Ver mais

Mineradores em problemas – Bitcoin pode cair ainda mais?

2 mins
Atualizado por Bruna Brambatti

EM RESUMO

  • Os mineradores da rede Bitcoin (BTC) estão sendo prejudicados pela atual queda de preço, que pode forçá-los a venderem as suas reservas.
  • Atualmente, os custos para a mineração de um Bitcoin estão acima de US$ 77.000.
  • Muitos mineradores estão optando por manter as suas reservas, mas eles podem ser obrigados a vendê-las em breve ou paralisar as suas atividades se o preço do BTC não voltar a subir.
  • promo

Os mineradores da rede Bitcoin (BTC) estão sendo prejudicados pela atual queda de preço da criptomoeda, que pode forçá-los a venderem as suas reservas.

Além do halving do dia 19 de abril, que reduziu as recompensas por bloco minerado de 6,25 BTC para 3,125, os mineradores estão vendo as suas receitas serem corroídas pela queda de preço da criptomoeda. O Bitcoin entrou em uma tendência de baixa desde que atingiu uma nova máxima histórica de US$ 73.737 em 14 de março, chegando a perder o suporte de US$ 57.000 nesta quarta-feira (1).

Com isso, os mineradores têm tido prejuízo ao desempenhar as suas atividades, visto que o custo de eletricidade para operar na rede e minerar uma unidade do ativo está atualmente em US$ 77.400.

Sendo os players mais impactantes no mercado, as grandes mineradoras conseguirão impulsionar o preço do BTC ou irão vender as suas reservas e intensificar a tendência de baixa atual?

Leia mais: O que é o Halving do Bitcoin e como ele funciona

Qual será o movimento dos mineradores de BTC?

Ki Young Ju, CEO da CryptoQuant, afirma que os mineradores ainda não mostraram sinais de capitulação. Normalmente, esse fenômeno ocorre quando as grandes mineradoras são incapazes de cobrir seus custos e despesas operacionais, precisando então vender suas reservas em BTC para continuar em operação.

Segundo Ju, esses participantes estão preferindo manter seus BTC, acreditando que o ativo logo dará a volta por cima e voltará a subir. Charles Edwards, por sua vez, é mais alarmista. De acordo com o fundador da Capriole Investments. o BTC no preço atual pode fazer com que cerca de 15% dos mineradores prefiram paralisar as suas atividades, o que pode fazer as taxas da rede dispararem.

O atual cenário destaca o frágil equilíbrio dos mineradores entre os custos operacionais e os preços de mercado. Com isso em mente, uma possível nova bull run se torna não apenas ótima para os investidores do Bitcoin, mas também para os demais participantes do seu ecossistema.

Leia mais: Minerar Bitcoin em casa: vale a pena?

Previsão de preço

Negociado no fechamento da matéria em US$ 57.320 no fechamento da matéria, o BTC intensificou o seu movimento de baixa nas últimas horas ao perder o suporte de US$ 59.570, que havia paralisado movimentos de queda durante os dias 13 a 19 de abril.

Gráfico do BTC no TradingView

Com isso, o ativo está muito próximo da linha de suporte de um canal de baixa. Formar candles abaixo dessa linha poderia fazer o preço testar a zona de suporte de US$ 51.600 – US$ 50.500.

Por outro lado, voltar a ser negociado na parte de cima do canal pode gerar um salto em direção a sua resistência, próxima a US$ 62.500.

Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024

Trusted

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.

4d198a1c7664cbf9005dfd7c70702e03.png
Anderson Mendes
Membro ativo da comunidade de criptoativos e economia em geral, Anderson é formado pela Universidade Positivo, e escreve sobre as principais notícias do mercado. Antes de entrar para a equipe brasileira do BeInCrypto, Anderson liderou projetos relacionados à trading, produção de notícias e conteúdos educacionais relacionados ao mundo cripto no sul do Brasil.
READ FULL BIO
Patrocinados
Patrocinados