Ver mais

CBDCs, Drex e Stablecoins em Foco no Web Summit Rio 2024

2 mins
Atualizado por Júlia V. Kurtz

EM RESUMO

  • Apresentação do Drex, a nova CBDC do Brasil no Web Summit Rio 2024, prometendo democratizar serviços financeiros
  • As stablecoins como o BRZ na desempenham papel significativo na facilitação de transações e apoio à digitalização econômica, além do lançamento do BRX para impulsionar inovações na Web3.
  • Inovações financeiras como o Pix e o Drex desempenham um papel crucial em reduzir o gap para a população não bancarizada.
  • promo

No palco do Web Summit Rio 2024, um dos maiores eventos de tecnologia do mundo, especialistas renomados se reuniram para discutir o futuro das criptomoedas, com ênfase especial nas Central Bank Digital Currencies (CBDCs), no Brasil, DREX, e o impacto destas no sistema financeiro global.

O painel, moderado pela jornalista Aline Fernandes, do BeInCrypto, contou com a presença de Guilherme Murtinho da Transfero e Dan Yamamura da Fuse Capital. Os convidados exploraram as novidades e desafios das moedas digitais, especialmente o DREX, a proposta de CBDC do Brasil.

Pix e Drex: Inovações Brasileiras na Vanguarde da Tecnologia Financeira

O Brasil não é estranho à inovação financeira. O Pix, sistema instantâneo de pagamentos que revolucionou as transações no país, portanto, foi apenas o começo.

A novidade é o Drex, uma CBDC desenvolvida pelo Banco Central do Brasil, que promete não apenas simplificar, mas também democratizar o acesso a serviços financeiros, programando funcionalidades por meio de contratos inteligentes.

Websummit Rio discute a importância do DREX.
Fonte: Transfero

Aline Fernandes destacou os esforços do país nesse campo, com mais de 130 governos ao redor do mundo participando de iniciativas semelhantes.

“O Pix já transformou a maneira como os brasileiros interagem com o dinheiro, e o Drex está preparado para levar essa interação a um novo nível, trazendo capacidades adicionais e abrindo portas para inúmeras aplicações financeiras,” explicou Guilherme Murtinho.

A previsão de lançamento para o próximo ano aumenta ainda mais as expectativas em torno dessa inovação.

Stablecoins: Facilitando Transações e Impulsionando a Economia Digital

Além disso, o painel também destacou a importância das stablecoins, como o BRZ, a primeira stablecoin brasileira não atrelada ao dólar.

Em seguida, a Transfero, em colaboração com a Fuse Capital, também anunciou o desenvolvimento do BRX, uma Joint Venture que reforça o compromisso das empresas em impulsionar a inovação no ecossistema Web3.

Leia mais: Altseason começará em maio? 3 criptomoedas a serem observadas

Dan Yamamura, ao detalhar as funcionalidades do Drex, comparou-o a plataformas como a Apple Store ou Google Play:

“Imagine uma plataforma onde diversas aplicações podem ser desenvolvidas. O Drex oferece essa possibilidade, marcando o início de uma nova era para as moedas digitais no Brasil.”

Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Coinbase Coinbase Explorar
PancakeSwap PancakeSwap Até 50% APR
Margex Margex Explorar
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Coinbase Coinbase Explorar
PancakeSwap PancakeSwap Até 50% APR
Margex Margex Explorar
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024

Trusted

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.

BR-FEED-INSTA-8.png
Bruna Brambatti
Entusiasta no mundo das criptomoedas e blockchain desde 2017, Bruna envolve-se ativamente em projetos Web3, incluindo DeFi como o projeto Metapoly org, NFTs e cybersegurança. Formada pela UFSM, possui uma genuína paixão pela complexidade e pelo impacto das tecnologias Web3, ela busca continuamente formas de integrar esses avanços inovadores à vida prática.
READ FULL BIO
Patrocinados
Patrocinados