Ver mais

SEC começa repressão e preocupa setor DeFi

2 mins
Atualizado por Júlia V. Kurtz

EM RESUMO

  • Processo da SEC contra a Kraken preocupa plataformas DeFi.
  • Executivo da Lido DAO está preocupado com as decisões dos reguladores.
  • Proibição ostensiva pode sufocar o setor DeFi.
  • promo

A repressão da SEC no mercado cripto já preocupa o setor DeFi. O maior desafio ocorreria caso a SEC decida que nenhum cidadão dos EUA deve interagir com os protocolos de criptomoedas.

O chefe de desenvolvimento de negócios da Lido DAO, Jacob Blish, acredita que a recente repressão da SEC aos serviços de criptomoedas pode causar novos desafios para as finanças descentralizadas (DeFi).

  • Não entendeu algum termo do universo Web3? Confira no nosso Glossário!
  • Quer se manter atualizado em tudo o que é relevante no mundo cripto? O BeInCrypto tem uma comunidade no Telegram em que você pode ler em primeira mão as notícias relevantes e conversar com outros entusiastas em criptomoedas. Confira!
  • Você também pode se juntar a nossas comunidades no Twitter (X)Instagram e Facebook.

De acordo com Blish, o desenvolvimento das criptomoedas nos EUA está nas mãos da Securities and Exchange Commission (SEC) e em sua resolução final, reportou a Bloomberg.

A Lido Finance é, no momento, o maior protocolo de staking de Ethereum (ETH), com mais de 4,8 milhões de ETH avaliados em cerca de US$ 7,2 bilhões travados na plataforma.

Repressão ao staking pode afetar DeFi

As declarações de Blish, aliás, ocorrem após a SEC processar a Kraken, uma das maiores exchanges dos EUA, por oferecer serviços de staking. Em um acordo com o órgão regulador, em suma, a Kraken concordou em pagar uma multa de US$ 30 milhões e encerrar imediatamente sua plataforma de staking nos EUA.

À Bloomberg, Blish disse que, embora a mudança beneficie os provedores on-chain de staking, a resolução final pode trazer novos desafios para o DeFi.

“Tenho recebido muitas perguntas sobre se ‘isso afeta o Lido, o que você pensa sobre isso? Pessoalmente, acho que beneficia as plataformas descentralizadas de staking sem permissão on-chain, mas realmente depende de qual será a resolução final”, disse ele.

Blish acredita que a Lido desempenha uma função “canalizadora” no staking de ETH.

A preocupação maior do executivo da Lido DAO se concentra na forma como a SEC pode reprimir o setor de criptomoedas. Ele destacou que um problema maior ocorreria se os reguladores dos EUA decidirem que nenhum indivíduo deve interagir com quaisquer serviços de staking.

“O maior risco que vejo pessoalmente como residente nos EUA é se eles vierem e disserem que você não pode mais interagir ou contribuir com esses tipos de protocolos. Portanto, isso significa que eu, como colaborador da DAO, não posso mais trabalhar no Lido? Eu tenho que sair e fazer outra coisa?”

Blish também salientou que o pedido dos reguladores por transparência por parte da indústria deve centrar-se na transparência sobre como as decisões são tomadas.

Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024

Trusted

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.

Thiago-Barboza-red1.png
Thiago Barboza
Thiago Barboza é graduado em Comunicação com ênfase em escritas criativas pela Universidade Federal da Bahia (UFBA). Em 2019 conheceu as criptomoedas e blockchain, mas foi em 2020 que decidiu imergir nesse universo e utilizar seu conhecimento acadêmico para ajudar a difundir e conscientizar sobre a importância desta tecnologia disruptiva.
READ FULL BIO
Patrocinados
Patrocinados