Ver mais

Urgente Bitcoin (BTC) segue em alta e alcança novo recorde de preço

2 mins
Atualizado por Júlia V. Kurtz

EM RESUMO

  • Após três dias consecutivos de alta, o Bitcoin (BTC) conseguiu renovar a sua máxima histórica nesta segunda-feira (8).
  • BTC disparou mais de 10% neste último fim de semana.
  • O principal motivo para a euforia recente do mercado em relação ao Bitcoin pode ser o Taproot, considerada a primeira grande atualização da rede da criptomoeda desde 2017.
  • promo

Após três dias consecutivos de alta, o Bitcoin (BTC) conseguiu renovar a sua máxima histórica nesta segunda-feira (8), chegando a US$ 67.789no momento em que este artigo era escrito.

Impulsionado por um novo movimento de alta que iniciou no último sábado (6), o Bitcoin disparou mais de 10% neste último fim de semana, chegando a marca de (preço recorde atual), segundo dados do CoinGecko.

  • Não entendeu algum termo do universo Web3? Confira no nosso Glossário!
  • Quer se manter atualizado em tudo o que é relevante no mundo cripto? O BeInCrypto tem uma comunidade no Telegram em que você pode ler em primeira mão as notícias relevantes e conversar com outros entusiastas em criptomoedasConfira!
  • Você também pode se juntar a nossas comunidades no Twitter (X)Instagram e Facebook.

Dessa forma, a principal criptomoeda do mundo conseguiu renovar novamente a sua máxima histórica, anteriormente estabelecida em US$ 67.276,79 no dia 20 de outubro, Com a nova alta, o BTC acumula uma valorização de aproximadamente 130% em 2021. Em relação a novembro do ano anterior, o ativo disparou cerca de 400%.

Além disso, sua capitalização está cada vez mais próxima da prata, atual sétimo ativo mais valioso do mundo. Enquanto o BTC possui um valor de mercado de (valor atual), o metal precioso possui o montante de US$ 1,374 trilhão.

O novo recorde da criptomoeda também estabeleceu um novo marco na capitalização de todo o mercado cripto, que pela primeira vez conseguiu ultrapassar a barreira dos US$ 3 trilhões. Além do Bitcoin, o novo recorde de preço do Ethereum (ETH) foi determinante para o feito.

Atualização a caminho

O principal motivo para a euforia recente do mercado em relação ao Bitcoin pode ser o Taproot, considerada a primeira grande atualização da rede da criptomoeda desde 2017.

Estima-se que a atualização seja ativada ainda nesta semana, quando a rede Bitcoin alcance o bloco 709.632 de mineração. Proposta em 2019, o Taproot promete trazer diversas melhorias para a rede do ativo, como maior privacidade e fungibilidade de todas as unidades do ativo e melhoria dos contratos inteligentes da criptomoeda.

Para onde vai o Bitcoin?

Conforme destacado pelo analista de criptomoedas Valdrin Tahiri, o movimento de alta atual do Bitcoin se intensificou após o rompimento da área de US$ 63.500, que atuava como resistência horizontal e nível de retração de 0,618 de Fibonacci.

Ainda segundo o analista, o Bitcoin provavelmente está na onda cinco de um impulso de alta, com alvo potencial entre US$ 70.400 e US$ 71.840.

Caso o ativo consiga chegar nesta área, é esperado que um período de correção de preço ocorra. Porém, se a atualização Taproot mostrar ser um sucesso, a euforia do mercado pode fazer com que o BTC alcance novas máximas.

O mercado também está otimista em relação à criptomoeda. O gestor CFA da QR Asset Management, Theodoro Fleury, lembra que o quarto trimestre costuma ser bom para o mercado. “Desta vez, não deve ser diferente para o preço do Bitcoin. Essa alta e esse rompimento eram esperados”, afirma

Colaborou Aline Fernandes

Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024

Trusted

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.

4d198a1c7664cbf9005dfd7c70702e03.png
Anderson Mendes
Membro ativo da comunidade de criptoativos e economia em geral, Anderson é formado pela Universidade Positivo, e escreve sobre as principais notícias do mercado. Antes de entrar para a equipe brasileira do BeInCrypto, Anderson liderou projetos relacionados à trading, produção de notícias e conteúdos educacionais relacionados ao mundo cripto no sul do Brasil.
READ FULL BIO
Patrocinados
Patrocinados