Ver mais

Associação Brasileira de Bancos (ABBC) faz testes de emissão e transferência no piloto Drex do Banco Central  

2 mins
Atualizado por Thiago Barboza

EM RESUMO

  • Consórcio ABBC realiza as primeiras operações com o Drex.
  • A partir da criação das carteiras próprias, já é possível realizar os testes de emissão, resgate e transferência no projeto-piloto da CBDC brasileira.
  • Próximo passo é inclusão das movimentações de Títulos Públicos Federais tokenizados (TPFt).
  • promo

O consórcio organizado pela ABBC – Associação Brasileira de Bancos para o projeto-piloto do Drex, realizou as primeiras emissões, resgates e transferências da CBDC brasileira.

As operações validadas entre carteiras próprias e de outros participantes do piloto foram lideradas pelo Banco Ribeirão Preto (BRP).

Leia mais: As 10 criptomoedas para investir em janeiro de 2024

Agora o Consórcio ABBC planeja aprimorar as funcionalidades de sua plataforma com o objetivo de ampliar o escopo de testes. Isso envolverá a inclusão das movimentações de Títulos Públicos Federais tokenizados (TPFt) como parte dessas melhorias.

“Estamos reforçando o pedido para que as instituições parceiras testem a plataforma e nos informem sobre qualquer problema ou sugestão de melhoria, a fim de permitir a evolução contínua dos testes”, afirmou o Diretor de Inovação e Serviços da ABBC, Euricion Murari.

Consórcio ABBC trabalha pela eficiência e privacidade do Drex

Com 16 participantes, o Consórcio ABBC é liderado pelo Banco Ribeirão Preto (BRP) e ABC Brasil, Agibank, BMG, BOCOM BBM, BBC Digital, Banrisul, BS2, Efí Instituição de Pagamento, Pan, Conglomerado Original, PagBank e Stone Instituição de Pagamento. Além dessas, o consórcio também agrega as empresas BBChain, Microsoft e BIP.

“O Consórcio ABBC, o mais diversificado do projeto piloto do Drex, ilustra a sua significativa contribuição aos testes e, consequentemente, contribui com a agenda de inovação do Banco Central, fortalecendo o caminho para o nascimento de uma moeda tokenizada brasileira robusta e eficaz”, ressaltou Sílvia Scorsato, presidente da ABBC.

O nó validador do Consórcio ABBC foi conectado à rede do banco central no início de outubro e as transações foram realizadas na semana passada.

“A ABBC compartilha integralmente o propósito do BC em democratizar e incentivar as novas tecnologias, permitindo um Sistema Financeiro Nacional cada vez mais competitivo e eficiente”, reforça Scorsato.

O diretor de Inovação e Serviços da ABBC, Euricion Murari, complementa que “a iniciativa trará diversidade ao projeto piloto do Drex, com a participação de instituições de diferentes portes (maioria S3 e S4) e perfis”. Além disso, Murari explica que a conexão contará com aplicações de soluções de computação confidencial para avaliar a capacidade da garantia da privacidade das transações financeiras, conferindo toda a proteção dos dados em uso durante o piloto.

 O Brasil, com uma agenda digital e tokenizada, tem avançado com a possível criação da CBDC do país, batizada de DREX. D – digital; R – representa o real; E – representa o eletrônico; e o X é uma referência a modernidade da sociedade.

Hoje 130 países que representam 98% do PIB global, estão explorando uma moeda digital própria.

  • Não entendeu algum termo do universo Web3? Confira no nosso Glossário!
  • Quer se manter atualizado em tudo o que é relevante no mundo cripto? O BeInCrypto tem uma comunidade no Telegram em que você pode ler em primeira mão as notícias relevantes e conversar com outros entusiastas em criptomoedasConfira!
  • Você também pode se juntar a nossas comunidades no Twitter (X)Instagram e Facebook.

Trusted

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.

aline.jpg
Aline Fernandes
Apaixonada pelo que faz, Aline Fernandes é uma profissional que atua há 20 anos como jornalista. Especializada nas editorias de economia, agronegócio e internacional trabalha na BeINCrypto como editora do site brasileiro. Já passou por quase todas as redações e emissoras do país, incluindo canais setorizados como Globo News, Bloomberg News, Canal Rural, Canal do Boi, SBT, Record e Rádio Estadão/ESPM. Atuou também como correspondente internacional em Nova York e foi setorista de economia...
READ FULL BIO
Patrocinados
Patrocinados