Token da Vila rende após venda de Yuri Alberto

Atualizado por Júlia V. Kurtz
EM RESUMO
  • Este é o primeiro pagamento realizado através da tokenização do mecanismo de solidariedade.
  • Recursos de mais de R$ 1,6 milhão serão distribuídos proporcionalmente aos detentores dos tokens.
  • A cesta de jogadores do Token da Vila é composta por 12 atletas.
  • promo

    Análises técnicas e insights do mercado por traders em nosso canal do Telegram!Entre hoje no nosso Telegram!

Portadores do Token da Vila, do Santos Futebol Clube, começaram a receber o primeiro pagamento na sexta-feira (13). O valor corresponde à primeira de quatro parcelas de rendimentos da transação envolvendo o atacante Yuri Alberto, vendido pelo Internacional para o Zenit, da Rússia.

O Token da Vila é um ativo baseado no Mecanismo de Solidariedade da FIFA, que prevê o pagamento de uma parcela de qualquer transação onerosa – seja ela definitiva ou por empréstimo – ao clube formador de qualquer atleta negociado. Por ter sido formado na base do Santos FC, o Zenit teve indenizar uma porcentagem do valor da transação ao clube.

  • Ficou com alguma dúvida? O Be[in]Crypto possui uma série de artigos para lhe ajudar a entender o universo cripto. Confira!
  • Se quiser ficar atualizado no que acontece de mais importante no espaço cripto, junte-se ao nosso grupo no Telegram!

A venda do atleta ocorreu em janeiro, mas o pagamento, que será realizado em quatro parcelas, só se concretizou agora. O total de recursos distribuído proporcionalmente aos detentores do token ultrapassa R$ 1,6 milhão.

“Este é o primeiro pagamento realizado através da tokenização do mecanismo de solidariedade, feito pelo MB Digital Assets e o Santos FC. Com as perspectivas de movimentações dos atletas que compõem a cesta, os detentores do Token da Vila têm possibilidade de novos ganhos”, explica Vitor Delduque, Diretor de Novos Negócios da MB Digital Assets.

A cesta de 12 jogadores do Token da Vila é composta por:  Alan Patrick (Internacional, Brasil); Alex Sandro (Juventus de Turim, Itália); Caio Henrique (Monaco, França); Emerson Palmieri, (Olympique Lyon, França); Gabriel Barbosa (Flamengo, Brasil); Gustavo Henrique, (Flamengo, Brasil); Jean Lucas (Monaco, França); Kaio Jorge (Juventus, Itália); Lucas Veríssimo (Benfica, Portugal); Neymar Jr. (Paris Saint-Germain, França); Rodrygo Goes (Real Madrid, Espanha) e Yuri Alberto (Zenit, Rússia).

Clubes de futebol entraram de vez no mercado cripto

O Santos aprovou o projeto de tokenização de ativos do clube, como o Token da Vila, no começo de agosto de 2021 e se juntou a uma lista cada vez maior de times de futebol brasileiros que estão buscando alternativas no mercado de criptomoedas. Além do Santos, VascoCruzeiro desenvolveu tokens atreladas ao mecanismo de solidariedade da FIFA, também utilizando os valores para aliviar sua crise financeira.

Já o Atlético Mineiro e o Corinthians firmaram recentemente parcerias com a Chiliz (CHZ) para a criação de fan tokens para os seus torcedores. Esses ativos, além de serem itens colecionáveis, oferecem aos seus donos diversos conteúdos exclusivos e possibilidades de interação com os times, dando inclusive o direto a voto em algumas questões do dia a dia do clube.

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.
BEINNEWS ACADEMY LTD © STREET: SUITE 1701 – 02A, 17/F, 625 KING’S ROAD, NORTH POINT. HONG KONG.