele se vê em meio a um escândalo financeiro, podendo responder na justiça pelo seu envolvimento com uma empresa de criptomoedas local.

  • Não entendeu algum termo do universo Web3? Confira no nosso Glossário!
  • Quer se manter atualizado em tudo o que é relevante no mundo cripto? O BeInCrypto tem uma comunidade no Telegram em que você pode ler em primeira mão as notícias relevantes e conversar com outros entusiastas em criptomoedas. Confira!
  • Você também pode se juntar a nossas comunidades no Twitter (X)Instagram e Facebook.

Javier Milei e a CoinX

Aproveitando a notoriedade conquistada nos últimos meses, o futuro presidenciável divulgou a plataforma de investimentos cripto CoinX para os seus mais de 1,3 milhão de seguidores  no Instagram em dezembro do ano passado. No post, Milei afirma que a empresa está “revolucionando a forma de investir para ajudar os argentinos com a inflação. Agora você pode simular seu investimento em pesos, dólares ou criptomoedas e obter lucro”.

Fonte: Instagram

Os negócios pareciam ir bem nos meses seguintes, com consideráveis retornos financeiros sendo prometidos para os clientes. Mas, tudo foi por água abaixo em junho deste ano. A Comissão Nacional de Valores Mobiliários da Argentina (CNV), órgão regulador equivalente a CVM no Brasil, ordenou que a CoinX encerrasse suas operações no país por não ser licenciada para realizar movimentações financeiras.

Apesar de prejudicar a empresa, a decisão foi ainda mais maléfica para os seus clientes, que perderam todos os valores depositados na plataforma e ficaram sem os rendimentos prometidos. Quem também se prejudicou com a decisão foi o futuro candidato. De acordo com a mídia local, um grupo de clientes da CoinX pretende processar Javier Milei por os ter incentivado a investir na empresa. Suas perdas teriam sido de cerca de US$ 300.000, com o grupo exigindo que o político pague pelo prejuízo.

O atual deputado terá que responder na justiça no dia 7 de setembro sobre a sua ligação com a empresa. Dependendo de como o caso der prosseguimento, o político pode até mesmo ter os seus planos para a Chefia de Estado frustrados caso seja condenado.

Argentinos seguem adotando criptomoedas

Mesmo com a reputação cripto ferida no caso envolvendo Javier Milei e a CoinX, a população argentina segue aderindo ao uso de criptomoedas. Isso se deve especialmente pela crise inflacionária sem precedentes que o país vem enfrentando nos últimos meses.

Nesta semana, a inflação anual do país ultrapassou a marca de 70%, maior valor já visto em três décadas. Com isso, grande parcela da população prefere trocar suas reservas fiduciárias para o Bitcoin (BTC) e stablecoins para manter o seu poder de compra.

Ao contrário de Milei, o governo atual tem buscado formas de frear a forte adoção cripto, chegando a prometer recompensas para quem denunciar cidadãos que não declaram e pagam impostos referentes aos seus ativos. No entanto, os bancos locais estão cedendo à pressão da população e aderindo as criptomoedas.

Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Coinbase Coinbase Explorar
PancakeSwap PancakeSwap Até 50% APR
Margex Margex Explorar
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024

Trusted

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.

4d198a1c7664cbf9005dfd7c70702e03.png
Anderson Mendes
Membro ativo da comunidade de criptoativos e economia em geral, Anderson é formado pela Universidade Positivo, e escreve sobre as principais notícias do mercado. Antes de entrar para a equipe brasileira do BeInCrypto, Anderson liderou projetos relacionados à trading, produção de notícias e conteúdos educacionais relacionados ao mundo cripto no sul do Brasil.
READ FULL BIO
Patrocinados
Patrocinados