Ver mais

Crise? Binance mostra força e compra ativos da Voyager Digital por US$ 1 bilhão

2 mins
Atualizado por Anderson Mendes

EM RESUMO

  • Binance.US adquiriu os ativos da Voyager Digital por cerca de US$ 1,022 bilhão.
  • Empresas aguardam a aprovação do Tribunal de Falências dos EUA para concretizar o acordo.
  • Credores da Voyager poderão resgatar seus ativos na plataforma da Binance.US.
  • promo

A Voyager Digital confirmou a compra de seus ativos pela Binance.US pelo valor de aproximadamente US$ 1,022 bilhão.

Em comunicado divulgado na segunda-feira (19), a empresa afirma que a subsidiária estadunidense da Binance apresentou “a maior e melhor oferta” pelos seus ativos financeiros.

A exchange comandada por Changpeng Zhao já havia manifestado interesse no portfólio da falida companhia cripto, mas foi vencida pela FTX em um leilão. Com a derrocada da sua rival, o caminho ficou livre para a Binance realizar a compra.

Agora, será preciso esperar o Tribunal de Falências dos Estados Unidos aprovar a negociação para que o acordo seja selado. A decisão deve sair apenas no próximo ano, no dia 5 de janeiro.

Relembrando a falência

A Voyager Digital está entre as principais empresas cripto que colapsaram em 2022. A companhia entrou com um pedido de falência nos EUA em junho, alegando sua forte exposição ao Three Arrows Capital (3AC), que também faliu, como o motivo da sua insolvência.

Na época, o crash do ecossistema Terra (LUNA) foi visto como o grande catalisador dessa onda de falências na indústria. Posteriormente, a Alameda Research, companhia criada pelo CEO da FTX Sam Bankman-Fried, ofereceu uma linha de crédito de US$ 500 milhões.

Em julho, tornou-se público que em troca a Voyager deveria oferecer US$ 75 milhões para a Alameda, algo que chamou a atenção de CZ. “Isso foi surpreendente até para mim, para ser honesto … eu nunca faria esse tipo de negócio. Eu nunca diria: ‘Vou investir na sua empresa e depois você me empresta algum dinheiro’ Eu simplesmente não investiria naquela empresa, ficaria com meu dinheiro,” disse o CEO da Binance.

De qualquer forma, a linha de crédito não foi capaz de salvar a companhia. Em seu pedido de falência, a Voyager afirma ter mais de 100 mil credores.

  • Não entendeu algum termo do universo Web3? Confira no nosso Glossário!
  • Quer se manter atualizado em tudo o que é relevante no mundo cripto? O BeInCrypto tem uma comunidade no Telegram em que você pode ler em primeira mão as notícias relevantes e conversar com outros entusiastas em criptomoedasConfira!
  • Você também pode se juntar a nossas comunidades no Twitter (X)Instagram e Facebook.

Binance mostra sua força

Na semana passada, uma onda de pessimismo atingiu a Binance, com a exchange tendo lidar com saques em massa de seus usuários. Muitos temiam que o movimento causasse uma crise de liquidez na empresa, nos moldes do visto na FTX.

No entanto, CZ e seu time seguem firmes, afirmando que a empresa é capaz de lidar com todas essas retiradas. Ao investir mais de US$ 1 bilhão na aquisição da Voyager, a Binance afasta ainda mais as especulações de que será a próxima a falir.

Comunicando a aquisição, o presidente e CEO da Binance.US, Brian Schroder, fez questão de enfatizar que a compra dos ativos será benéfica para os credores da Voyager:

“Esperamos que nossa seleção ponha fim a um doloroso processo de falência que viu os clientes injustamente arrastados para ele sem culpa própria. Nosso objetivo é simples: devolver aos usuários suas criptomoedas no cronograma mais rápido possível.”

De acordo com Schroder, assim que o acordo for aprovado, os credores da Voyager poderão acessar seus ativos na plataforma da Binance.US.

Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024

Trusted

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.

4d198a1c7664cbf9005dfd7c70702e03.png
Anderson Mendes
Membro ativo da comunidade de criptoativos e economia em geral, Anderson é formado pela Universidade Positivo, e escreve sobre as principais notícias do mercado. Antes de entrar para a equipe brasileira do BeInCrypto, Anderson liderou projetos relacionados à trading, produção de notícias e conteúdos educacionais relacionados ao mundo cripto no sul do Brasil.
READ FULL BIO
Patrocinados
Patrocinados