Ver mais

10 motivos para investir em Bitcoin em Julho de 2024

13 mins
Atualizado por Airí Chaves

O Bitcoin, a primeira e mais popular criptomoeda, tem sido o centro das atenções de investidores e entusiastas de tecnologia desde seu surgimento. Para muitos, o Bitcoin não é apenas uma criptomoeda, mas a fundação de uma nova era financeira. Com base nisso, aqui estão dez razões pelas quais você deve considerar investir em Bitcoin em Julho de 2024.

Compre Bitcoin (BTC) com poucos cliques em uma plataforma segura

Coinbase

Coinbase
Compre na Coinbase
Disponibilidade Brasil, EUA, Europa e +
Taxa de depósito 0
Taxas de trading de 0,4% até 0,6%

OKX

OKX
Compre na OKX
Disponibilidade Mundialmente
Taxa de depósito 0
Taxas de trading de 0,08% até 0,10%

Kraken

Kraken
Compre na Kraken
Disponibilidade Brasil, EUA, Europa e +
Taxa de depósito 0
Taxas de trading de 0,16% até 0,26%

No artigo do BeInCrypto, “10 motivos para investir em Bitcoin”, selecionamos meticulosamente plataformas como Coinbase, Kraken e OKX. Essas plataformas foram escolhidas com base em um conjunto de critérios rigorosos que se alinham às necessidades e expectativas de investidores novatos e experientes.

A Coinbase, a Kraken e a OKX são conhecidas por suas interfaces amigáveis ​​para iniciantes, usabilidade geral e medidas robustas de segurança, como autenticação de dois fatores e proteção de senha. Essas exchanges suportam várias criptomoedas. 

Em essência, a seleção dessas plataformas pelo BeInCrypto está enraizada em sua capacidade de fornecer altos volumes de negociação, taxas baixas, spreads vantajosos e taxas de juros lucrativas, tornando-as escolhas essenciais para quem deseja entrar no mercado de criptomoedas com confiança e facilidade. 

O BeInCrypto possui uma página onde nossa metodologia de verificação é explicada em detalhes (em inglês).

10 razões para investir em Bitcoin (BTC) Julho de 2024

Histórico de preços

O Bitcoin atrai muitos investidores – especialmente aqueles que buscam ganhos que podem mudar suas vidas. Segundo dados do CoinMarketCap, o Bitcoin estava sendo negociado a apenas US$ 0,10 em 2010 – que é o preço mais antigo registrado fornecido. Apenas três anos depois, o Bitcoin já havia atingido máximas de US$ 250,00. Isso representa um crescimento de mais de 250.000% para os investidores iniciais.

Levaria muitos séculos para o mercado de ações replicar retornos semelhantes. No início de 2017, o Bitcoin estava sendo negociado a US$ 1.000,00. No final do mesmo ano, o Bitcoin atingiu máximas de US$ 20.000,00. Em apenas 12 meses de negociação, isso representa um crescimento de 1.900%. Desde então, o Bitcoin atingiu máximas históricas de mais de US$ 68.000,00. Portanto, aqueles que investiram no início de 2017 agora estariam olhando para ganhos de mais de 6.700%.

A chave é que o crescimento do Bitcoin tem sido significativo. Investidores de longo prazo, em particular, geraram ganhos que não podem ser igualados pelo mercado de ações.

Dito isso, embora a trajetória de longo prazo do Bitcoin tenha sido positiva, ele passa por muitos ciclos de baixa. Os níveis de volatilidade são muito mais altos do que os ativos tradicionais, então os investidores devem ter isso em mente. No entanto, o risco pode ser mitigado investindo em outros ativos e construindo uma carteira bem equilibrada.

O Bitcoin é um ativo descentralizado

A descentralização é uma parte importante do ecossistema do Bitcoin. Em termos simples, isso significa que o Bitcoin não tem um único ponto de falha. Por sua vez, nenhuma pessoa, entidade ou organização tem controle sobre a rede do Bitcoin. Isso é diferente da maioria dos ativos financeiros. Por exemplo, moedas tradicionais como o real e o euro são controladas pelos bancos centrais.

Da mesma forma, os bancos e instituições financeiras também são centralizados. Isso significa que, se a instituição falir, os depositantes podem perder seus depósitos. O Bitcoin não é apoiado por nenhum governo ou banco central. Isso significa que, ao manter Bitcoin, os investidores controlam sua riqueza.

A descentralização também é importante ao enviar e receber Bitcoin. Como não há intermediários, as transações não requerem aprovação de terceiros. Em vez disso, as transações são verificadas pelos ‘mineradores’. Em poucas palavras, os mineradores do Bitcoin mantêm a rede segura e descentralizada.

O Bitcoin tem um fornecimento fixo e finito

Um dos maiores desafios das moedas tradicionais é a inflação. A inflação aumenta o custo de vida e é frequentemente resultado das políticas dos bancos centrais. Por exemplo, quando um banco central cria nova moeda, isso é conhecido como flexibilização quantitativa. Em termos mais simples, os bancos centrais ‘imprimem’ nova moeda, o que aumenta a oferta. Isso desvaloriza a moeda, o que significa que os poupadores têm seu poder de compra enfraquecido. Com o tempo, o dinheiro tradicional se torna menos valioso à medida que a inflação aumenta.

O Bitcoin resolve esse problema de várias maneiras. Em primeiro lugar, o fornecimento do Bitcoin é determinado pelo código. Como não há um único ponto de controle, o fornecimento de Bitcoin não pode ser manipulado por governos e bancos centrais. Isso garante que o fornecimento de Bitcoin seja previsível e protegido contra hiperinflação.

Além disso, há um fornecimento finito de Bitcoin. Embora novos Bitcoins entrem em circulação a cada dia, isso não será mais o caso quando o fornecimento atingir 21 milhões de tokens, que está previsto para acontecer no ano de 2140. O fornecimento finito do Bitcoin pode ajudar o ativo digital a se valorizar ao longo do tempo. No entanto, isso só vai ocorrer desde que haja demanda por Bitcoin. Se houver – e o fornecimento for finito, o preço do Bitcoin pode subir organicamente.

Além disso, a recompensa de mineração é reduzida pela metade a cada 210.000 blocos, ou cerca de quatro anos. Isso significa que a cada quatro anos, o fornecimento de novos tokens de Bitcoin é reduzido. O que garante que o Bitcoin se torne mais escasso ao longo do tempo.

O Bitcoin pode ser usado como meio de troca

Compre Bitcoin (BTC) com poucos cliques em uma plataforma segura

Coinbase

Coinbase
Compre na Coinbase
Disponibilidade Brasil, EUA, Europa e +
Taxa de depósito 0
Taxas de trading de 0,4% até 0,6%

OKX

OKX
Compre na OKX
Disponibilidade Mundialmente
Taxa de depósito 0
Taxas de trading de 0,08% até 0,10%

Kraken

Kraken
Compre na Kraken
Disponibilidade Brasil, EUA, Europa e +
Taxa de depósito 0
Taxas de trading de 0,16% até 0,26%

Os investidores também podem explorar seu caso de uso como meio de troca. Atualmente, o meio de troca mais comum usado globalmente é a moeda fiduciária, como dólares, reais ou euros. Em outras palavras, um meio de troca permite que as pessoas comprem e vendam produtos e serviços. Mas, ao contrário da moeda fiduciária, as transações com Bitcoin não passam por terceiros.

Isso permite que as pessoas enviem e recebam Bitcoin através de fronteiras sem barreiras regulatórias. Por exemplo, considere um trabalhador nos EUA enviando dinheiro para sua família no Brasil. O trabalhador precisará usar uma instituição financeira ou um agente de remessas como a Western Union. Ambas as opções vão cobrar altas taxas e tempos de transação lentos.

De acordo com o Banco Mundial, a taxa média de remessas agora está em 6,25% do valor da transação. Portanto, para cada R$ 1.000,00 transferido para amigos e familiares, R$ 62,50 vão para terceiros. Agora, compare isso com o Bitcoin. Independentemente do valor enviado, as taxas de transação do Bitcoin são fixas – determinadas pelas condições da rede. Atualmente, as taxas de transação do Bitcoin variam de US$ 0,70 a US$ 3,00. Portanto, para uma transação de US$ 1.000 custaria entre 0,07% e 0,3%.

Naturalmente, a taxa percentual diminui à medida que o valor da transação aumenta. No entanto, o Bitcoin é significativamente mais barato para transações transfronteiriças em comparação com métodos tradicionais. Além disso, em muitos casos, o Bitcoin é muito mais rápido – especialmente ao enviar fundos para um país em desenvolvimento. Por exemplo, enviar fundos do Brasil para a Argentina por transferência bancária pode levar vários dias.

O Bitcoin, por outro lado, tem uma média de tempo de transação de apenas 10 minutos.

O Bitcoin pode se tornar o padrão de armazenamento de valor

Um meio de armazenamento de valor é um ativo que se valoriza ao longo do tempo. Isso geralmente ocorre porque há um fornecimento limitado ou finito do ativo, e a demanda permanece consistente. Por exemplo, ouro e petróleo são considerados meios de armazenamento de valor. Essas commodities têm um fornecimento finito e permitem que as pessoas armazenem riqueza. Isso também se aplica a outros ativos fixos, como imóveis, obras de arte finas e até mesmo vinhos e uísques raros.

O problema para muitos é que os meios de armazenamento de valor tradicionais não são facilmente acessíveis. Nem são fáceis de armazenar, transferir ou se desfazer. Considere obras de arte como um exemplo. Um investidor precisará garantir que tenha instalações de armazenamento adequadas. Afinal, qualquer dano à obra de arte terá um impacto significativo em seu valor. O mesmo também vale para ouro, prata, vinho, uísque e a maioria dos outros meios de armazenamento de valor. Cada ativo possui condições de armazenamento ideais para proteger seu valor.

Em contraste, o Bitcoin é armazenado com segurança em carteiras privadas, geralmente por meio de um aplicativo móvel ou software de desktop. Além disso, as carteiras permitem que os investidores transfiram seus tokens com o clique de um botão.

Por exemplo, considere um investidor que tem 1 BTC em uma carteira. O investidor deseja vender 0,2 BTC para levantar dinheiro para uma emergência, ele transfere os 0,2 BTC para uma exchange de criptomoedas e os vende de volta para reais. O processo de ponta a ponta raramente leva mais de 10-20 minutos. Agora, compare esse processo com um meio de armazenamento de valor tradicional, como imóveis. O investidor não teria a opção de vender uma fração de sua propriedade para levantar dinheiro. E, mesmo que quisesse vender toda a propriedade, pode levar muitas semanas ou anos para encontrar um comprador e fechar o negócio.

Pode ajudar os investidores a se protegerem contra a inflação

Embora a inflação seja um problema global, é particularmente preocupante em certas partes do mundo. Por exemplo, de acordo com a Reuters, em março de 2023, os níveis de inflação na Turquia e na Argentina estavam em 50% e 104%, respectivamente. Isso significa que os cidadãos continuam vendo o valor de sua riqueza se depreciar. Por exemplo, algo que custava US$ 50,00 na Argentina há um ano custaria agora US$ 102,00. Os altos níveis de inflação também são uma preocupação na Venezuela, Zimbabwe, Sudão e muitos outros países em desenvolvimento.

O Bitcoin oferece uma maneira de se proteger contra os níveis crescentes de inflação. Na verdade, as taxas de adoção de criptomoedas em países propensos à inflação são muito altas. Por exemplo, considere um investidor turco que tem US$ 10.000,00 em liras turcas guardadas em uma conta bancária. Se a inflação estiver em 50%, suas economias serão reduzidas a US$ 5.000,00 em termos reais. Agora, considere o mesmo investidor que compra Bitcoin com suas economias de US$ 10.000,00. Se o Bitcoin permanecer estável ou aumentar de valor, os níveis de inflação são irrelevantes. Isso ocorre porque o investidor pode trocar seu Bitcoin de volta para liras turcas a qualquer momento.

Claro, também há o risco de que tanto a lira turca quanto o Bitcoin se depreciem em valor. É por isso que alguns investidores protegem sua moeda contra uma stablecoin como Tether ou USD Coin.

O Bitcoin pode ser usado em contratos inteligentes

O Bitcoin foi projetado como uma forma de dinheiro digital. No entanto, é importante notar que ele não é apenas dinheiro digital, ele também pode ser usado para criar contratos inteligentes. Os contratos inteligentes são programas de computador autônomos que executam funções predeterminadas quando certas condições são atendidas, eles são usados em várias aplicações, incluindo finanças descentralizadas (DeFi) e jogos online.

Por exemplo, considere um contrato inteligente que é usado em um jogo online. O contrato é programado para distribuir prêmios quando um jogador atinge uma pontuação específica. Quando o jogador atinge a pontuação, o contrato automaticamente distribui o prêmio. Isso ocorre sem a necessidade de um intermediário. Portanto, não há risco de fraude, pois o contrato segue as instruções programadas.

O Bitcoin também pode ser usado para criar contratos inteligentes. Um dos principais protocolos usados para criar contratos inteligentes no Bitcoin é o RSK (Rootstock). O RSK é uma plataforma de contrato inteligente que se conecta à rede Bitcoin. Ele usa seu próprio token nativo chamado RBTC para executar contratos inteligentes. No entanto, os tokens RBTC podem ser facilmente convertidos em Bitcoin. Isso significa que o Bitcoin pode ser usado em uma variedade de aplicativos DeFi e NFTs. No entanto, ainda é importante notar que o Bitcoin é muito mais limitado em termos de contratos inteligentes em comparação com outras criptomoedas, como Ethereum ou Solana.

O Bitcoin é altamente líquido

A liquidez é a facilidade com que um ativo pode ser comprado ou vendido no mercado. Ativos altamente líquidos são fáceis de comprar e vender rapidamente sem afetar significativamente o preço. O Bitcoin é altamente líquido e pode ser facilmente negociado em várias exchanges de criptomoedas em todo o mundo.

A alta liquidez do Bitcoin é devido ao seu amplo reconhecimento e adoção global. Muitas instituições financeiras, como fundos de investimento e empresas de pagamento, também estão entrando no mercado de criptomoedas. Isso está aumentando ainda mais a liquidez do Bitcoin. Como resultado, os investidores podem comprar ou vender Bitcoin em praticamente qualquer quantidade a qualquer momento.

A alta liquidez do Bitcoin é uma vantagem importante, pois permite que os investidores entrem e saiam de suas posições facilmente. Isso é especialmente útil para traders e investidores que desejam tirar proveito das flutuações de curto prazo no preço do Bitcoin.

O Bitcoin oferece diversificação de portfólio

Outro motivo para considerar a compra de Bitcoin é a diversificação de portfólio. A diversificação envolve a alocação de ativos em diferentes classes de ativos para reduzir o risco global de uma carteira de investimentos. Tradicionalmente, os investidores diversificam seus portfólios por meio de uma combinação de ações, títulos, imóveis e outros ativos.

O Bitcoin oferece uma oportunidade única de diversificação de portfólio, uma vez que não está altamente correlacionado com os mercados tradicionais. Isso significa que o preço do Bitcoin pode se mover independentemente de ações, títulos e outras classes de ativos. Ter uma parte do seu portfólio em Bitcoin pode ajudar a proteger seu patrimônio em caso de turbulência nos mercados financeiros tradicionais.

No entanto, é importante notar que o Bitcoin também pode ser volátil. Portanto, enquanto ele oferece diversificação, também pode aumentar o risco de sua carteira. A alocação apropriada de Bitcoin em um portfólio depende de sua tolerância ao risco e objetivos de investimento.

Potencial de valorização significativo

Um dos argumentos mais atraentes para a compra de Bitcoin é seu potencial de valorização. Historicamente, o Bitcoin tem experimentado ganhos impressionantes de preço ao longo do tempo. Embora seu desempenho passado não garanta ganhos futuros, muitos investidores acreditam que o Bitcoin ainda tem um longo caminho a percorrer.

Os defensores do Bitcoin argumentam que ele ainda está em seus estágios iniciais de adoção e que o mercado global de criptomoedas tem espaço para crescer. À medida que mais pessoas e instituições entram no espaço, a demanda pelo Bitcoin pode aumentar, potencialmente impulsionando seu preço para níveis mais altos.

No entanto, é importante observar que o Bitcoin é um ativo altamente volátil. Seu preço pode flutuar significativamente em curtos períodos de tempo. Portanto, é crucial estar ciente dos riscos e considerar sua tolerância ao risco ao investir em Bitcoin.

Vale a pena investir em Bitcoin?

A decisão de comprar Bitcoin é uma escolha pessoal que depende de vários fatores, incluindo seus objetivos financeiros, tolerância ao risco e tempo de investimento. Antes de investir em Bitcoin, é importante conduzir uma pesquisa completa e entender os riscos associados a esse ativo.

O Bitcoin oferece muitos benefícios, incluindo sua natureza descentralizada, fornecimento fixo e finito, capacidade de ser usado como meio de troca, potencial de se tornar um meio de armazenamento de valor, proteção contra a inflação e muito mais. No entanto, também apresenta riscos, como volatilidade de preços e incertezas regulatórias.

Se você está considerando investir em Bitcoin, é aconselhável fazê-lo de forma responsável e apenas com dinheiro que você pode se dar ao luxo de perder. Além disso, considere diversificar seu portfólio para mitigar riscos.

Perguntas frequentes

Quais as vantagens de ter Bitcoin?

O que é Bitcoin quais são os riscos de utilizá-lo?

O que devo saber antes de investir em Bitcoin?

É possível ficar rico investindo em Bitcoin?

Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024

Trusted

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e com o objetivo único de informar. Qualquer atitude tomada pelo usuário a partir das informações veiculadas no site é de sua inteira responsabilidade.
Na seção Aprender, nossa prioridade é fornecer informações de alta qualidade. Nós tomamos o tempo necessário para identificar, pesquisar e produzir conteúdo que seja útil para nossos leitores.
Para manter esse padrão e continuar a criar um conteúdo de excelência, nossos parceiros podem nos recompensar com uma comissão por menções em nossos artigos. No entanto, essas comissões não afetam o processo de criação de conteúdo imparcial, honesto e útil.

Airi-Chaves-2.png
Airí Chaves
Com formação em marketing pela Universidade Estácio de Sá e um mestrado em liderança estratégica pela Unini, escreve para diversos meios do mercado de criptomoedas desde 2017. Como parte da equipe do BeInCrypto, contribuiu com quase 500 artigos, oferecendo análises profundas sobre criptomoedas, exchanges e ferramentas do setor. Sua missão é educar e informar, simplificando temas complexos para que sejam acessíveis a todos. Com um histórico de escrita para renomadas exchanges brasileiras,...
READ FULL BIO
Patrocinados
Patrocinados