Ver mais

‘Tudo menos o Bitcoin’ deve estar sob nossa juridição, diz presidente da SEC

3 mins
Por Shraddha Sharma
Traduzido Anderson Mendes

EM RESUMO

  • "Tudo menos o Bitcoin" poderia ser um valor mobiliário, de acordo com o presidente da SEC, Gary Gensler.
  • Gensler acredita que a SEC tem todos os recursos legais para supervisionar o setor cripto.
  • O ex-chefe da CFTC também argumenta que a estrutura dos negócios cripto torna difícil regulá-los.
  • promo

O presidente da Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos (SEC), Gary Gensler, discutiu o Bitcoin (BTC), as repercussões políticas do colapso da FTX e o futuro da regulamentação cripto em uma entrevista recente. Isso ocorre enquanto a agência e a Commodity Futures Trading Commission (CFTC) aguardam uma decisão sobre quem terá autoridade para regular o mercado de criptomoedas nos EUA.

“Eu amo a CFTC”, disse o ex-presidente da CFTC e atual chefe da SEC ao New York Magazine. “Você não vai me fazer dizer nada negativo sobre.”

No entanto, Gary Gensler acredita que a SEC tem todos os recursos legais para supervisionar a indústria cripto. A agência está reprimindo as empresas do setor, aplicando regulamentos rigorosos. Isso ocorre mesmo que o Congresso ainda precise aprovar a legislação cripto do país.

  • Não entendeu algum termo do universo Web3? Confira no nosso Glossário!
  • Quer se manter atualizado em tudo o que é relevante no mundo cripto? O BeInCrypto tem uma comunidade no Telegram em que você pode ler em primeira mão as notícias relevantes e conversar com outros entusiastas em criptomoedas. Confira!
  • Você também pode se juntar a nossas comunidades no Twitter (X)Instagram e Facebook.

Bitcoin não está no radar da SEC

De acordo com Gensler, a “estrada” ou “pista” para empresas de criptomoedas não listadas na SEC está “ficando mais curta”.

Ele também argumenta que a estrutura dos próximos negócios torna complicado regulá-los na jurisdição dos EUA. Ele observou: “Tudo menos Bitcoin, você pode encontrar um site, você pode encontrar um grupo de empreendedores, eles podem estabelecer suas entidades legais em um paraíso fiscal offshore, eles podem ter uma fundação, eles podem advogar para tentar arbitragem e torná-la difícil jurisdicionalmente ou assim por diante.”

O presidente da SEC também afirmou no passado que o Bitcoin é a única criptomoeda que poderia ser rotulada como commodity. Um argumento que Rostin Behnam da CFTC aceitou para estabelecer a jurisdição da agência sobre os ativos virtuais.

Por capitalização, o Bitcoin é a maior criptomoeda do mundo. E muitas vezes é classificado como uma commodity, ao ser considerado que não existe uma instituição “centralizada” controlando seu preço, demanda e oferta.

Ao contrário, o presidente da SEC argumentou repetidamente que, como muitas iniciativas de criptomoedas atendem aos critérios de valores mobiliários, a agência deveria registrá-las. Um argumento que muitos membros republicanos do Congresso criticaram. Mas ele novamente levantou pontos relacionados a tokens no exterior durante a conversa. Ele observou: “esses tokens são valores mobiliários porque há um grupo no meio e o público está antecipando lucros com base nesse grupo”.

Em resposta, o advogado Logan Bolinger afirmou que as opiniões de Gensler sobre o que constitui um valor mobiliário não são juridicamente vinculativas.

Presidente da SEC vê falha na maioria das criptomoedas

O fundador da Think Bitcoin também afirma que, embora a SEC possa entrar com ações de execução e chegar a acordos, essas coisas não estabelecem precedentes legais. Como resultado, o advogado afirmou que empresas ou indivíduos podem optar por prosseguir com o julgamento.

Onde a SEC teria que demonstrar ao juiz que determinado produto era um valor mobiliário. Bolinger acrescentou: “É importante ter em mente que, em teoria, o Teste de Howey também pode ser anulado posteriormente. Alternativamente, o Securities Act de 1933 poderia ser alterado. Novas leis poderiam ser escritas. etc.”

Enquanto isso, Gensler afirmou que muitos deles combinam papéis que normalmente seriam divididos entre exchanges, credores, custodiantes, etc. De acordo com o burocrata, os mercados regulados convencionalmente precisam desagregar formalmente esses papéis.

“Os conflitos nessas vitrines”, disse Gensler ao meio de comunicação, “não permitimos nas finanças tradicionais, não permitimos nos mercados de valores mobiliários, não permitimos nos mercados bancários comerciais e não permitimos isso em cripto porque essas vitrines são fundamentalmente e geralmente não compatíveis com as leis de valores mobiliários como as conhecemos.”

Além disso, o chefe da agência de valores mobiliários acredita que a maioria dessas criptomoedas falharia devido à maior economia da micromoeda. Mas, sem ação legislativa, o status desses ativos nos EUA permanece incerto.

Devido à falta de legislação específica, os Estados Unidos tratam as criptomoedas como propriedade junto com várias outras nações. Os legisladores dos EUA ainda estão debatendo estruturas regulatórias federais no Congresso.

Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024

Trusted

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.

4d198a1c7664cbf9005dfd7c70702e03.png
Anderson Mendes
Membro ativo da comunidade de criptoativos e economia em geral, Anderson é formado pela Universidade Positivo, e escreve sobre as principais notícias do mercado. Antes de entrar para a equipe brasileira do BeInCrypto, Anderson liderou projetos relacionados à trading, produção de notícias e conteúdos educacionais relacionados ao mundo cripto no sul do Brasil.
READ FULL BIO
Patrocinados
Patrocinados