Ver mais

Polygon lança solução voltada para Web3; MATIC dispara na semana

2 mins
Atualizado por Anderson Mendes

EM RESUMO

  • A Polygon lançou o zkEVM, sua nova solução de dimensionamento.
  • Tecnologia será capaz de melhorar todos os fundamentos de sua rede - descentralização, escalabilidade e segurança
  • MATIC chegou a disparar mais de 100% no início desta semana.
  • promo

Nova solução de dimensionamento da Polygon (MATIC) será capaz de melhorar a descentralização, escalabilidade e segurança de sua rede, abrindo as portas para a utilização da Web 3.0.

A equipe por trás da solução de escalabilidade do Ethereum (ETH) lançou o zkEVM, sua nova solução de dimensionamento. Como diferencial, a ferramenta usa tecnologia Zk, capaz de agrupar diversas transações antes de comunicá-las para a blockchain do ETH.

Ao fazer com que essas diversas movimentações de vários usuários sejam lidas como uma única transação, o zkEVM será capaz de reduzir substancialmente as taxas cobradas nestas transações, que serão divididas por todos os usuários que realizaram cada movimentação.

Outro diferencial do recurso é que ele é a primeira solução de dimensionamento que se equivale ao Ethereum Virtual Machine (EVM), tendo o mesmo nível de segurança da rede de camada 1 do ETH. Anteriormente, outras soluções de dimensionamento precisavam “sacrificar” seus níveis de segurança para oferecer custos mais baixos.

Agora, os usuários poderão ter os três fundamentos da blockchain – descentralização, escalabilidade e segurança – em um único lugar, sem precisar pagar as altas taxas vistas na rede principal do Ethereum.

  • Não entendeu algum termo do universo Web3? Confira no nosso Glossário!
  • Quer se manter atualizado em tudo o que é relevante no mundo cripto? O BeInCrypto tem uma comunidade no Telegram em que você pode ler em primeira mão as notícias relevantes e conversar com outros entusiastas em criptomoedasConfira!
  • Você também pode se juntar a nossas comunidades no Twitter (X)Instagram e Facebook.

Solução da Polygon impulsiona Web3

O zkEVM será capaz de operar transações relacionadas a contratos inteligentes, ferramentas de desenvolvedores, dApps e movimentações de carteiras, sem precisar modificar os reimplementar os códigos usados na blockchain.

Com isso, o cofundador da Polygon, Mihailo Bjelic, esta confiante de que o novo recurso pode impulsionar a utilização da Web 3.0, permitindo que bilhões de pessoas ao redor do mundo sejam capazes de ingressar na próxima versão da internet.

“A arquitetura blockchain deve ser capaz de escalar sem sacrificar a segurança. Até agora, isso não era praticamente possível, e desenvolvedores e usuários tiveram que escolher entre os dois. O Polygon zkEVM é uma tecnologia inovadora que oferece dimensionamento e alta segurança, abrindo assim um novo capítulo de adoção em massa”, afirma Bjelic.

MATIC dispara

Dados do TradingView mostram que o token nativo da Polygon disparou mais de 100% nos últimos três dias. Com isso, o ativo voltou a ser negociado próximo de US$ 1, apesar de sofrer uma leve correção de preço nas últimas horas.

Além do lançamento do zkEVM e da recuperação geral do mercado, o The Merge do Ethereum pode ser atribuído como fator para o token disparar. A chegada da fusão da rede tem animado o mercado, refletindo positivamente em todo o seu ecossistema.

Apesar das melhorias, tudo indica que ela não reduzirá as taxas da rede principal do ETH, o que pode impulsionar ainda mais o uso da Polygon. No fechamento dessa matéria, a MATIC era negociada a US$ 0,83, com alta de 55% nos últimos sete dias, segundo o CoinGecko.

Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024

Trusted

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.

4d198a1c7664cbf9005dfd7c70702e03.png
Anderson Mendes
Membro ativo da comunidade de criptoativos e economia em geral, Anderson é formado pela Universidade Positivo, e escreve sobre as principais notícias do mercado. Antes de entrar para a equipe brasileira do BeInCrypto, Anderson liderou projetos relacionados à trading, produção de notícias e conteúdos educacionais relacionados ao mundo cripto no sul do Brasil.
READ FULL BIO
Patrocinados
Patrocinados