Senadora dos EUA pede para Justiça americana investigar FTX

25 novembro 2022, 14:00 -03
25 novembro 2022, 14:00 -03
EM RESUMO
  • Dois senadores democratas escreveram uma carta ao procurador-geral dos EUA, Merrick Garland, para investigar o colapso da FTX.
  • A carta pede ao procurador-geral que considere as vítimas de baixa renda com fundos bloqueados na exchange.
  • Warren aparentemente assumiu uma postura objetiva contra o ex-CEO da FTX, Sam Bankman-Fried, apesar das generosas doações feitas ao partido político da senadora.
  • promo

A senadora de Massachusetts, Elizabeth Warren, convocou o procurador-geral do Departamento de Justiça dos Estados Unidos (DoJ), Merrick Garland, para iniciar uma investigação criminal completa sobre o colapso da FTX.

Em uma carta escrita ao procurador-geral Garland, os senadores Elizabeth Warren e Sheldon Whitehouse fizeram um apelo ao chefe do DoJ para iniciar a investigação e cumprir um compromisso anterior de ajudar as vítimas de crimes do colarinho branco.

  • Ficou com alguma dúvida? O BeInCrypto tem um glossário que pode ajudar a responder a suas dúvidas em relação ao mundo cripto!
  • Quer se manter atualizado em tudo o que é relevante no mundo cripto? O BeInCrypto tem uma comunidade no Telegram em que você pode ler em primeira mão as notícias relevantes e conversar com outros entusiastas em criptomoedas. Confira!
  • Você também pode se juntar a nossas comunidades no Twitter, Instagram e Facebook.

Elizabeth Warren pede justiça para as vítimas da FTX

carta menciona o compromisso de Garland em discursos no Instituto Nacional de Crimes de Colarinho Branco da American Bar Association, onde ele prometia um foco renovado nas vítimas de crimes deste feitio.

“Dado o recente compromisso do departamento de responsabilizar pessoalmente os perpetradores de crimes de colarinho branco, esperamos que o DoJ investigue as ações que levaram ao colapso da FTX com o máximo escrutínio”, diz o texto.

Os dois senadores então se concentraram nos investidores da FTX da classe média e trabalhadora cujos fundos estão congelados.

“A FTX criou uma falsa sensação de segurança e legitimidade e encorajou os consumidores a investir seu dinheiro suado em investimentos na exchange”, disseram os senadores democratas. 

A carta supõe que os funcionários da exchange, incluindo o ex-CEO Sam Bankman-Fried, devem ser responsabilizados por se envolver em comportamento fraudulento para enriquecer às custas dos clientes.

“Instamos o Departamento a centralizar essas “vítimas de carne e osso” enquanto investiga e, se julgar necessário, processar os indivíduos responsáveis ​​por seus danos”, conclui a carta.

Senadora se une a Mike Novogratz no apelo por justiça

O CEO da Galaxy Digital, Mike Novogratz, expressou crença de que Bankman-Fried está andando impune depois de violar o acordo entre a empresa que dirige e a FTX. 

“Talvez eu não seja juiz ou advogado, mas li meu contrato e ele certamente fez coisas ilegais com nossas moedas. Quando você deposita suas criptomoedas ou seus dólares na exchange dele, eles são suas moedas, e emprestá-los ao escritório familiar dele não fazia parte do acordo… Isso é fraude.”

Ele comparou o lento processo legal com a rápida prisão do Departamento de Polícia de Nova York de criminosos que roubaram seu apartamento.

“E [Bankman-Fried] está circulando pelas Bahamas dando coletivas de imprensa”, disse irritado.

Aliás, Bankman-Fried também está programado para falar no New York DealBook Summit 2022 em 30 de novembro de 2022, apesar da FTX enfrentar várias investigações. Sua inclusão na conferência irritou os participantes da indústria de criptomoedas .

Bankman-Fried e FTX também serão os temas de uma nova série de TV de oito episódios na Amazon, informa a Variety . A produtora não forneceu uma data para o piloto.

“Acho que o dia dele chegará”, concluiu Novogratz. 

Elizabeth Warren descarta rótulo de nepotismo

A senadora Elizabeth Warren inicialmente não mencionou Bankman-Fried depois que a SEC abriu uma investigação sobre o caso em 10 de novembro.

BeInCrypto sugeriu que o silêncio de Warren estava relacionado a conexões que ela tinha com seu pai, Joe Bankman. Bankman endossou uma lei tributária de 2016 que simplificaria os processos de envio de impostos para os americanos. Além disso, Barbara Fried, mãe do ex-CEO da FTX, era uma forte apoiadora do partido político democrata de Elizabeth Warren. Bankman-Fried doou US$ 39 milhões ao partido para as eleições de meio de mandato de 2022.

Warren descartou as suspeitas de nepotismo quando escreveu uma carta à Bankman-Fried, exigindo que a FTX fosse mais transparente sobre como seus negócios funcionavam antes de falir. A democrata também disse que a única maneira de remover os maus atores é fechar brechas e empregar uma fiscalização agressiva.

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.