Ver mais

Bilionário pró-cripto tem pedido negado e terá que responder por promover a Voyager Digital

2 mins
Atualizado por Anderson Mendes

EM RESUMO

  • Mark Cuban terá que depor e explicar o seu envolvimento com a Voyager Digital.
  • Justiça negou o pedido do bilionário para que o seu depoimento fosse dividido.
  • De fato, Cuban promoveu os serviços da Voyagar antes da companhia declarar falência, em julho de 2022.
  • promo

Mark Cuban terá que depor e explicar o seu envolvimento com a Voyager Digital em processo aberto pelos clientes da falída credora.

Aberto em um tribunal distrital no sul da Flórida, a ação categoriza a Voyager como um “esquema Ponzi maciço” que visava atrair investidores inexperientes no mercado de criptomoedas.

Nesse sentido, os ex-clientes da credora afirmam que Cuban usou de sua influência para promover de forma agressiva a companhia, afirmando que a Voyager era “o mais próximo de isento de riscos possível no universo cripto”.

Problemas para Mark Cuban

A estrela do Shark Tank dos Estados Unidos é conhecida por ser um grande entusiasta do mercado cripto, em especial da Dogecoin (DOGE). De fato, Cuban promoveu os serviços da Voyagar antes da companhia declarar falência, em julho de 2022.

Os problemas para o bilionário em relação ao caso começaram em agosto do mesmo ano, quando Peter Schiff, conhecido crítico da indústria, o acusou de saber que a Voyager operava um golpe quando se tornou público que a ação movida pelos clientes da empresa incluía o empresário.

Em resposta, advogados da credora pediram para que a ação contra o magnata fosse arquivada, algo que não se concretizou. Com o caso em andamento, Mark Cuban pediu ao tribunal para que o seu depoimento fosse dividido em em duas audiências – também negado pela justiça.

Com isso, o bilionário terá que depor em audiência marcada para o dia 2 de fevereiro. Dois funcionários do Dallas Mavericks, franquia da NBA que o empresário possui, também foram depostos e terão que comparecer ao tribunal.

  • Não entendeu algum termo do universo Web3? Confira no nosso Glossário!
  • Quer se manter atualizado em tudo o que é relevante no mundo cripto? O BeInCrypto tem uma comunidade no Telegram em que você pode ler em primeira mão as notícias relevantes e conversar com outros entusiastas em criptomoedas. Confira!
  • Você também pode se juntar a nossas comunidades no Twitter (X)Instagram e Facebook.

Alameda briga pelos espólios

Após declarar falência, a Voyager Digital abriu leilão pelos seus ativos, com a Binance e a FTX travando uma batalha pelos bens da companhia.

A FTX.US venceu a disputa, mas devido ao colapso do seu ecossistema, o leilão foi reaberto pela Voyager. Com isso, o caminho ficou livre para a Binance, que concretizou a aquisição dos bens por cerca de US$ 1 bilhão.

No entanto, parece que a disputa não acabou. Na semana passada, a empresa parceira da FTX, a Alameda Research, disse que a aquisição da Binance.US “ignora os requisitos e proteções fundamentais do Código de Falências”.

Em resposta, a Voyager disse que os comentários da Alameda eram pura hipocrisia, e que todo o ecossistema gerenciado por Sam Bankman-Fried havia fraudado grande parte dos seus credores.

Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024

Trusted

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.

4d198a1c7664cbf9005dfd7c70702e03.png
Anderson Mendes
Membro ativo da comunidade de criptoativos e economia em geral, Anderson é formado pela Universidade Positivo, e escreve sobre as principais notícias do mercado. Antes de entrar para a equipe brasileira do BeInCrypto, Anderson liderou projetos relacionados à trading, produção de notícias e conteúdos educacionais relacionados ao mundo cripto no sul do Brasil.
READ FULL BIO
Patrocinados
Patrocinados