Ver mais

Shiba Inu atualiza Shibarium e queima de tokens aumenta – de novo

2 mins
Traduzido Anderson Mendes

EM RESUMO

  • A atualização Shibarium impulsionou as queimas de SHIB, aumentando as taxas de queima em mais de 150%.
  • A comunidade Shiba Inu queimou mais de 8 milhões de tokens em 24 horas.
  • A atualização reduziu o tempo de ponte de 7 dias da rede para 45 minutos.
  • promo

Houve um aumento significativo na queima de tokens Shiba Inu (SHIB) após uma grande atualização da rede Shibarium.

Os dados do Shibburn mostram que as taxas de queima da moeda meme aumentaram 150% devido a uma nova atualização, que reduziu o tempo de ponte de sete dias para cerca de 45 minutos. Essa melhoria substancial entusiasmou a comunidade e provocou um salto significativo nas queimas de tokens.

Atualização do Shibarium aumenta as queimas de SHIB

De acordo com o rastreador, mais de 8 milhões de tokens foram retirados de circulação e enviados para carteiras que não podem ser gastas nas últimas 24 horas.

Um dos principais contribuintes foi o endereço da carteira 0xa9d1, que transferiu 4,91 milhões de SHIB para uma carteira morta por meio de duas transações significativas realizadas com algumas horas de intervalo. Inicialmente, o titular queimou 2 milhões de moedas SHIB. Mais tarde, o proprietário transferiu outros 2,91 milhões de tokens para a carteira morta.

Queima de Shiba Inu. Fonte: Shibburn
Queima de Shiba Inu. Fonte: Shibburn

Queima de tokens é o processo de remover permanentemente os tokens de circulação. Isso pode ser feito enviando-os para um endereço que não pode ser gasto, reduzindo efetivamente a oferta total. A queima cria escassez, podendo elevar o preço do token se a demanda permanecer estável ou aumentar.

Leia mais: Queima de moedas (coin burn) – O que é

Impacto na rede

O último salto na taxa de queima está associado à atualização mais recente. Antes disso, a transferência de tokens do Shibarium para a rede Ethereum levava até sete dias. A atualização reduziu esse tempo para cerca de 45 minutos, permitindo que os usuários gerenciem os ativos mais rapidamente e se adaptem às mudanças do mercado com mais eficiência.

O período de espera inicial de sete dias tinha como objetivo promover a estabilidade dos preços, incentivando os usuários a permanecerem na rede secundária por mais tempo. No entanto, isso não é mais necessário. A equipe também observou que o novo sistema utiliza um mecanismo de ponto de verificação para retiradas de tokens, resultando em um processamento mais rápido das transações de saída.

“Essa redução no tempo de ponte é um divisor de águas – desenvolva e implemente aplicativos sensíveis ao tempo mais rápido do que nunca”, declarou a equipe da Shibarium.

Espera-se que o recente lançamento da ShibaSwap no Shibarium também acelere ainda mais a taxa de queima de tokens. Além disso, a equipe do projeto arrecadou US$ 12 milhões em abril para desenvolver uma nova blockchain de terceira camada. Esse esforço de captação de recursos atraiu contribuições de investidores proeminentes, como Polygon Ventures, Mechanism Capital e Animoca Brands.

Leia mais: O que é Shibarium? Conheça o ecossistema da Shiba Inu

A nova atualização do Shibarium acelerou a taxa de queima da SHIB, demonstrando os esforços contínuos da comunidade para aumentar o valor do token por meio da redução da oferta. Apesar disso, o impacto imediato no preço da memecoin foi mínimo. De acordo com o BeInCrypto, ele atualmente é negociado a US$ 0,00002583, perdendo 1,46% nas últimas 24 horas.

Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024

Trusted

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.

4d198a1c7664cbf9005dfd7c70702e03.png
Anderson Mendes
Membro ativo da comunidade de criptoativos e economia em geral, Anderson é formado pela Universidade Positivo, e escreve sobre as principais notícias do mercado. Antes de entrar para a equipe brasileira do BeInCrypto, Anderson liderou projetos relacionados à trading, produção de notícias e conteúdos educacionais relacionados ao mundo cripto no sul do Brasil.
READ FULL BIO
Patrocinados
Patrocinados