Ver mais

Tudo sobre Avalanche (AVAX): DeFi em menos de um segundo

7 mins
Atualizado por Paulo Alves

EM RESUMO

  • A Avalanche oferece uma plataforma de multi-plataformas altamente personalizável, interoperável e de alta velocidade.
  • Seu token AVAX tem um fornecimento limitado fixo, assim como o Bitcoin.
  • Ela é a primeira plataforma de contratos inteligentes que confirma transações em menos de um segundo.
  • promo

Avalanche é uma plataforma de código aberto de lançamento de aplicativos financeiros descentralizados (DeFi) e implementação de blockchains corporativas com um ecossistema interoperável e altamente escalável.

A blockchain Avalanche entrou no ar no final de setembro de 2020. É a primeira plataforma de contrato inteligente que confirma transações em menos de um segundo, é compatível com o kit de ferramentas de desenvolvimento Ethereum e permite que validadores independentes participem como produtores de blocos completos.

Como funciona a Avalanche?

O Avalanche emprega uma estrutura multi-chain com três blockchains dividindo funções críticas, usando diferentes estruturas de dados.

Dessa forma, os desenvolvedores conseguem obter o máximo de flexibilidade e controle sobre seus aplicativos. Dividir a rede em três entidades ou poderes de processamento separados permite que a Avalanche forneça a primeira plataforma de contratos inteligentse que confirma as transações em menos de um segundo.

X-Chain (exchange chain)

A X-Chain facilita a criação e o compartilhamento de ativos entre pares, incluindo o token nativo da Avalanche, AVAX. Além do AVAX, a blockchain permite que qualquer pessoa crie e cunhe outros ativos digitais inteligentes, como stablecoins, tokens de utilidade, NFTs, tokens embalados, patrimônio, etc. A criação e cunhagem desses ativos exige uma taxa em AVAX, que é subsequentemente queimado.

C-Chain (Contract Chain)

A C-Chain é uma cadeia de contratos inteligentes que usa a Máquina Virtual Ethereum, sendo 100% compatível com as ferramentas existentes na rede. Tudo o que pode ser feito na Ethereum pode ser feito na C-Chain com a vantagem adicional de oferecer 4500 Tps, conclusão sub-segundo e baixas taxas de transação. Os usuários podem facilmente portar DApps existentes para aproveitar os benefícios que a Avalanche oferece em relação a rede da ETH.

P-Chain (Platform Chain)

Por fim, a P-Chain (Platform Chain) é responsável por gerenciar o staking, coordenar os validadores nas redes e criar sub-redes personalizadas. O validador de cada Avalanche participa depositando o token da rede na cadeia d plataforma para ajudar a proteger a rede principal. Ao mesmo tempo, esses validadores podem formar conjuntos de validadores dinâmicos ou privados para operar sub-redes.

A Avalanche acaba sendo uma “plataforma de plataformas”, basicamente consistindo em milhares de sub-redes que formam uma rede interoperável heterogênea de muitas blockchains.

Seu sistema permite que qualquer pessoa crie seus blocos específicos de aplicativos, suportando várias máquinas virtuais personalizadas como EVM e WASM. Além disso, elas podem adicionar textos escritos em linguagens populares como a Go (além de outras a serem incluídas no futuro).

Cada sub-rede pode ter seu próprio token e estrutura de comissão. Elas também podem optar por ter taxas de staking e transação pagas em AVAX, stablecoins ou no seu respectivo ativo.

Novo mecanismo de consenso, velocidade e descentralização

A Avalanche desenvolveu um protocolo de consenso que pertence aos chamados protocolos Snow. Este mecanismo combina as melhores propriedades de consenso de Nakamoto (robusto e altamente descentralizado) com o melhor dos protocolos clássicos (baixa latência, alto rendimento e leveza).

Para isso, votos repetidos por subamostragem aleatória são usados para escolher o validador que cuidará do próximo bloco da rede. Além disso, cada validador consulta apenas uma pequena amostra aleatória dos outros participantes em cada rodada.

Os validadores selecionados são ponderados pelo valor depositado em staking, e essa metodologia permite que o protocolo seja estendido teoricamente a milhões de participantes.

Os protocolos da família Avalanche são capazes de serem finalizados em menos de um segundo, suportando mais de 4.500 transações por segundo e ampliando para milhões de nós de validação completos, produtores de consenso e produção de blocos. Os aplicativos ainda podem ser executados em suas próprias cadeias de blocos independentes, conhecidas como sub-redes.

As blockchains existentes podem até mesmo migrar seus status para a Avalanche e substituir seu consenso, mantendo seu próprio token nativo. Essas sub-redes poderão então interoperar umas com as outras e com outras blockchains.

Token AVAX

O token AVAX é o token nativo da plataforma Avalanche. Ele é usado para proteger a rede por meio do processo de staking, realizando transações entre tokens diferentes, pagando taxas e fornecendo uma unidade de conta básica entre as várias sub-redes criadas na plataforma.

As taxas de transação em todos as blockchains da rede primária, as taxas de criação e cunhagem de ativos digitais, a criação de blockchains e a criação de sub-redes exigem um pagamento feito em AVAX para serem realizadas. Esses tokens são posteriormente queimados, reduzindo assim o seu fornecimento total.

Se o número de AVAX queimados exceder a quantidade cunhada para recompensar os validadores, o número total de tokens será reduzido, resultando em sua deflação e maior escassez.

Este sistema se parece com o EIP-1559 da Ethereum, mas tem suas diferenças. No caso da Avalanche, todas as taxas de transação são queimadas em vez de apenas parte delas. Além disso, há também um valor máximo de unidades AVAX, de 720 milhões, que nunca pode ser excedido.

Por sua vez, a rede Ethereum não possui um número limite de tokens que podem ser criados, e isso aumentará dependendo das necessidades da rede para conseguir se manter segura.

Staking na Avalanche

A Avalanche usa um mecanismo de consenso de prova de participação (POS). Dessa forma, o sistema motiva financeiramente os nós participantes da rede a atuarem de forma constante.

Eles conseguem evitar comportamentos que podem prejudicar o funcionamento da rede. Portanto, o valor dos tokens é depositado no processo de staking.

Um nó que deseja entrar na rede pode fazê-lo livremente, colocando e bloqueando uma certa quantidade de tokens que não podem ser movidos por um período de tempo determinado pelo seu detentor – sendo o prazo mínimo de 2 semanas.

A rede possui diversos validadores e delegados. Os validadores são responsáveis por proteger a rede, criar novos blocos e processar as transações. Por outro lado, um delegador é o proprietário do token AVAX que deseja participar do processo de staking, mas opta por confiar em um nó de validação já existente por meio da delegação.

A quantidade mínima que um validador deve ter é 2.000 unidades AVAX em staking. Ao mesmo tempo, o valor mínimo que um delegado precisa delegar é de 25 AVAX.

Ao contrário de outros sistemas que também propõem um mecanismo POS, a AVAX não introduz nenhuma penalidade para os seus stakers. Portanto, o valor total de AVAX depositado em um validador é devolvido integralmente no final do período.

O processo de Staking oferece taxas entre 9,32% e 11,1%. Se um usuário desejar obter a maior taxa de lucro, ele deve bloquear o valor de seus tokens por um ano inteiro. Atualmente são 976 validadores de blocos, com esse número aumentando, com a grande maioria pariticipando do consenso que valida uma transação.

Ecossistema Avalanche

O ecossistema Avalanche possui pouco tempo de atuação, mas já é muito rico. Se encontra atualmente plataformas focadas em jogos, como AvaxCells, Avaxstars ou Polyient Games. Além disso, há projetos focados em NFTs, como o mercado 420Swap, a plataforma de coleções gerativas Cryptoseals, ou marcadores preditivos como o Prosper.

Avalanche se tornou um ecossistema diversificado. No entanto, ela inclui alguns projetos dedicados ao financiamento descentralizado. Dado que este setor teve um boom exponencial no último ano, não é incomum ver que os projetos que mais atraíram a oferta de produtos financeiros relacionados.

Markr

Markr é um agregador de yield farming de todos os projetos que operam na rede Avalanche. A plataforma oferece um ranking das plataformas DeFi ordenadas pelo seu valor total depositado. Ele Também agrega em sua mesma interface todas as possibilidades de farming de projetos do ranking.

Yield Yak

Yield Yak é um dos projetos que possui maior tração. A plataforma está em segundo lugar em valor total depositado, ficando atrás apenas da Pangolin. Seu principal produto, o YY Farms, é um autocompositor que gera juros compostos automaticamente com as recompensas obtidas pelo farming em diferentes protocolos da rede Avalanche.

As farms Yield Yak permitem que os usuários depositem um ativo para ganhar mais unidades desse ativo. Ao fazer um depósito, os valores de cada usuário são agregados aos de outros usuários. Ao realizar a farming produtiva em conjunto, os juros compostos aumentam e com isso os seus lucros.

Gondola Finance

Em quarto lugar, e com mais de US$ 13 milhões depositados em sua plataforma, a Gondola Finance oferece a seus usuários a possibilidade de trocar tokens ancorados em ativos tangíveis, como stablecoins de todos os tipos. Além disso, seu objetivo é criar uma ponte que resolva a fragmentação da liquidez que é separada em diferentes blockchains.

Snowball Network

Por fim, vale destacar a Snowball Network. Ela é um projeto baseao no financiamento de Pickle, que possui mais de 14 milhões de depósitos em sua plataforma. A plataforma gera estratégias a partir das oportunidades de yield farming da Pangolin. Além disso, ela permite aos usuários reduzir o custo de geração de juros compostos de forma automatizada e com alta frequência.

Pangolin

A Pangolin é uma exchange descentralizada (DEX) que opera na Avalanche. Ela usa o mesmo modelo de criação de mercado automatizado (AMM) visto na Uniswap.

Ela possui um token de governança nativo chamado PNG, que é totalmente distribuído pela comunidade. A exchange oferece a possibilidade de trocar todos os tokens emitidos em Ethereum e Avalanche. A Pangolin ainda oferece três benefícios principais: operações rápidas e baratas, desenvolvimento voltado para a comunidade e distribuição justa e aberta de tokens.

Atualmente, a Pangolin é a 23º DEX em volume de transações diárias, de acordo com o CoinGecko. Ela é, sem dúvida, a exchange descentralizada nativa da Avalanche, com o maior volume, tendo mais de 126 milhões de negociações diárias em sua plataforma.

Existem atualmente inúmeras opções no campo das exchanges descentralizadas na Avalanche. O ecossistema acaba de nascer, e muitos delas são desconhecidas e oferecem liquidez limitada.

Entre as mais proeminentes estão a Penguin Finance. Ela possui um valor total depositado em seus fundos de mais de US$ 22 milhões. Esse montante ainda está muito longe dos mais de US$ 200 milhões depositados na Pangolin. Outras opções são a Lydia Finance, com mais de US$ 6 milhões depositados e a exchange Baguette, com mais de US$ 5 milhões.

Deve-se notar que outras DEXs, como a SushiSwap ou Beefy Finance, apesar de serem nativas de outras redes como a Ethereum ou Binance Smart, incorporaram a rede Avalanche em seus sistemas.

Carteiras

A Avalanche possui várias opções quando se trata de armazenar ativos criptográficos. Um usuário pode configurar o Metamask para funcionar em sua rede de maneira direta.

Além disso, a rede conta com uma carteira oficial criada pela sua equipe, a Avalanche Wallet. Outra opção para os usuários que optam por uma carteira online é a Sinzu. Para aqueles que mantêm suas criptomoedas em carteiras frias, o Ledger já possui compatibilidade com esta rede.

Futuro da Avalanche

Apesar de ser uma plataforma relativamente nova, a Avalanche já conquistou terreno sério no espaço DeFi. Em menos de um ano desde seu lançamento, ela obteve uma resposta de integração positiva.

Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024

Trusted

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.

0c40e58cd907ed63ed008289360dbd5b.jpg
Albert Dansa
Albert Dansa é um entusiasta de tecnologia e de tudo que é disruptivo. É investidor no ecossistema de blockchain desde 2017 e continuamente estuda e monitora o setor financeiro descentralizado. Estudou filosofia e música em Barcelona, ​​é amante do conhecimento e de tudo o que pode fazer o ser humano evoluir.
READ FULL BIO
Patrocinados
Patrocinados