Ver mais

Projeto Defi é hackeado e invasores levam milhões de dólares em Ethereum (ETH)

2 mins
Atualizado por Paulo Alves

EM RESUMO

  • Exchange DEX perdeu US$ 5 milhões no exploit Bifrost.
  • É a segunda vez que a THORChain é hackeada.
  • O preço do seu token nativo, RUNE, despencou 19% nesta sexta-feira (16).
  • promo

A exchange descentralizada (DEX) THORChain foi adicionada à lista cada vez maior de protocolos atacados, conforme são revelados mais detalhes de um hack multimilionário.

Em anúncio feito nessa sexta-feira (16), a THORChain estimou que havia perdido cerca de 4.000 ETH. Anteriormente, as estimativas eram de até 13.000 unidades da moeda perdidos no ataque. Em uma postagem no canal da plataforma no Telegram, foi divulgado que a perda real foi de aproximadamente US$ 4,9 milhões, acrescentando que foi “muito menos do que os números iniciais publicados anteriormente.”

  • Não entendeu algum termo do universo Web3? Confira no nosso Glossário!
  • Quer se manter atualizado em tudo o que é relevante no mundo cripto? O BeInCrypto tem uma comunidade no Telegram em que você pode ler em primeira mão as notícias relevantes e conversar com outros entusiastas em criptomoedasConfira!
  • Você também pode se juntar a nossas comunidades no Twitter (X)Instagram e Facebook.

São poucos os detalhes disponíveis até o momento, mas a THORChain afirmou que uma avaliação mais detalhada e etapas de recuperação serão anunciadas em breve.

De acordo com o Runebase, guia dedicado ao protocolo DEX, o Multi-Chain ChaosNet (MCCT) que foi lançado em abril foi interrompido após a descoberta do exploit. Ele acrescentou que os desenvolvedores já garantiram aos usuários que o protocolo tem os fundos necessários para cobrir a perda. Eles solicitaram que o invasor os contatasse para discutir a devolução dos fundos em troca de uma recompensa.

Bifrost culpado pelo ataque

Um relatório do incidente culpou um bug no Bifrost, um protocolo DeFi que se conecta com a Polkadot e diferentes blockchains de prova de participação. Ele afirmou que o ETH Bifrost foi atualizado recentemente para permitir que o roteador seja “embalado” por contratos para permitir a composição. O invasor conseguiu usar essa vulnerabilidade para atacar o roteador THORChain e manipulá-lo.

“O ETH Bifrost foi enganado usando um invólucro personalizado para ler um valor de depósito de 200 quando, na verdade, era zero.”

A THORChain tem se esforçado para defender sua posição em meio à crescente preocupação entre os detentores de tokens.

“Quando uma exchange centralizada é hackeada, os usuários só descobrem meses depois, até que seus saques sejam bloqueados ou atrasados. Quando a THORChain sofre um ataque, todos sabem imediatamente. Qual você prefere?”

O CEO da ShapeShift, Erik Voorhees, foi um deles, mas lamentou sua perda, mesmo se mantendo otimista:

“Perdi muito na minha posição RUNE hoje. Vale a pena. Estamos nisso por um longo prazo. A negociação descentralizada entre cadeias e sem intermediários vale muitos tropeços. Espere o caos durante o chaosnet. ”

A THORChain afirmou que os provedores e nós de liquidez não devem ser afetados após os fundos terem sido recuperados e restaurados, acrescentando que “a rede será mais forte e resiliente”.

O ataque é a segunda vez que a THORChain foi alvo de hackers durante a implantação do Chaosnet, perdendo cerca de US$ 140.000 em um ataque em junho.

Preço do token RUNE

O token nativo da THORChain caiu quase 20%, de US$ 5,86 para cerca de US$ 4,75 antes de uma pequena recuperação nas últimas horas. De acordo com o CoinGecko, o RUNE está sendo negociado 76% abaixo de sua máxima histórica de US$ 20,90.

Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024

Trusted

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.

f7bfa29036dc6f6195807a7f437b3041?s=120&d=mm&r=g
Martin Young
Martin tem abordado os últimos desenvolvimentos em segurança cibernética e infotech por duas décadas. Ele tem experiência em trade e tem coberto ativamente a indústria de blockchain e criptomoedas desde 2017.
READ FULL BIO
Patrocinados
Patrocinados