Ethereum (ETH) supera US$ 4.740 e atinge novo recorde

Atualizado por Júlia V. Kurtz
EM RESUMO
  • Preço do ETH subiu 540% até agora neste ano.
  • A capitalização de mercado do Ethereum agora é maior do que a do JPMorgan.
  • US$ 3,7 bilhões em ETH foram queimados desde a introdução do EIP-1559.
  • promo

    Comece agora a ganhar até 8% anuais com o novo programa de Staking da Stormgain!Entre hoje no nosso Telegram!

O Ethereum (ETH) alcançou uma nova máxima histórica na manhã desta segunda-feira (8), após valorizar mais de 10% nos últimos sete dias.

O Ethereum, segunda maior criptomoeda do mundo em valor de mercado, atingiu um novo recorde de preço, de US$ 4.744, de acordo com o TradingView.

  • Ficou com alguma dúvida? O Be[in]Crypto possui uma série de artigos para lhe ajudar a entender o universo cripto. Confira!
  • Se quiser ficar atualizado no que acontece de mais importante no espaço cripto, junte-se ao nosso grupo no Telegram!

O ativo atualmente é negociado acima da sua máxima histórica anterior, que era de US$ 4.400 no dia 29 de outubro. O ETH teve uma alta de 540% desde o início do ano, superando até mesmo o Bitcoin (BTC), que teve uma valorização de 125% no mesmo período.

Gráfico do ETH no TradingView

O popular analista ‘LilMoonLambo’ comentou no Twitter:

“Comprar $ETH por US$ 4.600 em 2021 é como comprar $BTC por US$ 4.600 em 2017.”

A capitalização de mercado do Ethereum é agora de US$ 560 bilhões, valor maior do que a do banco JPMorgan Chase, mas abaixo da gigante chinesa de tecnologia Tencent, que possui US$ 576 bilhões.

Para colocar isso em perspectiva, apenas 11 meses atrás, em dezembro de 2020, esse montante era igual a toda a capitalização do mercado de criptomoedas. Esse total também atingiu um recorde histórico de US$ 3 trilhões de acordo com o CoinGecko.

Isso traz o mercado cripto agregado para quase um quarto do tamanho de toda a capitalização do mercado de ouro, que é de US$ 11,5 trilhões de acordo com o CompaniesMarketCap.

Rede Ethereum em alta

A taxa de hash da rede Ethereum (ETH) também atingiu um novo recorde, de acordo com o provedor de análises on-chain Glassnode. É a primeira vez que a taxa atingiu 1 EH/s, tendo aumentado em relação ao recorde anterior de 876 TH/s em 2 de novembro. A dificuldade de mineração de ETH também está atualmente em seus níveis mais altos.

A Glassnode também relatou que o Ethereum continua deixando as exchanges centralizadas. Cerca de US$ 6,4 bilhões em ETH fluíram para as exchanges, enquanto US$ 8 bilhões foram retirados, resultando em um prejuízo líquido de US$ 1,6 bilhão somente na semana passada.

A participação em aberto dos contratos futuros do Ethereum chegou a atingir um recorde histórico de US$ 2 bilhões na Bitfinex, de acordo com a Glassnode.

As taxas de transação também foram muito altas recentemente, embora tenham caído para uma média de cerca de US$ 40, de acordo com a BitInfoCharts.

Queima de taxas

Taxas de rede mais altas significam que mais ETH é queimado por meio do mecanismo introduzido pelo EIP-1559 no início de agosto. De acordo com o Ultrasound.Money, quase 800.000 ETH foram queimados nos últimos três meses. A preços correntes, esse montante está avaliado em cerca de US$ 3,7 bilhões.

O valor de todo ETH em staking na Beacon Chain está em uma alta recorde de US$ 38,7 bilhões. De acordo com Beaconcha.in, há 8,18 milhões de ETH bloqueados e ganhando juros na blockchain Ethereum 2.0.

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.