Mineradora de Bitcoin (BTC) não vendeu durante inverno cripto

8 julho 2022, 16:00 -03
Atualizado por Júlia V. Kurtz
8 julho 2022, 16:00 -03
EM RESUMO
  • A Marathon produziu 707 BTC no segundo trimestre de 2022, 8% a mais que no mesmo período do ano passado.
  • Ainda não vendeu nenhum ativo e continua a HODL 10.055 moedas.
  • Os mineradores de Bitcoin estão lentamente voltando a acumular o ativo.
  • promo

A gigante de mineração de Bitcoin Marathon Digital mostrou mãos extremamente fortes durante o inverno cripto, ainda não vendendo nenhum BTC desde outubro de 2020.

A empresa revelou suas finanças e status atual em uma atualização de produção e operação de mineração. Apesar do êxodo mais amplo de mineradores de Bitcoin, a Marathon informou que produziu 707 BTC no segundo trimestre de 2022, um aumento de 8% ano a ano em relação ao segundo trimestre de 2021.

  • Ficou com alguma dúvida? O BeInCrypto tem um glossário que pode ajudar a responder a suas dúvidas em relação ao mundo cripto!
  • Quer se manter atualizado em tudo o que é relevante no mundo cripto? O BeInCrypto tem uma comunidade no Telegram em que você pode ler em primeira mão as notícias relevantes e conversar com outros entusiastas em criptomoedas. Confira!
  • Você também pode se juntar a nossas comunidades no Twitter, Instagram e Facebook.

A empresa também revelou que agora detém 10.055 BTC, no valor estimado de US$ 222,5 milhões a preços atuais. Ela não vendeu nenhum dos ativos desde outubro de 2020.

O presidente e CEO da Marathon, Fred Thiel, disse que a empresa “continuou a trabalhar com vários obstáculos operacionais à medida que progredimos na instalação de mineradoras no Texas em preparação para a energização”.

A produção caiu em junho para apenas 140 BTC, seu menor mês desde março de 2021. A queda foi causada por uma forte tempestade que passou pela região de Hardin, Texas, em 11 de junho. O evento climático danificou a instalação de geração de energia, deixando 30.000 mineradoras Marathon na região sem energia.

Mineradores voltam a acumular

No acumulado do ano até 30 de junho, a Marathon produziu 1.966 BTC, o que representa um aumento de 132% em relação ao mesmo período do ano anterior, acrescentou.

É uma das poucas empresas de mineração que lutou no mercado de baixa sem desligar ou vender ativos. De acordo com a análise da Arcane Research, várias empresas de mineração de capital aberto venderam 100% de toda a sua produção no início deste ano. Isso inclui Bitfarms, Riot Blockchain e Core Scientific.

A pesquisa também observou que a Marathon tem mais saídas de caixa para pagamentos de máquinas restantes este ano, com cerca de US$ 260 milhões, no entanto, tem um balanço muito saudável.

O provedor de análise on-chain Glassnode informou que os mineradores de Bitcoin estão de volta ao modo de acumulação após vários meses de vendas pesadas. A mudança de posição líquida para mineradores está de volta ao verde novamente agora.

Mineradora de Bitcoin continua a fazer HODL durante inverno cripto
Gráfico – Glassnode

No entanto, o saldo de BTC dos mineradores atingiu uma baixa mansal de 1,8 milhão, informou em 8 de julho.

BTC recupera US$ 22 mil

O ativo obteve um ganho de 7,9% no dia, permitindo recuperar o nível de preço de US$ 22 mil durante o pregão asiático de sexta-feira de manhã.

Os ursos ainda não estão fora de perigo, no entanto, já que o BTC permanece dentro de seu canal de alcance e precisa quebrar a resistência logo acima dos níveis atuais para sair dele.

Várias datas importantes para fatores macroeconômicos ainda estão aparecendo em julho, o que pode resultar em mais quedas para os mercados de criptomoedas.

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.